Está pensando em cursar Enfermagem na graduação? Então, este artigo é para você. Aqui você poderá ler e saber como é o curso de Enfermagem, por meio de um guia completo. Vamos abordar as disciplinas do curso, as áreas de atuação do profissional da área e quais as perspectivas para o mercado de trabalho.

Em suma, a Enfermagem é um curso antigo da área da saúde, tradicional, mas ainda em ascensão. A assistência, o amparo aos doentes, o cuidado humanizado de um indivíduo são necessidades existentes desde sempre.

Sendo assim, é uma profissão que requer atenção e cuidado, conhecimento técnico e firmeza na realização de procedimentos. Isso porque é preciso ter vocação para ser enfermeiro ou enfermeira. O Dicionário Priberam define enfermagem como “a arte ou ciência de cuidar e tratar dos doentes, promovendo e prevenindo a saúde”.

Ficou interessado em saber mais sobre como é o curso de Enfermagem?

Categorias de cursos de Enfermagem

Antes de tratarmos do conteúdo do curso de graduação em Enfermagem, é importante esclarecer que existem três categorias de formação. Às três categorias cabe o cuidado de pessoas, a promoção da saúde e educação, mas diferenciam-se pela complexidade e acúmulo de procedimentos e ações que podem executar:

  • Auxiliar de Enfermagem: não pode executar procedimentos de alta complexidade, como alguns curativos específicos, ou até mesmo atuar dentro de uma UTI de hospital com pacientes críticos. A média de duração do curso de Auxiliar em Enfermagem é de 15 meses.
  • Técnico em Enfermagem: o curso possui uma duração média de dois anos com foco em cuidados mais técnicos. O técnico, ao contrário do auxiliar, pode atuar no cuidado de pacientes mais críticos, como também na UTI. Só não está apto a realizar procedimentos invasivos que são específicos do enfermeiro.
  • Bacharelado em Enfermagem: além de realizar procedimentos dos mais simples aos mais complexos, o enfermeiro também está apto a desenvolver atividades de supervisão, coordenação de equipes, gestão de materiais e equipamentos, organização de setor, entre outras. A duração do curso é de quatro a cinco anos, dependendo da instituição.
  • Licenciatura em Enfermagem: o bacharel em Enfermagem ainda pode fazer a licenciatura. Ou seja, a formação específica para dar aulas na área. Com isso, o enfermeiro licenciado, além de poder trabalhar na prática de sua profissão, será capacitado para lecionar em cursos de formação em Enfermagem. O curso de licenciatura em Enfermagem dura entre um e dois anos.

Para saber mais detalhes sobre as categorias, consulte o site do Conselho Regional de Enfermagem (COREN).

Como é o curso de Enfermagem?

Este curso é muito prático e envolve um quesito principal: empatia pelas pessoas, especialmente porque a condição de contato com os pacientes requer cuidados específicos. O objetivo do curso de Enfermagem é amplo e completo. Nesse sentido, visa desenvolver em seus alunos a capacidade de proteger, promover, recuperar e reabilitar a saúde do ser humano que estiver sob seus cuidados.

Confira a seguir a grade curricular do curso de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP), sediado na Escola de Enfermagem, com duração de cinco anos.

Os nomes das disciplinas, a forma como são disponibilizadas dentro da grade curricular e a duração de cada uma delas podem variar de uma instituição para outra.

Como é a grade de disciplinas

  • A Inserção do Estudante na Universidade;
  • Cuidado Integral em Saúde I;
  • Anatomia;
  • Fisiologia;
  • Microbiologia;
  • Saúde Ambiental;
  • Biologia Celular, Histologia e Embriologia;
  • Processo Saúde-doença: Modelos de Interpretação e Intervenção;
  • História da Enfermagem;
  • Fundamentos Filosóficos em Saúde e Educação;
  • Sociologia;
  • Imunologia;
  • Microbiologia;
  • Biologia Celular, Histologia e Embriologia;
  • Políticas e Organização dos Serviços de Saúde;
  • Bioestatística;
  • Ética e Cidadania: Recursos Fundamentais à Vida;
  • Educação e Sociedade;
  • Psicologia da Saúde;
  • Direitos Humanos em Saúde e Educação;
  • Promoção de Saúde na Educação Básica;
  • Enfermagem em Genética e Genômica;
  • Biologia Celular, Histologia e Embriologia;
  • Epidemiologia;
  • Patologia Geral Aplicada à Enfermagem;
  • Fisiologia;
  • Bioquímica;
  • Políticas e Organização da Educação Básica;
  • Psicologia da Educação;
  • Didática;
  • Farmacologia;
  • Parasitologia Humana;
  • Nutrição;
  • Semiologia e Semiotécnica;
  • Fundamentos de Enfermagem;
  • Dietoterapia;
  • Bioética e Legislação em Enfermagem;
  • Cuidado Integral à Saúde da Criança e do Adolescente;
  • Cuidado Integral ao Adulto e Idoso no Perioperatório;
  • Organização e Gestão em Saúde e Enfermagem na Atenção Hospitalar;
  • Urgência e Emergência em EnfermagEM.

Ao longo do curso, o aluno deve realizar seu Trabalho de Conclusão de Curso, além de participar de Atividades Teórico-práticas, com o total de 200 horas, no caso da USP. A partir do 8º período, o aluno inicia a prática de Estágio Supervisionado obrigatório em instituições de saúde.

Qual o perfil do profissional de Enfermagem?

Como responsável pela assistência de vidas humanas, o enfermeiro deve ser, sobretudo, ético em seu trabalho. Em outras palavras, deve respeitar os procedimentos, o paciente e seus familiares, as normas do local de trabalho. Em suma, deve assegurar, acima de tudo, a segurança e a vida de todos os envolvidos.

Deve ser criativo e de rápido raciocínio, a fim de lidar com a pressão emocional e de tempo da melhor maneira possível, de acordo com a demanda de cada paciente. O enfermeiro deve saber trabalhar em equipe, pois sua atuação sempre vem integrada ao de outros profissionais quando no cuidado de pacientes.

O que faz um Enfermeiro?

Destacamos algumas atividades do enfermeiro que são usuais em sua rotina na prática da função:

  • Atender todos os tipos de públicos, desde bebês recém-nascidos, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos;
  • Realizar a triagem nos pacientes para identificar dados vitais, como pressão arterial, pulsação, respiração e temperatura. É por meio da triagem que se identifica a prioridade do atendimento;
  • Aplicação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), metodologia de trabalho do enfermeiro que visa a organização e gestão da sua atuação, como procedimentos e instrumentos que serão utilizados. Veja os 5 passos que compõe esta metodologia:
    • Coleta de dados de Enfermagem ou Histórico de Enfermagem;
    • Diagnóstico de Enfermagem;
    • Planejamento de Enfermagem;
    • Implementação;
    • Avaliação de Enfermagem (Evolução).
  • Realizar curativos simples e especiais (tecnologias);
  • Administrar medicamentos;
  • Orientar pacientes quanto aos procedimentos aplicados dentro e fora do ambiente clínico-hospitalar;
  • Cuidar da higiene dos pacientes sob seus cuidados, naquilo que não podem realizar sozinhos;
  • Coordenar e gerir equipes técnicas e de controle de qualidade (integrar comissões como de indicadores, qualidade, educação continuada, comissão de controle de infecção hospitalar) e planejamento.

Para saber mais sobre os direitos e deveres dos profissionais que atuam na área da Enfermagem, você pode ler o seu Código de Ética no site do COREN.

Onde o Enfermeiro pode atuar?

Muitos são os espaços que necessitam da presença, do conhecimento e da prática profissional de enfermeiros:

  • Hospitais e seus diversos setores;
  • Clínicas médicas de diversas especialidades;
  • Cuidador de pacientes autônomo (freelancer);
  • Enfermeiro home care: cuida de pacientes pós-cirúrgicos ou que demande cuidados específicos, sob a gestão de um hospital ou clínica;
  • Laboratórios de coleta;
  • Enfermeiro médico cirúrgico;
  • Enfermeiro obstetra: atua diretamente com gestantes e em período de lactação;
  • Atuar em UPA (Unidade de Pronto atendimento)
  • Atuar em Unidades Básicas de Saúde, na atenção primária;
  • Enfermeiro do trabalho (empresas);
  • Auditoria;
  • Atendimento pré-hospitalar (ambulância, helicóptero);
  • Estomaterapeuta;
  • Atuação em Clinicas de hemodiálise e de Oncologia (profissional com especialização).

Quanto ganha um Enfermeiro?

De acordo com a Pesquisa Salarial da Catho, atualizada no segundo semestre de 2019, a média salarial de um enfermeiro no Brasil, tempo integral, é de R$3.092, 89. Este salário pode variar de acordo com o porte do hospital em que atua, se realiza trabalho como autônomo como cuidador de idoso, entre outros fatores.

A pesquisa indica que 63% dos enfermeiros possuem pós-graduação, pelo menos uma especialização na área, o que faz com que o salário seja maior também.

Onde fazer o curso de Enfermagem?

Veja a lista dos 10 melhores cursos de Enfermagem, ofertados em todo o território brasileiro. Os dados são do Ranking Universitário Folha (Jornal Folha de São Paulo online) edição 2019.

Posição

Instituição de Ensino Superior Estado

Pública/Privada

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) MG Pública

Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) SP

Pública

Universidade de São Paulo (USP) SP

Pública

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) RJ

Pública

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) SP

Pública

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) SC

Pública

Escola Federal de São Paulo (UNIFESP) SP

Pública

Universidade Federal da Bahia (UFBA) BA

Pública

Universidade Federal do Ceará (UFC) CE

Pública

10º Universidade de Brasília (UNB) DF

Pública

 

O curso de Enfermagem é o que você quer fazer? Então prepare-se bem para o Enem e para o vestibular em alguma instituição de ensino superior e siga em frente!

Se você gosta da área da saúde e ainda está em dúvida do que fazer, leia também os nossos posts sobre:

Se quiser saber mais sobre este curso e muitos outros explore nosso Blog!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui