Apple Education: como a tecnologia pode contribuir para a educação

0
5

Muito além da oferta de produtos altamente tecnológicos, a Apple surge como uma proposta para incentivar e promover a educação através do Apple EducationO programa Apple Education propõe a oferta de ferramentas e exemplos inspiracionais para que o consumidor possa criar a sua própria experiência de aprendizado, com foco na criatividade e no desenvolvimento.

Considerada uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, a Apple é também uma das marcas mais desejadas por pessoas de todas as idades. É que muito mais que vender um produto, a Apple vende um estilo de vida, uma espécie de status para seus consumidores.

Certamente, programas como o Apple Education contribuem para essa cultura da marca, que vai além do simples comércio.

Confira neste artigo o que é o Apple Education, e de que forma a empresa utiliza a tecnologia para promover o desenvolvimento da educação e o incentivo à criatividade.

Produtos para promoção do aprendizado

Uma das bandeiras levantadas pela Apple é o uso da tecnologia para promover a educação desde a infância. E para isso, destaca o uso do iPad na promoção do aprendizado.

Lançado em 2010, o iPad é conhecido por oferecer mobilidade e total liberdade aos usuários. 

Em razão disso, o aparelho utiliza de aplicativos e tecnologias avançadas para dar aos alunos a oportunidade de explorar seus recursos de forma intuitiva e transformar de vez o seu aprendizado.

Softwares para promoção do ensino

Entre os aplicativos de destaque na promoção do ensino estão o Projeto Escolar e o Sala de Aula.

Ambos softwares são gratuitos e se tornam poderosas ferramentas para que os educadores possam melhorar a experiência educadora e auxiliar os alunos no processo de aprendizagem. 

O app Projeto Escola oferece aos professores a possibilidade de criar  e enviar conteúdos e tarefas em diversos formatos. 

Simultaneamente, oferece aos alunos a oportunidade de se organizar e acompanhar o desenvolvimento de seus trabalhos e entregas.

Além disso, o Projeto Escolar se integra a outros aplicativos educacionais populares, como por exemplo: Explain Everything, Tynker, GeoGebra e Kahoot!.

Essas possibilidades oferecidas por um dos braços do Apple Education, permitem que os professores possam personalizar conteúdos e métodos de ensino conforme as necessidades e potencial de cada aluno.

Já o app Sala de Aula permite que professores e alunos se mantenham conectados e focados em um mesmo aplicativo ou site, além de possibilitar o compartilhamento de telas e documentos.

Tanto o Projeto Escolar como o Sala de Aula transforma os produtos da Apple (iPad e Mac) em verdadeiros assistentes de ensino.

E são essas ferramentas tecnológicas que dão aos professores o comando da tecnologia adotada na sala de aula.

Os resultados da adoção do iPad em sala de aula foram apresentados no documento “iPad na educação – Resultados globais” e mostram:

  • Melhoria no desempenho acadêmico;
  • Aumento da motivação e participação;
  • Redução de custos e aumento da eficiência de recursos;
  • Foco integrado no design e na qualidade de conteúdo.

Uma outra característica fundamental do Apple Education é o desenvolvimento de ferramentas para a orientação de alunos na utilização dos aparelhos Apple na sala de aula.

Essas ferramentas permitem que o professor se concentre apenas no ensino, enquanto os alunos conseguem utilizar os aparelhos de forma intuitiva.

Projetos para despertar a criatividade

Uma outra frente da Apple Education é a promoção de projetos que auxiliem educadores a despertar e promover a criatividade entre os alunos.

Para isso, a Apple Education disponibiliza um Guia de Projetos para o desenvolvimento de habilidades relacionadas a:

  • Desenhos;
  • Fotografia;
  • Música;
  • Vídeos.

Esses guias podem ser aplicados em diversas disciplinas e séries.

Afinal de contas, são mais de 300 sugestões de aulas que inspiram o desenvolvimento de projetos nas matérias de:

  • Matemática;
  • Ciências;
  • Português;
  • Literatura;
  • História;
  • Estudos Sociais;
  • Alfabetização;
  • Programação.

Se você tem interesse, clique aqui e baixe os Guias de Projetos.

Ensino da programação

Essencial para a preparação de alunos para o mercado de trabalho, o ensino da programação é uma das principais pautas do Apple Education.

Por isso, o projeto defende a bandeira de que “todo mundo pode programar”.

E para isso, oferece ferramentas para despertar nos alunos o interesse em criar e inovar através do aplicativo Swift.

O Swift é uma linguagem de programação aberta desenvolvida pela Apple para a criação de aplicativos para seus produtos: Mac, Apple TV e Apple Watch.

Diversas universidades e instituições acadêmicas já adotam o Swift no ensino da programação, assim como os cursos gratuitos do iTunes.

Mas para o ensino básico e médio, o Apple Education oferece um conjunto de materiais para ajudar professores a ensinar programação com atividades como quebra-cabeças e tópicos de discussão.

E se você é professor e tem interesse no ensino da programação, confira os guias disponibilizados pela Apple Education:

Comece a Programar (PDF)

Swift Playgrounds (PDF)

Currículos e programas para professores

A Apple Education também oferece uma série de currículos e programas especiais para professores.

Esses materiais possibilitam aos educadores o desenvolvimento de habilidades criativas e a inovação da metodologia de ensino. 

Através desses programas, os professores aprendem com a experiência de seus próprios colegas, além dos recursos oferecidos pelos produtos Apple.

Entre os programas disponibilizados pelo Apple Education estão:

Descontos para estudantes na Apple

A Apple também possui um programa de compras especial para estudantes da graduação e professores. 

A empresa oferece descontos para os universitários e docentes brasileiros na compra de iPad, iMac, MacBooks (Pro e Air), Mac mini, Apple Watch, e outros produtos da marca.

Segundo informações do site TechTudo, é possível conseguir uma economia de até R$3,4 mil na aquisição desses aparelhos através do programa.

Para ter esse desconto é necessário:

  • Ser estudante universitário (graduação) e estar com os documentos da Universidade em dia;
  • Ser professor ou ter vínculo com entidades educacionais.

Essas informações devem ser cadastradas digitalmente na loja oficial da Apple no Brasil através do site Educacional, assim que a compra de um dos aparelhos for solicitada.

É importante lembrar que é permitida a compra de apenas um equipamento por ano acadêmico no caso de iMac, MacMini ou notebooks.

Já a compra de iPads, monitores ou softwares é permitida a compra de duas unidades ao ano.

Independente ter ou não um produto Apple, você já pode, desde já, a se preparar para o futuro.

Para isso, acesse materiais e cursos educacionais oferecidos gratuitamente pela Internet.

Afinal de contas, aqui também está a oportunidade de explorar outros programas e ir muito além do Apple Education.

E para ficar por dentro das novidades do mercado educacional e as possibilidades de desenvolvimento e carreira, continue acompanhando o Vai de Bolsa!