Como é o curso de pedagogia: curso e o mercado de trabalho

Como é o curso de pedagogia: curso e o mercado de trabalho

Adoro crianças, isso é suficiente para eu cursar a faculdade de pedagogia? Pedagogo pode exercer outras atividades além da dar aulas? Como é o curso de pedagogia? Pedagogo ganha pouco? São algumas das perguntas que surgem na cabeça do estudante na hora de escolher por essa área.

Afinal, pedagogia é outra profissão que vem carregada de mitos e o principal deles é que as atividades se resumem a lecionar na sala de aula. Isso porque o senso comum atribui a esse profissional a imagem da professorinha fofa que coloca as crianças para cantar e desenvolver atividades lúdicas. 

Por essa razão, vamos abordar nesse post como é o curso de pedagogia, o conteúdo do curso, como é o mercado de trabalho e as perspectivas na área.

Pedagogia: algumas curiosidades

De fato, o curso de Pedagogia forma profissionais para ir muito além de atividades em sala de aula. Confira abaixo algumas curiosidades sobre o curso:

  • Pedagogia está entre os cinco cursos mais procurados no Sisu;
  • A maioria dos estudantes de pedagogia no Brasil estão em cursos a distância;
  • Algumas universidades concedem descontos na taxa do vestibular a candidatos que vão prestar pedagogia ou outras licenciaturas. Uma dessas instituições é a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina);
  • O curso passou a ser mais generalista em 2006. Assim, para quem pretende trabalhar em uma área muito específica precisa cursar alguma especialização;
  • O piso nacional para quem atua na educação infantil ou fundamental 1 para 40h semanais é de R$ 1.917,18;
  • Apesar de todos os desafios da profissão, é um mercado com bastante oportunidade.

Essas características já colocam muito pano para manga nesta discussão, não é mesmo? Quer saber como é o curso de Pedagogia e quais os campos de atuação? Continue a leitura do artigo!

Como é o curso de Pedagogia?

O curso de pedagogia forma profissionais para atuarem na educação infantil, seja na pré-escola ou do primeiro ao quinto ano. Além disso, também é possível atuar com supervisão e direção ou na orientação educacional. Tudo isso porque o pedagogo ou pedagoga entende das metodologias de ensino e da administração escola que conduzam a uma educação de qualidade.

Mas como é o curso de pedagogia na prática? A maior parte dos quase 1,5 mil graduações de pedagogia espalhadas pelo país oferecem uma formação generalista. Isso significa dizer que boa parte das disciplinas tem como foco as Ciências Humanas e Sociais Aplicadas como, por exemplo, Educação e Sociedade, Organização dos processos Educativos e Aprendizagem e Desenvolvimento. 

Em resumo, os alunos estudam disciplinas para entender a estrutura, o funcionamento e métodos de ensino e Administração Escolar. Além disso, é possível cursar também disciplinas optativas que podem complementar ou direcionar a carreira para outras áreas de atuação.

Na UFSC, por exemplo, existem disciplinas optativas voltadas para Educação Popular, Educação Biocêntrica, Educação do Campo e até o envolvimento das práticas educacionais com os movimentos sociais.

Duração do curso

O curso tem uma duração média de 4 anos e todas as universidades oferecem habilitação em licenciatura. A única exceção é a FAMA-GO (Faculdade Metropolitana de Anápolis) que disponibiliza também o bacharelado. Como é o curso de pedagogia neste caso? Simples, totalmente voltado para gestão e orientação escolar. 

Se você quer entrar em um curso de pedagogia que não tenha uma formação generalista, confira a lista abaixo:

14 cursos de Pedagogia com ensino não generalista

Educação Infantil

  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Educação no Campo

  • Universidade Federal da Fronteira Sul do Paraná (UFFS-PR)
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IF Farroupila)

Educação Especial

  • Universidade Regional de Blumenau (FURB)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Educação Bilíngue (Português e libras)

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)
  • Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)

Mercado de trabalho para a Pedagogia

Nós já falamos que nem só de sala de aula ou administração escolar vive o profissional formado em pedagogia. Então, confira abaixo algumas possibilidades de emprego depois de entender muito bem como é o curso de pedagogia e passar pelos quatro anos de graduação:

  • Educação Infantil: considerada a primeira etapa da Educação Básica, a Educação Infantil é destinada para crianças de zero até 3 anos em creches ou de 4 a 5 anos, na Pré-escola.
  • Educação fundamental 1: engloba as disciplinas do 1º ao 5º ano e marca a saída da Educação Infantil. É um período muito importante para desenvolver a habilidade de leitura e escrita das crianças, além de atividades lúdicas para fomentar o desenvolvimento motor, cognitivo e social. 

Outras áreas de atuação:

  • Coordenação pedagógica: O profissional que escolhe trabalhar nesta área estará mais envolvido com a formação e orientação dos professores para que consigam ministrar aulas de qualidade e voltadas para o desenvolvimento dos alunos.
  • Educação Especial: o profissional que optar trabalhar neste ramo precisa ter duas premissas muito claras, o respeito à diversidade e utilização de ferramentas didáticas no dia a dia com muita criatividade para desenvolver os alunos que possuem algum nível de deficiência. Caso o estudante não tenha optado por um curso específico na graduação, como o da FURB, UFSM ou UFSCar, necessitará fazer alguma especialização voltada para a Educação Especial e Inclusiva.
  • Orientação educacional: trabalhar diretamente com os estudantes para que consigam desenvolver ainda mais na vida escolar. Esse profissional é ainda mais procurado pelos alunos que estão finalizando o ensino fundamental ou médio, uma vez que surgem dúvidas de “que faculdade fazer” ou se continua no Ensino Médio Clássico ou vai para o “Terceirão”.

Essas são as principais áreas de atuação de um pedagogo, podendo ainda desenvolver projetos educacionais em empresas ou ONGs. Trabalhar na produção de livros infantis e ainda na pedagogia hospitalar, atendendo crianças em idade escolar que estão internadas.

Especializações para pedagogos, vale a pena?

Nós já explicamos como é o curso de pedagogia e como a maioria tem uma formação mais generalista. Só isso já é motivo suficiente para você continuar os estudos por meio de uma pós-graduação. No entanto, ao optar por um curso de especialização, além de ampliar a sua área de atuação, vai aumentar ainda mais a consciência das boas práticas educacionais para o desenvolvimento das crianças.

Além disso, na especialização, o estudante se depara com temas que não foram abordados durante a graduação, tem a oportunidade de focar em uma área de atuação ou ainda aprender novas ferramentas de ensino para utilizar em sala de aulas.

Abaixo confira algumas especializações mais procurados por profissionais da pedagogia:

  • Alfabetização e letramento
  • Dificuldades de aprendizagem
  • Educação ambiental
  • Educação de Jovens e Adultos
  • Educação Inclusiva
  • Educação Infantil
  • Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica
  • Educação Cognitiva
  • Neuroeducação
  • Psicopedagogia clínica e Institucional
  • Psicopedagogia

Universidades como a Estácio de Sá oferecem ainda uma série de cursos voltados para quem quer pretende melhorar a prática educacional no Ensino Fundamental, são eles:

  • Metodologia de Ensino de Ciências da Natureza
  • Metodologia do Ensino na Língua Portuguesa
  • Metodologia do Ensino da Matemática
  • Informática Educativa

Qual a remuneração do pedagogo?

Por fim, uma especialização reflete também no salário do profissional. Para quem for atuar como professor concursado, há gratificação para quem fizer mestrado ou doutorado, por exemplo. No entanto, segundo a Catho, as áreas que oferecem melhor remuneração para o pedagogo/pedagoga são: escolas de idiomas, empresas de Recursos Humanos e/ou informática. 

A média salarial de um pedagogo é de R$ 1.706,71. No entanto, quem opta por atuar em cargos de coordenação aumenta essa média para R$ 2.574,80. Já quem consegue chegar no cargo de diretor pode conseguir salários de até R$ 10.555,56.

Espero que o conteúdo tenha servido para reduzir as dúvidas do mercado, o que fazer depois de formado e como é o curso de pedagogia.

Se você quiser saber mais informações sobre pós-graduação, lei o artigo O que é melhor: especialização ou mestrado.