Uma hora chega a data da tão esperada prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Apesar do esforço, nem sempre dá para estudar e revisar todo o conteúdo.

Além disso, gravar todos os conceitos costuma ser uma das tarefas mais complicadas. Por isso, se você já percebeu ao fazer simulados do Enem, que ainda não está acertando todas as questões que gostaria, temos dicas de como chutar no Enem.

Existem algumas regrinhas como: nunca chute direto no gabarito de respostas, evite as respostas que desrespeitam os direitos humanos e cuidado com os enunciados complexos. No entanto, saber como chutar no Enem é um assunto bem mais difícil. A prova tem um método conhecido como “anti-chute”. Significa que ela faz uma avaliação de erros e acertos na hora de finalizar e calcular sua nota. Quer saber mais? Acompanhe esse conteúdo até o final.

Modelo da prova do Enem

Antes de você saber todas as dicas de como chutar no Enem, é preciso entender o sistema da prova. Afinal, tudo tem uma lógica. Então, se você vai arriscar, precisa calcular as possibilidades e melhorar as chances de acerto.

Saiba primeiro que o Enem tem quatro provas objetivas. São 45 questões em cada uma delas. Então, você terá que dominar conceitos sobre: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias.

É importante revisar o edital do Enem. Ali, você vai encontrar boas dicas e uma relação das matérias que você pode estudar.

Além disso, o Enem vai cobrar de você a escrita de uma redação, de no máximo 30 linhas. Esse texto precisa ser dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema que será apresentada no dia da sua prova. É claro que, nesse item específico, você não tem como chutar no Enem. No entanto, para responder as quatro provas anteriores existem algumas dicas. Mas antes, entenda melhor como é o sistema da prova.

Existe um sistema “anti-chute”. Na verdade, tecnicamente ele é denominado como a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Essa técnica considera três fatores: grau de dificuldade, possibilidade de acerto ao acaso e poder de discriminação.

Então, quando a sua nota do Enem é calculada, na verdade, ela é uma média de todas as questões que você errou e acertou. Sendo assim, as respostas do Enem têm pesos diferentes de acordo com o nível de dificuldade.

Dessa forma, a lógica é a seguinte: quando a questão é considerada como chutada, ela passa a valer menos. Mas vamos explicar melhor! Isso só acontece se o sistema da prova entender que você errou muitas questões fáceis e acertou as mais difíceis. Levando esse contexto em consideração, o TRI diminui o peso da nota das questões que ele considera que você chutou.

Por isso, tenha calma e monte uma estratégia. A gente avisou que saber como chutar no Enem não está entre as tarefas mais fáceis.

Revise todo o caderno de questões

Para não ser pego pelo sistema TRI, você precisa garantir que vai acertar as questões mais fáceis da prova do Enem. Assim, mesmo que você chute as respostas mais difíceis e acerte, o sistema não vai baixar sua média final. Para isso, foque no caderno de respostas. Você precisa ler com atenção e descobrir o que realmente sabe sobre o conteúdo.

Saiba, por exemplo, que ao errar uma questão fácil, ela pode derrubar a sua nota. Além disso, não deixe questões em branco. Isso também prejudica o seu desempenho.

Por fim, leve em consideração a concorrência. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – em 2019 foram muitas inscrições para o Enem. Mais de 5,1 milhões de pessoas se inscreveram. Leve em consideração que muitos desses candidatos estarão preparados. Então, além de saber como chutar no Enem, se prepare para o dia da sua prova.

Além disso, leve a prova do Enem com muita responsabilidade. Ela garante a você o acesso à Educação Superior em programas como o Sisu, Prouni e Instituições Portuguesas. Uma boa nota no Enem também vai facilitar o seu acesso a financiamento e apoio estudantil como o Fies e o Prouni.

Dicas de como chutar no Enem

Agora que você já entendeu toda a lógica da prova e sabe da importância desse exame, vamos para as dicas de como chutar no Enem:

Resolva as questões que você sabe

Sim! Parece óbvio, mas muitos alunos se perdem já nessa primeira etapa. Leia a prova com calma. Relembre os assuntos que você revisou. Foque nas questões mais fáceis. Responda tudo o que você sabe. Assim, metade da sua nota do Enem estará garantida. Lembra que nós já explicamos que de acordo com o sistema da prova existem questões fáceis e difíceis. Concentre-se para acertar o que sabe.

Elimine as alternativas sem sentido

Sempre vai existir ao menos uma resposta totalmente fora do contexto. Então para saber como chutar no Enem, você precisa identificar e eliminar essa resposta. Não chute no acaso. Leia as questões. Ache a resposta sem nenhum sentido e risque das suas possibilidades. Somente esse trabalho já vai apoiar você na hora de escolher uma das respostas.

Analise repetições

Quando você ler as respostas, circule aquelas que se repetem. Alguns conceitos costumam aparecer duplicados na respostas. Isso pode indicar quais são as corretas. Afinal, o Enem vai querer confundir você. Então, colocará conceitos certos e errados em uma mesma opção de resposta. Fique atento!

Alternativas opostas

Quando a dica anterior de como chutar no Enem não funcionar, não se desespere. Aposte nessa aqui: circule apenas as respostas que são completamente opostas. Elas podem indicar para você a opção correta. Afinal, se não existe relação entre as questões, a correta será uma delas.

Descarte respostas que ferem os direitos humanos

A prova do Enem foi feita para integrar a sociedade. Oferecer direitos iguais. Chances para que todos possam acessar o ensino superior. Sendo assim, nunca vai ferir os direitos humanos. É um conceito básico para o Inep. Então, toda vez que uma resposta seguir por essa linha de ferir os direitos humanos, risque da sua opção.

Cuidado com os termos que generalizam

Para saber como chutar no Enem, vale também prestar atenção nos termos generalistas. Eles costumam aparecer com frequência e confundem os candidatos. São termos como: “sempre”, “nunca”, “ninguém” e “jamais”. De forma geral, eles costumam estar errados. A proposta realmente é a de confundir os candidatos. Então, redobre a atenção quando encontrar com os termos generalistas.

Cuidado com a letra “A”

Na hora do desespero, muitos candidatos escolhem a opção “A”. Nem sempre é a melhor. Muitas vezes a questão correta é a “C”. Essa, portanto, não é uma regra. Mas vale sua atenção. Busque comparar as duas respostas antes de chutar e preencher o seu cartão do Enem.

Assunto totalmente desconhecido

Fuja dos assuntos que são completamente desconhecidos. Para saber como chutar no Enem, vale relembrar que você estudou, revisou e também viu a maioria dos conceitos em sala de aula. Sendo assim, dificilmente não saberá ao menos do que a questão está tratando. Então, quando os conceitos forem incomuns, desconfie. Normalmente essa é a questão errada.

Redação de fácil compreensão

Fuja das respostas que possuem enunciados complexos e difíceis. Normalmente o Enem vai separar para você respostas longas, mas com textos que expliquem o conceito e que sejam de fácil entendimento. Afinal, é uma prova didática e costuma valorizar a interpretação de texto e conteúdos bem escritos. Então, essa pode ser mais uma dica na hora de saber como chutar no Enem.

Gostou das dicas de como chutar no Enem? Temos muitas outras informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio no nosso blog Vai de Bolsa. Existem dicas de como você se preparar para a prova, o que levar no dia D e sites para conseguir conteúdos gratuitos e com excelente qualidade. Passe no nosso blog e se surpreenda!