Você que está se preparando para o vestibular já sabe a importância da redação para conquistar uma vaga na faculdade. Dentre os diversos estilos de texto que costumam ser cobrados no processo de seleção, a crônica é uma das mais frequentes. Mas você sabe como fazer uma crônica?

Talvez você ainda não tenha percebido, mas a crônica é um dos estilos literários mais frequentes no nosso dia a dia. Sabe aquelas histórias gostosas de ler e, muitas vezes, engraçadas que encontramos em revistas e jornais? Muitas delas são crônicas e escritas por grandes nomes, como Luís Fernando Veríssimo, Martha Medeiros e Tati Bernardi.

Neste artigo, vamos ajudar você a compreender o que é e como fazer uma crônica. Vamos explicar a estrutura deste texto e como se preparar para fazer uma prova de redação neste estilo para o vestibular.

Leia também: E-book grátis: como fazer uma redação nota mil!

O que é uma crônica?

As crônicas são textos curtos caracterizados por abordarem situações do cotidiano de forma leve e bem humorada.

Geralmente, as crônicas são o retrato de algum acontecimento vivido pelo autor, ou mesmo reflexões a respeito de algum acontecimento.

Entre as principais características desse estilo literário estão: 

  • Linguagem simples e informal;
  • Geralmente utiliza uma ordem cronológica para narrar acontecimentos;
  • Costuma trazer uma reflexão ou conclusão relacionadas a algum acontecimento do cotidiano;
  • Traz uma análise crítica das situações cotidianas;
  • Apresenta eventos do dia a dia;
  • Possui poucos personagens. Em alguns casos, nenhum;
  • Tem um caráter jornalístico;
  • São facilmente encontradas em jornais, revistas e blogs.

Justamente por sua linguagem mais leve e informal, a crônica costuma cair no gosto dos leitores. E isso porque, muitas vezes, algumas crônicas dão a sensação de que você está conversando com um amigo, comentando de um fato no dia a dia.

Mas é importante ressaltar que, por traz dessa leveza, as crônicas tem a intenção de fazer o leitor refletir a respeito de determinado assunto. 

Principais estilos de uma crônica

Uma crônica deve possuir um enredo, personagens, clímax e, claro, uma narração. Mas isso não significa que são todas iguais. Existem diversos estilos de crônicas. Conheça os principais e algumas de suas características.

Crônica descritiva

Geralmente, a crônica descritiva traz um detalhamento de personagens, cenários e objetos. É comum abordarem situações do dia a dia utilizando uma linguagem dinâmica e conotativa.

Crônica narrativa

A crônica narrativa é caracterizada pelo uso da narração em 1ª ou 3ª pessoa do singular e aborda situações do cotidiano a partir de um ponto de vista. O texto traz personagens, tempo e espaço.

Crônica dissertativa

Este tipo de crônica traz a opinião explícita do autor sobre determinado assunto e pode ser escrita tanto na 1ª do singular, quanto na 3ª pessoa do plural.

Crônica narrativo-descritiva

Como o próprio nome já fiz, esse estilo de texto mescla características narrativas e descritivas, além de trazer acontecimentos em uma sequência lógica.

Crônica humorística

Caracterizada pelo uso da ironia, sarcasmo e humor para tratar sobre assuntos importantes como política e economia, a crônica humorística é uma das mais populares e fácil de ser reconhecida.

Crônica lírica

Caracterizada pelo uso da linguagem poética e metafórica, esse tipo de crônica expressa sentimentalismo e traz emoções como: paixão, saudade, nostalgia, entre outros.

Crônica jornalística

A crônica jornalística traz fragmentos narrativos e argumentativos relacionados a notícias e fatos do cotidiano. É caracterizada por apresentar trechos mais longos de reflexão e costumam representar os interesses de um grupo social.

Crônica histórica

Este tipo de crônica se baseia em fatos históricos e apresenta personagens, tempo e espaço definidos.

Crônica poética

Este estilo de crônica se confunde com o estilo lírico, pois também possui versos poéticos e é bastante sentimentalista.

Crônica-ensaio

A crônica-ensaio é caracterizada por ser um texto bastante crítico e sarcástico e que, geralmente, é direcionado a instituições de poder e relações sociais.

Crônica filosófica

Já a crônica filosófica tem como foco a reflexão a respeito de algum acontecimento do cotidiano ou evento.

Leia também: Como estudar redação para o vestibular

Como fazer uma crônica?

Agora que você conhece os estilos mais importantes de crônica, é hora de conhecer a sua estrutura e seu desenvolvimento.

Basicamente, estrutura de uma crônica é composta por 3 itens:

  • A introdução com uma breve exposição do fato ou acontecimento;
  • O desenvolvimento com o detalhamento da percepção do autor e de elementos chaves do texto (como cenário, personagens, objetos, entre outros)
  • E o encerramento, que deve trazer o ponto de vista ou a reflexão do autor.

Além disso, alguns fatores são fundamentais para o bom desenvolvimento e, é claro, a criatividade deste tipo de texto. São eles:

  • Observação do cotidiano;
  • Escolha e entendimento do assunto ou fato abordado;
  • Organização das ideias e dos acontecimentos;
  • Embasamento para apresentar um ponto de vista ou reflexão;
  • Clareza e objetividade ao emitir uma opinião;
  • Cuidado com o uso da língua portuguesa, mesmo que o estilo de texto permita uma linguagem mais informal.

6 dicas para escrever uma crônica

Agora que você já entendeu a estrutura e o estilo de uma crônica, é hora de colocar esse conhecimento em prática. Mas não sem antes conhecer algumas dicas essenciais para produzir um texto de qualidade.

Seja um observador

Um bom cronista é, antes de mais nada, um bom observador. Ele consegue captar fatos corriqueiros do dia a dia e analisá-los para transformá-los em palavras e reflexões.

Treine as descrições

Como bom observador, o cronista também precisa se atentar a detalhes e saber como descrevê-los. Por isso, uma boa dica é treinar sua percepção quanto às características de determinado fato ou personagem e descrevê-los, mesmo que apenas em sua mente.

Passe uma mensagem

Mesmo simples e leves, a crônica deve cumprir sua missão e passar uma mensagem ao leitor. Claro que essa mensagem deve ser entregue de forma natural, mesmo que diante de um tema complexo.

Seu texto deve ser curto

Como já citamos acima, a crônica é caracterizada por ser um texto curto, por isso, é importante que o autor tenha um bom poder de síntese. Isso significa que ele deverá contextualizar o leitor e passar a mensagem desejada de forma resumida, mas sem prejuízos ao entendimento.

Leia!

A quinta dica é obrigatória para qualquer estudante e também fundamental para quem deseja escrever um texto, independente do estilo escolhido: leia!

Se você não tem o hábito de ler crônicas, inclua esse tipo de leitura na sua rotina. Isso permitirá que você conheça melhor o estilo e a estrutura deste tipo de texto. Além, é claro, de poder até mesmo relaxar enquanto se prepara para seu vestibular.

Escreva

De nada adianta conhecer o estilo, autores e a estrutura de uma crônica se você não colocar a sua aprendizagem em prática. Por isso, treine bastante, escreva crônicas a partir de acontecimentos do seu dia a dia ou da observação de fatos e pessoas ao seu redor.

Esse tipo de exercício ajuda você a se acostumar com o estilo de texto, a treinar sua criatividade e a chegar ainda mais preparado para a sua prova.

10 cronistas brasileiros para se inspirar

Para facilitar os seus estudos, vamos deixar aqui uma lista dos 10 mais famosos cronistas brasileiros que tem encantado leitores e inspirado autores por anos:

  1. Machado de Assis
  2. Cecília Meireles
  3. Rubem Braga
  4. Nelson Rodrigues
  5. Clarice Lispector
  6. Carlos Drummond de Andrade
  7. Vinícius de Morais
  8. Luis Fernando Veríssimo
  9. Ruth Rocha
  10. Chico Buarque de Holanda

A lista de cronistas brasileiros é bem extensa. Por isso, pesquise  também sobre outros autores que fazem sucesso com esse estilo de texto e busque por suas crônicas na internet, em jornais e livros.

A prova de redação de um processo de seleção, vestibular ou Enem – Exame Nacional do Ensino Médio, exige muita atenção e dedicação dos alunos.

Por isso, estude para fazer a prova de redação, pesquise autores famosos e também os textos de alunos que conquistaram as notas máximas nessas provas.

E lembre-se: aqui no Vai de Bolsa você encontra uma série de artigos sobre estilos de textos, dicas para escrever uma boa redação e novidades sobre as provas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui