Conseguir as informações adequadas para saber como escolher uma profissão não é mais uma tarefa tão árdua quanto já foi um dia. A dúvida naturalmente ainda existe, principalmente na cabeça daqueles que estão prestes a concluir o ensino médio. Mas não se desespere! Neste post, vamos dar 8 dicas muito importantes para ajudar nesse processo.

O fato é que ao longo dos anos da infância e da adolescência, muitas pessoas se perguntam o que vão ser quando crescer. Algumas vezes a resposta vem fácil, em outras não. O mais comum é essa resposta vá mudando e amadurecendo junto com a pessoa.

A tecnologia tem sido um fator que colabora muito para a tomada de decisão. Mas a democratização da informação por si só não tira todas as incertezas do jovem que está prestes a definir o seu futuro.

Mas, afinal, como escolher uma profissão e garantir uma carreira de sucesso? Encontrar essa resposta é um processo complexo e que pode ser dividido em duas grandes etapas. A primeira é olhar para dentro e entender quem você é, enquanto a segunda é olhar para fora e assimilar detalhes sobre o mundo e o mercado.

Boa leitura!

Leia também: Rota das carreiras: como a orientação vocacional pode te ajudar?

Como escolher uma profissão: olhando para dentro

Olhar para dentro é entender quem você é. Esse processo de autoconhecimento passa não apenas pela escolha de curso ou profissão. Ele também pode ajudar a lidar com o futuro e com dilemas e consequências de cada escolha.

Confira uma lista com diferentes maneiras de olhar para dentro de você.

Teste vocacional ou orientação profissional?

Os dois métodos mais recomendados para quem precisa olhar para dentro são o teste vocacional e a orientação profissional. Você sabe a diferença entre esses processos?

Teste vocacional

O teste vocacional normalmente funciona melhor para quem não tem um caminho definido. Se você acha que poderia ser tanto um médico, quanto um engenheiro, historiador, advogado, jornalista ou químico, talvez o teste vocacional seja para você.

O teste vocacional é uma prova. Com as respostas dessa prova o teste identifica detalhes do seu perfil que podem ser úteis para afunilar as opções nas quais existam mais aptidão. Essa prova deveria, idealmente, ter seus resultados analisados por um profissional.

Orientação profissional

Já a orientação profissional é um processo um pouco mais completo. Normalmente essa orientação é feita por um psicólogo especialista em carreiras.

O processo inteiro de orientação profissional pode incluir, entre suas etapas, um teste vocacional. Além disso, outras dinâmicas e ferramentas podem ser usadas para ajudar você com questões de autoconhecimento.

Mas vale lembrar que no fim das contas a decisão é exclusivamente sua. Nenhuma pessoa e nenhum método pode tirar das suas mãos o poder de decisão.

Leia também: Como encontrar a carreira profissional que é a sua cara

A decisão sobre escolher uma profissão é exclusivamente sua

Ninguém além de você pode ser responsável por uma decisão tão importante como escolher uma profissão.

É claro que outras pessoas podem ajudar. Receber dicas e conselhos pode ser útil, como vamos abordar em breve. Psicólogos, parentes, amigos e pessoas que atuam na área podem ajudar muito na construção da decisão, mas a palavra final é só sua.

No fim das contas é você quem vai conviver com a rotina escolhida. Você vai lidar com o dia a dia no trabalho, com as consequências, com o estudo, com os detalhes e, inclusive, com o salário.

Do que você gosta em relação a uma profissão?

Fazer uma análise dos seus principais interesses pode ser um jeito de perceber o melhor caminho profissional para você.

Você tem um perfil extrovertido? Gosta de estar cercado de pessoas e funciona melhor tendo com quem conversar? Será que você gosta de natureza e de permanecer em espaços ao ar livre? Você tem o raciocínio lógico apurado e facilidade com matemática? E facilidade para lidar com finanças? Com planejamento e uso do tempo? Ou com pessoas e suas responsabilidades e atribuições?

Cada uma dessas perguntas pode trazer, na resposta, uma dica importante para a sua tomada de decisão.

Atenção para o seu passado

A sua história de vida pode trazer respostas que você nunca percebeu pelo simples fato de nunca ter se perguntado.

No que as pessoas dizem que você é bom? Quais as disciplinas que você mais gosta na escola? Será que elas são as mesmas em que você tira as melhores notas? Quais atividades você costuma escolher para passar o tempo? O que você faz quando está sozinho?

E o que faz quando está acompanhado? Qual atividade é tão agradável que você consegue fazer praticamente todos os dias?

Leia também: Como ser cientista: saiba todos os passos para se tornar um

Nem sempre o óbvio é verdade

Muita gente ignora dois fatores importantes que contrariam o senso comum. Mas conhecer esses “nãos” pode ser importante para você quebrar alguns paradigmas profissionais. Além disso, é possível tirar parte do peso da decisão e, consequentemente, dos ombros de quem decide.

Não precisa ser para sempre

Escolher uma profissão nem sempre é uma decisão definitiva para a vida. Trocar de profissão é uma atitude relativamente normal. Fuja da pressão de decidir uma carreira como se fosse uma prisão.

O mundo está cheio de exemplos de pessoas que mudaram de carreira e encontraram felicidade, realização e sucesso depois de passar anos (às vezes até décadas) na profissão “errada”.

Nem sempre o ensino superior é necessário

Claro que estudo é um bom parâmetro para desenvolver conhecimento e atingir sucesso, mas não é o único. Algumas pessoas conseguem ter uma vida financeira tranquila exercendo atividades que não necessitam de ensino superior.

Alguns exemplos fáceis de perceber estão nas áreas de culinária e estética. Isso sem falar em outras áreas como música e esporte. Temos ainda muitos exemplos de sucesso com os cursos técnicos.

Leia também: 4 dicas para ter sucesso apenas com o certificado de curso técnico

Como escolher uma profissão: olhando para fora

Olhar para dentro é importante, mas como diria John Donne: “nenhum homem é uma ilha”. É preciso olhar para o mundo e para o mercado, só assim será possível entender como será o encaixe do profissional na sociedade.

Pesquisar, perguntar e observar são atividades que, mesmo sendo simples, conseguem trazer respostas importantes. Entenda como olhar para fora pode ajudar a entender como escolher uma profissão.

Faça uma tabela com as opções

Talvez você já tenha ouvido falar em lista, mas uma tabela pode ser ainda mais completa. Duração do curso, preço da mensalidade, localização do campus, período do dia em que são as aulas, etc. Várias são as informações que podem ajudar você na tomada de decisão.

A construção da tabela fica mais eficiente se você já tiver alguns cursos em mente.

Converse com profissionais formados

Um excelente jeito de entender o peso da rotina e das atribuições de um profissional é falar diretamente com quem já está atuando no mercado. Assim você poderá ter acesso à informação em primeira mão, conhecendo tanto os aspectos positivos quanto os negativos.

Poderá tirar dúvidas sobre o mercado de trabalho, especializações, salários, oportunidades e qualquer outro aspecto que pensar.

Mercado de trabalho

Estude e compare as diferenças entre o mercado de trabalho de cada profissão que você ainda tem dúvida.

Para algumas pessoas a prioridade pode ser permanecer na cidade onde a família está, enquanto para outras o sonho pode ser mudar para uma cidade específica. Cada região tem seu mercado e seu funcionamento, por isso é importante entender as especificidades do contexto onde você está prestes a se inserir.

Além disso, vale a pena ficar atento à mudanças e se manter atualizado, já que o mercado é dinâmico e pode estar diferente do que era poucos anos atrás.

Pesquise as possibilidades de cada profissão

Muitas vezes uma profissão pode seguir por caminhos nada óbvios e surpreender quem ainda não pesquisou a fundo suas possibilidades.

Um médico pode passar a vida fora de hospitais se seguir a carreira esportiva e for funcionário de um clube de futebol. Um músico pode vir a trabalhar fazendo trilha sonora para jogos de videogame. Um jornalista pode trabalhar com conteúdo para redes sociais enquanto viaja o mundo, sem nunca pisar em um jornal.

Um dentista pode passar seus dias projetando modelos para impressoras 3D que vão imprimir próteses. Com um pouquinho de pesquisa e dedicação, quase toda carreira pode ser surpreendente.

Como escolher uma profissão: gostou das dicas?

Esperamos ter ajudado você a entender alguns passos de como escolher uma profissão da melhor maneira possível.

Para seguir acessando conteúdo de qualidade sobre mercado de trabalho, bolsas, cursos, ensino e carreira, continue acompanhando o blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui