Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!
animação em vídeo

Animação em vídeo: qual curso fazer e como é o mercado

A animação, principalmente a digital, está em nosso dia a dia. Hoje em dia vemos filmes e desenhos de animação, mas não apenas isso. É possível encontrar animação digital em comerciais, propagandas, na internet, em vídeos e em diversos outros lugares. Se você é apaixonado pelo universo das ilustrações, gosta muito de desenhos e filmes de animação e pensa em seguir carreira relacionada à área, está no lugar certo. Encontre abaixo todas as informações que você precisa sobre o curso de graduação de animação em vídeo.

Animação em vídeo

A animação em vídeo está muito presente em nosso dia a dia, não apenas em filmes e curta-metragens animados, mas também em aberturas de programas de TV, em publicidades, cursos educativos e até mesmo em aplicativos de celular. 

O profissional de animação é capaz de desenvolver e produzir animações, tanto analógicas, quanto digitais. Ele pode também animar e dar movimento para qualquer tipo de produção visual, como fotos, desenhos, massinha de modelas, computação gráfica, entre outros.

Além disso, este profissional pode utilizar diversas técnicas, criando animações bidimensionais (2D), tridimensionais (3D), ou então em stop motion, aquela técnica em que várias fotos em sequência se torna um vídeo.

Bolsa de Estudos
👉 A 1ª mensalidade da sua graduação a partir de R$ 59? Só a Anhanguera para oferecer um Vale Educação com esse desconto.

O mercado possui animadores que atuam com uma equipe, como diretor de arte, iluminadores, cenógrafos, entre outros, mas também possui animadores autônomos, que optam por realizar todo o trabalho completo.

Campo amplo

O bacharel em Animação possui diversas áreas para atuar e funções que pode fazer. Segundo uma pesquisa realizada por Cristiane Fariah, mestre em design, 54% dos profissionais da área não possuem formação superior em animação.

Segundo Fariah, a grande parte dos profissionais que trabalham com animação possuem apenas cursos de níveis técnicos.

Sendo assim, profissionais com diploma de Animação em vídeo pode ter uma vantagem dentro do mercado. Isso porque muitas empresas estão buscando profissionais mais qualificados para a área.

Áreas de atuação de um bacharel em animação em vídeo

  • Colorista: É o profissional que trabalha com as cores do projeto. O colorista escolhe quais cores serão usadas em cada personagem ou no cenário. Além disso, trabalha na correção das cores, sempre buscando a beleza plástica da mídia;
  • Design de personagens: Nesta área, o animador trabalhará criando personagens. A criação pode se dar à partir de um briefing ou roteiro, onde será definido suas características, figurinos, voz, movimentos, personalidade etc;
  • Direção: Também é possível encontrar profissionais da área de animação de vídeo trablhando como diretores. Este trabalho tem a função de coordenar o projeto e execução da animação. O diretor atua desde a escolha técnica até o planejamento da produção, como por exemplo, na definição de cenários, equipe, sonoplastia, edição final, dublagem, e tudo que envolva o projeto;
  • Edição: Também é possível realizar a edição de peças. Este profissional tem a função de trabalhar com as cenas gravadas, cortá-las e editá-las, a fim de criar o filme, desenho ou qualquer outra mídia animada;
  • Efeitos visuais: Existem profissionais que trabalham apenas com efeitos visuais. Estes efeitos podem ser adicionados a filmes, peças publicitárias, projetos audiovisuais ou até mesmo na própria animação;
  • Infografista: Este é o profissional que trabalha apenas com infográficos. Eles podem ser produzidos para serem divulgados de forma digital ou online, em revistas, portais, jornais, blogs, entre outros;
  • Modelagem 3D: O profissional que trabalha com modelagem 3D cria e modela figuras, objetos, cenários e personagens em três dimensões (3D);
  • Produção: O produtor possui uma função muito importante em projetos audiovisuais. Ele é quem planeja e excetua diversas ações, desde a contratação de equipe, equipamentos, orçamentos, cronograma e gravação.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para animadores de vídeo está cada vez mais aquecido. Com uma área de atuação muito grande, a taxa de desemprego para esse profissional é quase zero.

Além disso, muitos bacharéis buscam oportunidades no exterior, após a formação.

No Brasil, as animações estão em alta. Um dos motivos é uma lei nacional que obriga os canais de TV por assinatura a passarem uma cota diária de conteúdo nacional.

Dentro dos conteúdos nacionais de animação em destaque temos a série infantil Peixonauta. A série, que está em sua segunda temporada, foi vendida para mais de 90 países.

Outro sucesso nacional de animação infantil é o desenho Irmão de Jorel, primeira animação do Cartoon Network feita no Brasil e na América Latina. Já no cinema nacional, entre os anos de 2001 e 2016, foram produzidas 18 longas-metragens de animação.

Além dos canais tradicionais, como televisão e cinema, também é possível encontrar profissionais de animação de vídeo trabalhando em agências de publicidade, na indústria de games ou na área de ensino, principalmente no Ensino à distância.

O curso

O curso de Animação em vídeo pode ser feito em duas modalidades:

Bacharelado

É possível encontrar o curso de Animação de Vídeo como outros nomes. Como por exemplo Design de Animação, Desenho de Animação ou até mesmo Cinema de Animação.

Além disso, algumas instituições possuem cursos de Produção Audiovisual, Produção Multimídia e Design, com ênfase em animação. Antes de escolher em qual universidade quer cursas, verifique a grade curricular.

No geral, o curso dura 4 anos. No primeiro ano, ele é focado em disciplinas gerais, dentro da área de artes e design. Neste momento são abordados temas como semiótica, teoria do cinema, teoria da animação, computação gráfica, história da arte, narrativa e linguagem visual.

As atividades práticas se iniciam no segundo ano, e abrangem matérias como Desenho de Animação 2D e 3D, modelagem, escultura digital, edição de som e vídeo, cenários, criação de personagens, motion design, charge e storyboard.

Para concluir o curso é necessário fazer um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Normalmente o TCC é a produção de uma animação. O estágio pode ser obrigatório para algumas instituições.

A remuneração média de um profissional de animação vai de R$2.500 a R$10.000.

Tecnólogo

O curso de tecnólogo de animação de vídeo ainda não é muito comum no Brasil. Mas, algumas instituições como a Belas Artes em São Paulo e a Unicuritiba, no Paraná oferecem esta modalidade.

Na Belas Artes, o curso é de 2 anos e cada semestre contempla um módulo, sendo eles: animação 2D, animação digital, criação de personagem e animação 3D.

Já a Unicuritiba, possui três grandes eixos: curta-metragem em animação, business e arte em animação. O curso também possui a duração de 2 anos.

Agora você já conhece mais sobre o curso de Animação em Vídeo, suas áreas de atuação e mercado de trabalho, continue navegando no Blog Vai de Bolsa e conheça mais cursos para quem é criativo. Também temos um artigo com dicas de graduações para quem gosta de desenhar.

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *