5G na educação: quais oportunidades essa tecnologia vai trazer para o ensino?

5G na educação: quais oportunidades essa tecnologia vai trazer para o ensino?

A quinta geração da comunicação móvel, prevista para chegar em 2020, promete revolucionar diversos setores. Mas você já parou para pensar nas oportunidades que o 5G na educação pode nos trazer?

A implantação da tecnologia 5G tem trazido expectativas relacionadas a geração de novos modelos de negócio, novas oportunidades de trabalho e diversos impactos na sociedade.

E é claro que o setor educacional não ficaria de fora dessa revolução tecnológica.

Confira neste artigo quais os impactos previstos do 5G na Educação e como aproveitar as oportunidades dessa tecnologia no ensino.

O que é a tecnologia 5G

A tecnologia 5G representa a nova geração no processo evolutivo da banda larga sem fio. A expectativa é de que o 5G ofereça aos usuários uma cobertura mais eficiente e ampla. 

Eventualmente isso permitirá um número maior de conexões simultâneas, além de um grande volume de transferência de dados.

Para se ter uma ideia do que nos espera, hoje as redes 4G entregam uma velocidade de conexão de 33 Mbps. Já as redes 5G prometem entregar velocidades de até 10Gbps.

Consequentemente,com a tecnologia 5G diversas tarefas do cotidiano serão agilizadas e otimizadas. Baixar um filme, por exemplo, será uma ação feita em apenas alguns segundos.

Em síntese, está previsto que:

  • A tecnologia 5G consuma até 90% menos de energia 4G;
  • A conexão entre aparelhos móveis será menor que 5 milissegundos;
  • A quantidade de aparelhos conectados por área passe a ser até 100 vezes maior do que acontece hoje;
  • Baterias de dispositivos rádio receptores devem passar a ter um aumento drástico de duração;
  • Redução do consumo de energia;
  • Redução de custos com energia;
  • Possibilidade de comunicação entre veículos autônomos;
  • Desenvolvimento de sistemas de segurança no trânsito;
  • Possibilidade de realização de cirurgias remotas via robôs;
  • Ampliação da Internet das Coisas – IoT;
  • Aumento de sensores de presença, de iluminação e de monitoramento;
  • Aumento da segurança em casa e nas ruas, entre outros.

Conforme adiantamos no início do artigo, é previsto que a tecnologia 5G chegará em 2020, mas seu pleno funcionamento só deverá acontecer a partir de 2025.

O que é preciso para a tecnologia 5G

Antes mesmo de tratarmos dos impactos da tecnologia 5G na educação, você deve estar se perguntando como toda essa revolução pode se tornar realidade.

Para que a tecnologia 5G funcione no Brasil, será necessário adotar novos receptores de sinal. Espera-se que esses receptores sejam lançados a um preço bem mais alto, mas que com o tempo, se tornem mais populares.

E como já é de se esperar, serão os smartphones os primeiros dispositivos a utilizar de forma plena a tecnologia 5G.

Com a previsão de redução de valores de custos de fabricação de receptores, a expectativa é que logo poderemos ter:

Oportunidades da 5G na educação

As inovações tecnológicas e a popularização da Internet e de determinados dispositivos possibilitaram uma verdadeira revolução na educação.

O acesso a mídias digitais e amplos conteúdos têm oferecido diversas oportunidades de ensino e aprendizagem a professores e alunos. 

Contudo, a chegada da tecnologia 5G promete potencializar todas essas inovações e criar novas oportunidades para educadores e estudantes.

E entre as razões dessa grande revolução do 5G na educação estão:

  • A possibilidade de aumento de transmissão de dados.
  • A redução de custos e impactos ambientais e de consumo.

O 5G na educação possibilitará o aumento de recursos de aprendizagem e desenvolvimento dentro e fora da sala de aula.

O que esperar do 5G na educação:

  • Fortalecimento de recursos multimídia: filmes em high definition; grandes acervos de imagens, áudios e dados; entre outros.
  • Fortalecimento e ampliação da interatividade: melhorias e aumento de possibilidades de videoconferências; ampliação do ensino móvel e à distância; viabilização de conversão à distância mais fluida e natural.
  • Impulsionamento do acesso e desenvolvimento do ensino à distância no Brasil. Consequência direta do aumento da velocidade e da transmissão de dados.
  • Possibilidade de ensino à distância de conteúdos caracterizados pelo dinamismo, como: música, ginástica, dança, ensino psicomotor, entre outros.
  • Evolução da comunicação além da escrita e da fala: adoção de gestos, mímicas e demais dinâmicas para aprendizado coletivo.
  • Desenvolvimento de habilidades sociais e aumento da empatia mesmo à distância.
  • Possibilidade de “telepresença”, permitindo uma maior interação entre alunos e professores e promoção de discussões visando o incentivo ao pensamento crítico;
  • Possibilidade de interação de alunos e grupos com objetos complexos: criação e interação online com objetos 3D, reproduções em dispositivos mobile, ampliação e popularização do uso de óculos 3D.
  • Avanço no estudo de atlas, mapas e moléculas complexas com a possibilidade de interação e cocriação com grupos de estudantes presentes ou próximos.
  • Chegada da “Internet Tátil”, possibilitando a interação entre estudantes-máquina através de sensações táteis resultantes da baixa latência da tecnologia 5G.
  • Redução da necessidade de gastos com aparelhamento de instituições educacionais ou na cada de alunos e professores.
  • Ampliação dos serviços de comunicação mesmo em escolas ou residências com limitações de infraestrutura.
  • Aumento do estímulo a educadores e desenvolvedores de tecnologia com foco na expansão do 5G na educação.

Além das oportunidades geradas diretamente pelo 5G na educação é importante lembrar que todo esse investimento terá reflexos rápidos no futuro.

Setores como a agricultura, indústria e meio ambiente são apenas algumas das áreas que serão mais influenciadas pelos resultados do 5G na educação.

A popularização da tecnologia 5G na educação permitirá o acesso ao ensino a muito mais pessoas, facilitando a aprendizagem e ampliando recursos. 

Consequentemente, teremos a formação de novos profissionais com uma visão ampla da tecnologia e capacitados para atuar em diversas frentes.

Isso pode significar o aumento de novos negócios, o surgimento de novas profissões e a otimização de tarefas e recursos.

Enquanto o 5G na educação não chega…

O futuro nos apresenta um cenário repleto de possibilidades. Mas ele ainda não chegou.

Por isso, é tempo de se preparar e se educar para viver, em breve,o novo. 

Ao mesmo tempo, é preciso dar atenção ao nosso verdadeiro potencial: os professores.

Além disso, deve-se valorizar as suas metodologias consistentes em relação aos aspectos pedagógicos e os cuidados éticos nos processo de educação e formação de estudantes.

E por que não  aproveitar ao máximo os recursos que já temos?

O 5G na educação ainda não chegou, contudo temos a nosso alcance uma infinidade de possibilidades de estudos graças a Internet, como por exemplo:

Igualmente, um dos melhores caminhos para continuar se informando sobre o setor educacional e receber conteúdos e dicas de qualidade, é se manter ligado no Vai de Bolsa!