Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!
Agronomia

Agronomia: saiba tudo sobre o curso e o mercado de trabalho

O agronegócio é um dos setores que mais cresce e gera empregos no Brasil. E é por isso que o curso de Agronomia tem se tornado uma  excelente opção para quem gosta da vida do campo e busca por uma carreira promissora. Mesmo assim, o curso de Agronomia não está entre os mais concorridos, o que aumenta as chances de quem busca uma vaga nesta graduação. O profissional graduado em Agronomia se capacita para trabalhar na conservação e melhoria da produtividade e qualidade de rebanhos e plantações. E as opções de trabalho em todo o Brasil são enormes. Se você tem interesse na profissão, continue acompanhando o nosso artigo. Aqui você encontra todas as informações sobre o curso de Agronomia, como é o mercado de trabalho e o que esperar dessa profissão.

Como é o curso de Agronomia

O curso de Agronomia é oferecido nos níveis de bacharelado e tecnológico. Sendo que a graduação superior tem duração de até 5 anos. Além disso, tanto a graduação superior como a formação tecnológica podem ser feitas nas modalidades presencial e a distância. Mas neste artigo o nosso foco é a graduação em Agronomia. O curso mistura disciplinas de Ciências Exatas e Ciências Biológicas, além de algumas matérias relacionadas a gestão. Durante os anos de formação, o aluno terá contato com assuntos específicos da Agronomia e também terá a oportunidade de participar de aulas práticas tanto em laboratórios quanto em campo. Ao completar a graduação, o profissional de Agronomia deverá ser registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) de seu estado para que possa exercer a profissão.

Principais disciplinas do curso de Agronomia

Entre as principais disciplinas que fazem parte da grade curricular do curso de Agronomia estão:
  • Zoologia;
  • Morfologia Vegetal;
  • Introdução à Ciência do Solo;
  • Desenho Técnico para a Agronomia;
  • Biologia Celular;
  • Biologia do Solo;
  • Bioquímica;
  • Botânica;
  • Anatomia;
  • Química Geral e Analítica
  • Matemática Aplicada às Ciências Agrárias;;
  • Estatística;
  • Sistemática Vegetal;
  • Física para Ciências Rurais;
  • Fundamentos da Ciência do Solo;
  • Genética;
  • Informática Aplicada à Agronomia
  • Estatística;
  • Classificação dos Solos;
  • Fisiologia Vegetal;
  • Sociologia Rural;
  • Fruticultura;
  • Silvicultura Geral;
  • Agroclimatologia;
  • Economia Rural;
  • Entomologia Agrícola;
  • Fitopatologia;
  • Sistemas Agrários
  • Microbiologia;
  • Topografia e Elementos de Geodésia;
  • Mecânica;
  • Biologia e Controle de Plantas Daninhas;
  • Bromatologia Animal;
  • Manejo de Bacias Hidrográficas;
  • Ajustamentos de Observações Geodésicas;
  • Ecologia Agrícola;
  • Fertilidade do Solo;
  • Introdução à Geomática;
  • Máquinas e Implementos Agrícolas;
  • Melhoramento de Plantas;
  • Microbiologia do Solo;
  • Propagação de Plantas;
  • Uso, Manejo e Conservação do Solo;
  • Tecnologia Agrícola, entre outros.

Agronomia, Agronegócio ou Engenharia Agrícola?

Além do curso de Agronomia, outros cursos relacionados a essa área tem chamado bastante atenção. São eles: Agronegócio e Engenharia Agrícola. O curso de Agronegócio também é oferecido nos níveis de bacharelado e tecnológico, e tem duração de 4 anos. Os profissionais formados em Agronegócios são capacitados para atuar na otimização do potencial  econômico agrícola e também da pecuária. Já o curso de Engenharia Agrícola é oferecido apenas no nível de bacharelado e tem duração de 5 anos. Os profissionais graduados em Engenharia Agrícola são capacitados a atuar em processos de produção agropecuária, além de cuidar da gestão e técnicas de equipamentos do setor.

O que faz um agrônomo

A principal função de um profissional graduado em Agronomia é otimizar e potencializar a produtividade agropecuária. Esse profissional atua na preparação do solo para plantio, no planejamento e controle de pragas, na gestão de armazenamento, conservação e distribuição de toda a produção. Além disso, o profissional graduado em Agronomia pode se dedicar e se especializar em algumas áreas, como por exemplo:
  • Administração Rural;
  • Defesa Sanitária;
  • Economia e Administração Agroindustrial;
  • Engenharia Rural ou Engenharia Agrícola;
  • Ensino;
  • Fitotecnia (Cultivo e reprodução de plantas);
  • Indústria e venda de alimentos;
  • Manejo ambiental;
  • Melhoramento animal e vegetal;
  • Produção agroindustrial;
  • Silvicultura (Cultivo de florestas através do manejo agrícola);
  • Solo;
  • Zootecnia.

Como é o mercado de trabalho da Agronomia

O profissional graduado em Agronomia tem a possibilidade de atuar em diversos ramos.E isso é possível pois o curso forma profissionais com diversas características e possibilidades de atuação. Tanto é que um agrônomo pode muito bem atuar em uma empresa, como também de forma autônoma. Lembrando, que a gestão de negócios faz parte da grade curricular do curso. Além disso, o mercado de trabalho para essas profissionais é muito animador. E quem afirma isso é a Confederação Agropecuária e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo uma pesquisa realizada pela confederação em 2017, o agronegócio é responsável por 23,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil e a previsão é de crescimento para esse setor. O Brasil é o terceiro maior exportador mundial de produtos agrícolas. E esse setor cresce a cada ano em investimento e oportunidades. O resultado disso tudo são o aumento de vagas para esses profissionais e, consequentemente, a valorização profissional e também o crescimento da média salarial. Nas regiões rurais, os agrônomos podem atuar na administração de fazendas e na gestão de diversos processos relacionados às atividades no campo. E nas áreas urbanas, as oportunidades de trabalho também são enormes e promissoras. Dessa forma, o agrônomo pode atuar em universidades (no ensino e em pesquisas), em empresas voltadas para a indústria agropecuária, em consultorias, além de empresas públicas e também como autônomo.

Qual a média salarial de um agrônomo

Uma pesquisa divulgada em 2019 pelo site de empregos Catho mostra que, em média, o salário de um profissional graduado em Agronomia e que atua no setor privado é de R$ 4.959,58. Já se o profissional estiver no setor público, esse valor pode triplicar, chegando a R$ 12.594,36, com uma carga horária de 40 horas semanais. O piso salarial de um agrônomo é regulamentado e defendido pelo Crea, e pode variar conforme a definição do salário mínimo, jornada de trabalho e local de atuação. Os últimos valores salariais definidos pelo Crea são de:
  • 6 salários mínimos para jornadas de trabalho de 6 horas/dia;
  • 7,25 salários mínimos para jornadas de trabalho de 7 horas/dia;
  • 8,5 salários mínimos para jornadas de trabalho de 8 horas/dia

Agronomia: um campo de muitas oportunidades

Como você pode perceber, o setor de Agronomia está cada vez mais valorizado no mercado brasileiro. São inúmeras as oportunidades de trabalho e boas ofertas salariais, possibilitando até mesmo uma negociação entre empregado e empregador.  Afinal de contas, essa não é uma das formações profissionais mais procuradas pelos estudantes brasileiros. Se você gosta de atividades do campo e estar em contato com animais e com a terra, a Agronomia pode ser uma excelente formação para você. Como as principais atividades dessa profissão estão relacionadas às zonas rurais, é preciso que você tenha um perfil flexível e boa capacidade de adaptação. Já sobre os estudos, a profissão exige que você seja um bom aluno em matemática, pois será preciso lidar com cálculos, números e interpretação de dados e estatísticas. Tudo isso sem esquecer a Química, Biologia, Botânica e Zoologia. E para se preparar para essa escolha e se dar bem na hora do Enem e do vestibular, continue acompanhando os conteúdos do blog do Vai de Bolsa. Para não perder nenhuma novidade, assine nossa newsletter!
Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *