Saiba como é o curso de educação física

Saiba como é o curso de educação física

A academia não será sua única opção. Esse é o primeiro aprendizado para você entender melhor como é o curso de Educação Física. A profissão está além dos equipamentos de musculação e aulas de aeróbica. É claro, as academias ainda representam um grande nicho de mercado. No entanto, as possibilidades de aprendizado e trabalho são inúmeras.

Ao concluir a faculdade de Educação Física você poderá acompanhar tratamentos de pessoas com deficiência, atuar em escolas, empresas de turismo e hospitais. Existem duas possibilidades na hora de escolher uma universidade de educação física: bacharelado e licenciatura. Elas são diferentes e oferecem possibilidades de carreira distintas. Para entender um pouco melhor como é o curso de educação física, leia esse texto até o final.

Como é o curso de Educação Física?

Você será o responsável por educar pessoas para uma vida mais saudável. Essa é a principal missão de um profissional de educação física. Então, se você tinha dúvidas do porque fazer Educação Física tenha essa missão em mente. É preciso estar apaixonado por isso para se dar bem na carreira.

O desafio é enorme. A imprensa nacional e internacional tem divulgado muitas informações sobre o assunto. De acordo com um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS), praticamente uma a cada duas pessoas em idade adulta (47%) não pratica atividades físicas suficientemente aqui no Brasil. Entre as mulheres, a ociosidade é ainda maior que a média, 53,3%. Já entre os homens, a prevalência de inatividade é de 40.4%.

Isso significa que existe muito trabalho para o educador físico. Então, está aí o reforço de que você precisa acreditar na missão antes de prestar o vestibular. Além dos pelo menos três anos de faculdade de Educação Física, você precisará do registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF).

Graduação

Preste bastante atenção em como é o curso de Educação Física, pois existem duas possibilidades de graduação e elas oferecem carreiras diferentes. A graduação como bacharelado significa que o profissional é mais focado em trabalhar em empresas. Você poderá atuar em hospitais, clínicas, equipes de esporte, departamentos médico e outros. Sempre para ajudar no tratamento de pessoas.

Já a graduação em licenciatura é para quem pretende dar aulas. A principal demanda de trabalho será em escolas infantis e dos ensinos fundamental e médio. O curso tem duração de 3 anos. Antes de conquistar o seu diploma, será necessário realizar um estágio supervisionado.

No curso de Educação Física você terá matérias sobre Anatomia Humana, Fisiologia, Nutrição, Prevenção de Lesões e Primeiros Socorros. Entenda um pouco melhor como é o curso de Educação Física e as disciplinas no próximo tópico.

Bacharelado

Se você optar pelo bacharelado, vai aprender sobre saúde e bem-estar físico através dos exercícios corporais. São quatro anos de graduação e existem aulas teóricas e práticas. Veja algumas delas:

  • Anatomia sistêmica;
  • Ética na saúde;
  • Fundamentos da educação física;
  • Fundamentos de biologia;
  • Organização de políticas da saúde;
  • Atividade física, saúde e qualidade de vida;
  • Corporeidade e motricidade;
  • Metodologia do ensino do futsal;
  • Metodologia do ensino do handebol;
  • Prática profissional em ed. Física;
  • Teoria e prática da natação;
  • Aspectos fisiológicos da criança e do adolescente;
  • Educação física nas unidades e programas de saúde;
  • Futebol de campo;
  • Metodologia da ginástica de academia;
  • Metodologia da hidroginástica;
  • Prática profissional em ed. Física;
  • Práticas corporais alternativas;
  • Prescrição de exercícios para grupos especiais;
  • Socorros e urgências em atividades físicas.

Licenciatura

Já se você optar pelo curso de licenciatura terá ferramentas para ser professor. Assim, estará apto a intervir acadêmica e profissionalmente no currículo da Educação Física escolar. Receberá diretriz para enxergar a escola como local para a transformação social.

Assim, poderá repassar um estilo de vida ativo e saudável entre os alunos. Sempre com a missão de contribuir para a qualidade de vida e bem-estar e da cidadania. Veja algumas das disciplinas:

  • Anatomia sistêmica;
  • Filosofia da educação;
  • Fundamentos da educação física;
  • Fundamentos de biologia;
  • História dos povos indígenas e afro-descendentes;
  • Aprendizagem e controle motor;
  • Didática;
  • Fisiologia do exercício;
  • Metodologia dos esportes coletivos;
  • Teoria e prática da ginástica geral e artística;
  • Aspectos fisiológicos da criança e do adolescente;
  • Educação física terapêutica;
  • Esportes de aventura e atividade física na natureza;
  • Gestão escolar: teoria e prática;
  • Cultura, diversidade e educação;
  • Educação, sexualidade e gênero;
  • Futebol de campo;
  • Metodologia do treinamento físico esportivo.

Mercado de trabalho

Agora que você já entendeu como é o curso de Educação Física, saiba que o mercado de trabalho também é promissor. Para os formandos no curso de bacharelado, a maior oferta de vagas é em academias e escolas. Outras possibilidades estão em clínicas esportivas, empreendimentos de recreação e lazer, clubes, hospitais, postos de saúde e centros para pessoas com deficiência. Já para os formados em licenciatura, a oferta de vagas está nas escolas e instituições de Ensino Superior.

A remuneração varia bastante. No entanto, em média, um professor de Educação Física no ensino médio ganha R$ 2.202,05 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 29 horas semanais.

Mais possibilidades de atuação

Personal trainer: é o profissional que faz o treinamento personalizado de acordo com as necessidades e objetivos de cada pessoa. Ele é requisitado principalmente em academias para orientar o aluno e avaliar o seu desempenho.

Educação Física no PSF: atua na equipe do Programa de Saúde da Família, ligado ao SUS. A proposta é ajudar na melhora da qualidade de vida dos pacientes. Este profissional atua em equipe multidisciplinar na saúde preventiva.

Preparador físico: desempenha funções junto a esportistas. É um líder que deve estimular sua equipe, além de passar orientações técnicas sobre como devem atuar. Oferece dicas para que o time esteja sempre pronto.

Analisador de desempenho: leva em consideração todas as vertentes da Educação Física. Usa ferramentas específicas, como alguns softwares de análise de jogos para desenvolver o seu trabalho.

Turismo: Consegue desenvolver atividades de entretenimento em hotéis e acompanhar exercícios físicos ao ar livre. Além disso, pode estender suas atividades para passeios em cavernas, montanhismo, trilhas etc. A finalidade é trabalhar o condicionamento físico em paralelo com o turismo ecológico.

Clínicas e Hospitais: trabalha em clínicas de fisioterapia, postos de saúde e hospitais, auxiliando no tratamento de pacientes com problemas musculares. Possui a instrução necessária para aplicar atividades físicas e acompanhar no desenvolvimento muscular dos pacientes.

Recuperação pós-cirúrgica: ajuda pacientes de cirurgias plásticas na realização de exercícios adequados para a recuperação pós-operatória e manutenção dos resultados obtidos.

Saiba mais sobre outras carreiras, dicas para o Enem e novidades do mercado de trabalho no blog Vai de Bolsa.