Das cadeiras jurídicas mais prestigiadas da Polícia Federal, uma se destaca por fazer parte do alto escalão da corporação e também pela ótima remuneração: o delegado federal. Há um grande desejo por parte dos profissionais em ocupar esse cargo. Mas não se engane, ser delegado exige formação acadêmica específica, além de vocação, muita responsabilidade e comprometimento real com a profissão. Neste post, vamos mostrar como ser delegado federal e todos os caminhos para chegar lá.

Antes de abordarmos sobre a atuação do delegado federal é preciso entender o papel da Polícia Federal no Brasil. Eles lidam com tudo o que é de interesse da ordem pública federal. São diversas competências, desde a investigação de crimes contra a União (como, por exemplo, a Operação Lava Jato) até a emissão de passaportes.

Assim como o policial militar, o delegado federal está sempre a postos para atender a população. Confira mais detalhes!

Outras atribuições da Polícia Federal

Como mencionamos acima, para entender como ser delegado federal, é importante conhecer as atribuições da Polícia Federal. São elas:

  • Fiscalização de fronteiras internacionais aéreas, fluviais e terrestres;
  • Combate ao contrabando;
  • Combate ao terrorismo;
  • Combate a crimes cibernéticos e pedofilia;
  • Investigação de infrações penais que prejudiquem a ordem social e política do Brasil;
  • Apuração de crimes que envolvam o Brasil e outro país;
  • Repressão do tráfico de drogas ilícitas no território nacional;
  • Combate ao desvio de dinheiro público;
  • Combate a crimes contra patrimônio histórico e contra o meio ambiente;
  • Investigação de violações dos Direitos Humanos.

Agora você deve estar pensando: tá, mas como ser delegado federal? Neste post, vamos detalhar todas as etapas para quem almeja alcançar esse cargo.

Como ser delegado federal?

Há apenas um meio legal de entrar na polícia federal: prestando concurso público e estudando muito!. As provas acontecem esporadicamente, às vezes demoram mais de 2 anos para abrir uma nova seleção em cada Estado. Tudo depende da demanda para novas contratações da corporação.

As vagas oferecidas são direcionadas à carreira policial ou administrativa. Por se tratar do maior órgão de segurança pública, os requisitos para poder se candidatar a alguma área são bem exigentes, como é o caso do delegado federal.

Quais as funções de um Delegado da Polícia Federal?

A profissão de delegado é muito dinâmica. Um dia pode ser em meio a papeladas e serviços administrativos, no outro o delegado pode estar em campo, chefiando uma ação policial, por exemplo.

Por isso é muito importante que o candidato a delegado tenha em mente a importância de estar preparado mental, emocional e fisicamente para esse trabalho.

Funções do delegado federal:

  • instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação;
  • orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais;
  • participar do planejamento de operações de segurança e investigações;
  • supervisionar e executar missões de caráter sigiloso;
  • participar da execução das medidas de segurança orgânica;
  • desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o Órgão na consecução dos seus fins.

Qual faculdade fazer para ser delegado federal?

Antes de tudo, saiba que para ocupar o cargo de delegado federal é obrigatório ser formado em Direito, em uma faculdade reconhecida pelo MEC.

Apesar da carteira da OAB não ser um requisito obrigatório, o candidato deve ter três anos de atividade jurídica ou policial. Não necessariamente ter atuado como advogado, um cargo como analista em um tribunal na área jurídica já vale, por exemplo.

Leia mais: Entenda como é o curso de Direito no Brasil

Como é o concurso para a Polícia Federal

O concurso da Polícia Federal é um dos mais concorridos que existe no país. Além do alto nível de dificuldade das provas, elas são aplicadas em todo o Brasil, ou seja, o candidato disputa a vaga, em média, com outros 350 candidatos.

Então, não deixe para estudar só quando o edital for divulgado. Lembre-se que tem gente se preparando há anos para esse concurso.

Provas objetiva e discursiva

A primeira etapa do concurso consiste em uma prova objetiva e outra discursiva. Normalmente, elas são aplicadas no mesmo dia só que em turnos diferentes.

Engana-se quem acha que as questões são direcionadas apenas a matérias de Direito, as provas incluem conhecimentos gerais de Informática e Português também. Caso o candidato seja aprovado nessas duas etapas, ele passa para a fase dos teste de aptidão física, psicológica e exame médico. Somente em seguida é realizada a prova oral.

Como é o teste físico para delegado da Polícia Federal?

O teste físico visa avaliar a capacidade do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas a que será submetido durante o Curso de Formação Profissional e para desempenhar as tarefas típicas da categoria funcional.

No dia do teste são praticadas 4 atividades:

  • Teste de barra fixa;
  • Teste de impulsão horizontal;
  • Teste de corrida de 12 minutos;
  • Teste da natação.

O candidato somente é aprovado no teste físico se participar de todas as atividades e alcançar o mínimo de 2 pontos em cada teste, somando no final 12 pontos.

Prova Oral

A prova oral foi incluída na seletiva do concurso em 2012, no intuito de aprovar candidatos realmente aptos a ocupar o cargo de delegado federal. O teste consiste em o candidato sentar de frente a membros da banca examinadora do órgão competente para responder às perguntas a cerca de Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional e Direito Administrativo.

Finalmente, os aprovados em todas as etapas passam pelo Curso de Formação Profissional da Academia Nacional de Polícia, na cidade de Brasília. Para aí sim, começar a desenvolver as técnicas e conhecimentos necessários ao exercício da função.

Quanto ganha um delegado da Polícia Federal?

Um dos motivos de tantas pessoas se interessarem em fazer parte da PF é o alto salário. Independente do cargo, a remuneração enche os olhos de qualquer um. Mas é preciso reforçar que, ao decidir concorrer a uma vaga, não se pode focar apenas no salário.

O trabalho de um policial requer uma certa vocação, exige disciplina e uma grande responsabilidade. Principalmente para o cargo de delegado, pois o profissional precisa ser multitarefa, com profundo conhecimento jurídico, policial, administrativo e demais ciências sociais, como filosofia, história e sociologia.

A remuneração inicial de um delegado federal é de R$ 23 mil, com base no ano de 2019. Isso corresponde ao salário básico. Quanto mais tempo de serviço mais essa quantia aumenta, alcançando os R$ 30 mil no auge da carreira.

Outros cargos na Polícia Federal

A carreira na Polícia Federal pode ser policial ou administrativa. Além do delegado federal, na PF existem mais 4 funções principais:

  • Agente – Participa de investigações e operações policiais na prevenção e combate a crimes. A função pode ser exercida por pessoas com qualquer nível superior, independente do curso;
  • Escrivão – Cuida das formalidades processuais (termos, autos e mandados) e procedimentos policiais de investigação. Também pode ser ocupado  por profissionais formados em qualquer curso de nível superior;
  • Perito criminal federal – Responsável pelas perícias em locais de crime. Os peritos são escolhidos por áreas, dependendo da necessidade da PF para a investigação. Ele pode ser formado em Economia, Ciências Contábeis, Engenharia, Informática, Geologia, Agronomia, Química, Ciências Biológicas;
  • Papiloscopista – Responsável por identificar pessoas por meio das impressões digitais. Ele coleta, analisa, classifica e pesquisa esse tipo de material. A vaga pode ser preenchida por profissionais com qualquer nível superior.

Além dessas funções diretamente ligadas ao trabalho de um policial, a Polícia Federal, por ser uma instituição de grande dimensão, necessita de outros profissionais para atuarem em funções diferentes.

Cargos não-policiais da PF

  • Administradores
  • Arquitetos
  • Arquivistas
  • Assistentes sociais
  • Bibliotecários
  • Contadores
  • Enfermeiros
  • Engenheiros (diversas especialidades)
  • Estatísticos
  • Farmacêuticos
  • Médicos
  • Veterinários
  • Nutricionistas
  • Dentistas
  • Psicólogos
  • Técnicos em assuntos culturais
  • Profissionais da área de educação, como sociólogos, filósofos, pedagogos, etc.
  • Jornalistas
  • Relações Públicas

Entendeu como ser delegado federal?

Gostou das orientações de como ser um delegado federal? No site Vai de Bolsa tem muito mais dicas de como decidir sua carreira e sair na frente nos estudos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui