6 caminhos para conseguir bolsas de estudo na faculdade

6 caminhos para conseguir bolsas de estudo na faculdade

Bolsas de estudo funcionam como um apoio financeiro e, por isso, são excelentes opções para que você consiga conquistar o seu diploma de nível superior. Fazer uma faculdade exige dedicação e um certo nível de planejamento financeiro, mas tudo fica mais fácil quando você tem algum incentivo para estudar, seja através de financiamento estudantil ou de bolsas de estudo.

Hoje, existem muitas opções para quem deseja fazer um curso superior. Além de incentivos financeiros para estudar, você também pode optar por modalidades de ensino como os cursos a distância (EaD), que permitem que você consiga conciliar as suas atividades de forma mais simples, ou a flex, que concilia a modalidade EaD com atividades presenciais. Independentemente da modalidade escolhida, se para você é importante ter um apoio financeiro nessa fase da vida, procure por bolsas de estudo! Neste texto, vamos dar algumas dicas de como você pode conseguir a sua.

Exemplos de bolsas de estudo acessíveis para a faculdade

Há diversas opções de bolsas de estudo para quem deseja fazer um curso superior. Entre as opções, existem as bolsas oferecidas com recurso público, pelo governo federal e aquelas que são ofertadas pelas instituições de ensino superior particulares.

Segundo dados do MEC, somente pelo ProUni foram ofertadas mais de 417 mil bolsas de estudo em 2018. Nesse amplo universo de incentivos para estudar, você sabia que é possível conseguir bolsas de estudo de até 100%? Vamos falar sobre essa possibilidade e outras ofertas de bolsa logo abaixo. Confira!

1. Descontos em matrículas e mensalidades

Já pensou estudar pagando R$ 49 na primeira mensalidade do seu curso? Pois saiba que isso é possível! Assim como acontece com as bolsas de estudo, esse desconto pode ser o pontapé inicial para que você possa seguir com a sua faculdade.

Todavia, essa não é uma facilidade que você encontra em todas as faculdades, por isso é bom ficar atento e aproveitar aquelas que oferecem essa oportunidade. Dependendo da época do ano, essa mensalidade acessível de R$ 49 pode ser válida não apenas para a primeira mensalidade, mas para as três primeiras mensalidades do curso.

Esse incentivo para quem deseja começar um curso de graduação prevê que o saldo remanescente da sua mensalidade seja diluído durante o restante do seu curso. Assim, o começo do curso acaba sendo mais suave e o restante não pesa no bolso, já que a mensalidade terá pequenas prestações adicionais. Vale conferir as regras desse incentivo que poderá ajudá-lo a entrar no ensino superior!

2. Parcelamento facilitado

Existe a possibilidade de você pagar por mensalidades mais baratas e estender o tempo de pagamento. Essa é uma excelente opção e pode até substituir as bolsas de estudos, especialmente para quem acredita que o início de um curso superior poderá ajudar na carreira e facilitar o pagamento da faculdade em um prazo maior de tempo.

O PAR, por exemplo, é uma facilidade de pagamento oferecida pela Estácio. Esse tipo de parcelamento permite iniciar a graduação pagando somente 30% da mensalidade nos dois primeiros períodos e parcelando o restante.

Além disso, também existem as opções de financiamento, que podem partir de iniciativas da própria faculdade ou ainda de programas como o Fies. Ambas as modalidades possuem alguns diferenciais. Você deve avaliar cada opção e escolher aquela que mais se encaixa com as suas necessidades. Confira um comparativo neste link.

3. Transferência

A transferência de faculdade também é uma opção para você conseguir bolsas de estudo. Nesta modalidade, você pode conseguir bolsas de estudo a partir de 50%.

Além disso, a transferência apresenta-se como uma boa maneira de você continuar no curso que deseja, mesmo se você não tiver se identificado com a faculdade que escolheu inicialmente. Muitas vezes, a grade curricular de uma instituição de ensino difere muito de outra, mesmo tratando-se do mesmo curso.

Se você não está satisfeito com a sua graduação atual, o ideal é conferir instituições que oferecem bolsas de estudo para transferência externa e verificar a grade curricular do seu curso nessas universidades. Além de aproveitar as disciplinas que fez até agora, você poderá se surpreender com uma formação mais afinada com os seus interesses em outra faculdade.

4. Enem e ProUni

Embora seja apenas uma das inúmeras formas de ingresso, o Enem é uma das opções mais populares. E não é para menos, já que o Enem permite a inscrição no ProUni, utilizando a nota da prova, além de credenciar os estudantes a receberem bolsas de 40% a 100% em universidades particulares.

Além disso, quem opta pelo ingresso através do Enem não precisa fazer vestibular para entrar em uma faculdade. Tirando uma boa nota no exame, você pode optar por diversas instituições de ensino, incluindo muitas que oferecem bolsas de estudo especificamente para quem se saiu bem no Enem.

5. Vestibular

Outra opção para bolsas de estudo é o ingresso na faculdade através do vestibular. Na Estácio de Sá, por exemplo, você pode agendar o seu vestibular e ainda tem a chance de ganhar bolsas de estudo a partir de 30%.

6. Segunda graduação

Muitos estudantes optam por fazer uma segunda graduação. Seja para que eles consigam complementar os conhecimentos da área em que eles já atuam ou para buscar experiência em uma outra área de atuação.

Se esse é o seu caso, a boa notícia é a possibilidade de conseguir bolsas de estudo de 40% ou mais para todo o seu curso optando por esta forma de ingresso. Uma outra vantagem é que você não precisará fazer o Enem ou o vestibular para entrar na faculdade caso já tenha terminado um curso superior.

E aí, gostou das dicas ou ainda tem alguma dúvida? Conte pra gente nos comentários e compartilhe com os amigos este conteúdo!