Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!
como estudar online

Como estudar: veja formas eficientes para fazer melhor e mais rápido

Precisa achar formas de render mais nos estudos? Pois saiba que essa necessidade é normal. Além disso, muita gente tem enfrentado dificuldades em lidar com o EAD, que aumentou sua presença devido à pandemia de Covid-19. Ou ainda, em como estudar para concurso, por exemplo. Outra dificuldade comum é como fazer um cronograma de estudos. De fato, todo mundo sabe que aprender é importante e por isso vamos te mostrar como estudar e avançar ainda mais seus conhecimentos.

A pandemia trouxe mudanças na rotina de estudos de muitas pessoas. Uma delas foi o aumento de atividades feitas em casa. Com isso, alguns desafios apareceram no caminho, entre eles um aumento grande de distrações. Afinal, em casa temos mais contato com a família e acabamos olhando no celular com mais frequência. Em outras palavras, como focar nos estudos?

A boa notícia é que há caminhos para contornar a situação. Existem métodos e dicas interessantes de seguir no dia a dia, e eles acabam ajudando a melhorar nosso rendimento. O legal de tanta opção é que alguma acaba encaixando com o seu perfil. Então, caso uma não funcione, tente outra!

Para saber quais os métodos para melhorar o seu desempenho nos estudos, continue com a gente! inclusive, se você quer saber como estudar para o Enem, essas dicas também são valiosas!

Bolsa ENEM
👉 Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR Estácio que está chegando com 70%* de desconto em todo curso.

Confira!

Leia também: Rotina de Estudos Eficiente: 9 Dicas de Como Criar uma

Como estudar: veja os melhores métodos

1. Método Pomodoro

A primeira opção foi desenvolvida nos anos 1980, pelo italiano Francisco Cirillo. A ideia do método Pomodoro é te ajudar na gestão de tempo em inúmeras tarefas, incluindo nos estudos. Se você procrastina bastante e tem tendência a adiar obrigações, o método Pomodoro pode te ajudar.

O funcionamento é bem simples: você realiza uma atividade pré-determinada por 25 minutos e descansa por 5, até completar duas horas. Como recompensa, você fica em intervalo por 30 minutos. Para realizar o método, você precisa definir as atividades e controlar o horário.

Com isso, consegue observar quais metas foram alcançadas e o que ainda falta para finalizar uma etapa. Outra vantagem são as pausas no meio dos momentos de concentração, pois o nosso cérebro precisa parar por alguns momentos pra conseguir filtrar todo o conteúdo.

Atualmente, existem muitos Apps e sites com a capacidade de utilizar o Método Pomodoro. Além disso, se você preferir trocar a gestão de tempo para 30 minutos de estudo e 10 de pausa, por exemplo, os aplicativos conseguem remanejar essa mudança.

Bolsa ENEM

Você sabia que pode conseguir uma bolsa de até 60% no curso todo na Estácio com a sua nota do ENEM dos últimos 5 anos? Confira aqui o valor da sua bolsa e economize na graduação! 🎓

2. Estudo intercalado

Com o estudo intercalado você distribui os conteúdos em um mesmo período. Assim, determine um tempo para estudar uma matéria e, depois disso, passe para outra. Por exemplo, você inicia em Matemática e permanece nela por uma hora. Depois disso, parte para Biologia.

Ok, e como fazer isso no dia a dia? Primeiro, escolha por quanto tempo você pode estudar diariamente e quais matérias serão vistas em um dia específico. Após isso, distribua o seu tempo entre as matérias escolhidas. Assim, num dia X, você estuda Matemática, História, Biologia e Inglês, cada uma por uma hora.

Com o método intercalado fica bem mais fácil estudar online, pois você mescla as matérias e evita ficar cansado facilmente. Com isso, aumenta suas chances de assimilação e o seu estudo rende muito mais.

Porém, lembre de intercalar bem os conteúdos. Nada de estudar Física depois de Matemática, tente alternar as temáticas! E não esqueça de dar um tempo entre os períodos de estudo, seu cérebro agradece.

3. Mapa mental

O Método do Mapa Mental foi desenvolvido na década de 1960, pelo consultor inglês Tony Buzan. Nele, o aluno usa um pedaço de papel e indica o tema central do assunto no mapa. Em torno dessa ideia, o estudante faz ramificações para outros pensamentos ligados à temática.

Essas conexões podem vir em formato de balões ou figuras, e são feitas geralmente com cores diferentes entre si. A partir do Mapa, você compara diferentes aspectos de uma mesma matéria, relacionando um assunto ao outro. Assim, organiza suas informações e as entende de forma mais completa.

A parte interessante desse método é que ele desperta o raciocínio, mas também a criatividade. Afinal, ao usar setas, balões e cores, o aluno exercita seu lado mais criativo ao mesmo tempo que desenvolve novas habilidades.

4. Resumos

Essa técnica é talvez a mais comum, mas é muito eficiente para nos ajudar a estudar online também. Tudo depende de como você se adapta e se a opção funciona na matéria em questão. Ela é bem simples e autoexplicativa: depois de estudar um tema, você escreve um resumo, com os pontos principais.

A ideia é destacar as temáticas mais importantes de aprender, fixando cada detalhe ao escrever sobre. Após fazer o resumo, você lê novamente sobre o tema e destaca (com marcadores de textos, por exemplo) termos que são relevantes de lembrar e podem ser cobrados em uma prova. Para isso, use canetas coloridas e outros itens para ajudar na visualização.

Com um resumo completo, você possui mais chances de entender uma matéria e lembrar de assuntos importantes.

5. Sistema Leitner

Outro método muito interessante que pode facilitar os estudos é o sistema Leitner, que utiliza “cartões de memorização” e a repetição para ajudar na memorização. O sistema é simples e intuitivo, parecendo mais um jogo: coloque cartões com perguntas sobre determinado conteúdo em uma caixa. Depois, pegue um cartão por vez da caixa e tente responder à pergunta. Caso a resposta for certa, você coloca o cartão em outra caixa ao lado.

Se errar, coloca o cartão da pergunta de volta na caixa inicial. E assim vai pegando mais cartões e tentando responder às perguntas. Dessa forma, todos os cartões que ficarem mais na primeira caixa serão os mais estudados.

6. Sleep-learning

Uma técnica muito curiosa sobre como estudar mas que faz muito sucesso é o “sleep-learning”, ou seja, o aprendizado durante o sono. Em outras palavras, a ciências já comprovou que nós aprendemos durante o sono. Então, mesmo se for desgastante em um primeiro momento, vale a pena estudar mesmo cansado e depois ir dormir. Ou seja, revisar o seu material de estudos antes de dormir é uma boa maneira de ajudar o cérebro a guardar as informações.

Isso porque durante o sono o cérebro atua em “ondas lentas”, com possibilidade de memorizar mais conteúdos. Interessante, não?

O que precisa para estudar? Algumas dicas extras!

Você já aprendeu alguns dos métodos mais legais para seguir. Agora chegou a hora de sentar e estudar. Mas antes deve seguir algumas dicas que vão melhorar seu desempenho e evitar muitas distrações nesse momento tão importante.

1. Se estiver em casa, separe um lugar fixo para estudar

O ideal é sempre ter um espaço determinado para o seu momento de estudo. Assim, separe um ambiente na sua casa que seja aconchegante e com bom acesso à internet. Pode ser um escritório, sua mesa no quarto ou um cantinho na sala de estar.

Só é importante lembrar que o momento é de estudo! Não escolha um lugar muito movimentado, com chances de se distrair facilmente. Outra coisa, não pode ser um ambiente confortável demais. Estudar na cama ou no sofá pode te dar um sono daqueles. Precisa ser agradável, mas não tanto assim.

2. Defina uma rotina ou plano de estudos

A melhor coisa a se fazer é organizar horários para quando for estudar. Assim, determine um momento específico no seu dia, onde você vai se dedicar aos estudos. Além disso, estabeleça quanto tempo vai precisar para cada matéria.

Essa organização toda ajuda quando nos sentimos desmotivados e com preguiça. Ao saber que é momento de foco e determinação, nosso cérebro deixa as distrações de lado e se concentra na parte importante. Por isso, não esqueça de fazer seu cronograma.

Além disso, defina claramente o seu objetivo: é estudar para o Enem? É passar em um determinado concurso público? É ser aprovado no vestibular? Isso ajuda a manter o foco e estudar o que realmente importa. Para isso, saber como fazer um cronograma de estudos é muito importante.

3. Fuja das distrações, esteja 100% concentrado

Nada de celular por perto. É difícil se desligar do mundo, mas é necessário. A sua mente não consegue manter o foco quando há razões para se distrair, por isso coloque o aparelho em um local específico, bem longe de você. Assim, se der aquela vontade de olhar as redes sociais, vai lembrar que o smartphone está bem longe e é hora de se concentrar.

Lembra quando comentamos sobre escolher um local quieto e tranquilo pra estudar? Pois é, as distrações podem ser outras pessoas também. Avise sua família que agora é o seu momento de estudo e precisa de um ambiente calmo para se concentrar.

4. Faça pausas constantes

Nunca é demais reforçar: descanse. Ao utilizar um dos métodos, você precisa organizar suas metas e definir um tempo de estudo, não é? Pois então, também determine quando e por quanto tempo você vai fazer pausas. Esse momento de relaxar e dar uma respirada ajuda até mesmo a fixar os assuntos.

Além disso, não funcionamos concentrados por muito tempo, entenda suas limitações e trate seu corpo e mente com carinho. Estudar é fundamental, mas descansar também é.

5. Mantenha a positividade

Como assim? Manter-se positivo é acreditar que você está no caminho certo. Ou seja, ser positivo consigo mesmo e que seus métodos vão levá-lo a atingir os objetivos. Pode parecer besteira, mas isso pode fazer a diferença e, inclusive, afastar a ansiedade.

6. Para aprender, ensine!

Outra prática bastante eficiente para estudar melhor é ensinar algo a alguém. É comprovado cientificamente que o ser humano aprende mais ao estudar de forma ativa. Portanto, tente dominar um conteúdo e recrute a sua mãe ou um amigo para dar uma espécie, digamos, de “aula” sobre o assunto. Fique preparado para as perguntas e veja quais os pontos que precisam de mais atenção nos seus estudos.

Assuma o papel de “professor” por alguns dias. A gente garante: superfunciona!

7. Invista em exercícios e simulados

Outra prática muito eficiente sobre como estudar é realizar muitos exercícios e simulados sobre as disciplinas que você tem maior dificuldade. Quer saber como estudar para concurso? Resgate as provas anteriores daquela mesma banca para conhecer o nível das perguntas e os assuntos que mais são exigidos. Invista em fazer muitos exercícios de fixação. Vale a pena!

8 – Evite a curva do esquecimento

Para quem deseja estudar melhor, é preciso entender sobre a curva do esquecimento. Essa efeito psicológico já comprovado pela ciência atesta que a chance de retenção de um conteúdo é de até 80% maior no primeiro contato com a matéria do que ao rever as informações novamente nas próximas 24 horas. Na prática, é a questão de realizar um intervalo de estudos e outro sem estudos. Com o tempo, você estará habituado em guardar 100% das informações de uma matéria prestando apenas cinco minutos de atenção nos estudos. Com bastante treino, você pode obter resultados fantásticos.

E ai, aprendeu como estudar?

Os métodos não são nada de outro mundo. Não vai precisar gastar dinheiro ou correr atrás de materiais para cumpri-los. E pode acontecer de um não encaixar com você, não tem problema. Sempre tem uma opção extra que pode ser a melhor para você. O importante é tentar e ir se adaptando conforme os estudos avançam.

O momento até parece chato e interminável, mas se você manter o foco, tudo se ajeita. Agora que você já sabe como estudar melhor, que tal saber como conseguir uma bolsa de estudos? Confira tudo nos conteúdos do nosso blog!

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *