Você, estudante, que acabou de participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), deve estar procurando opções para sobre como utilizar a nota do Enem, principalmente, para ingressar em cursos, certo? O Enem é uma das provas mais importantes para os jovens recém-formados no ensino médio. Afinal, a prova é a porta de entrada para cursos do ensino superior e técnico. Além disso, é através dele que você pode conseguir financiamento do governo ou até mesmo uma bolsa da própria universidade, como é o caso da Estácio. 

Por isso, é fundamental que você tenha todas as informações possíveis para analisar qual é a melhor opção. Dentre tantas informações, às vezes se torna complicado saber de tudo. Pensando nisso, vamos te apresentar neste post todas as possibilidades de como usar a nota do Exame. A seguir, acompanhe o post. 

Leia também: Como calcular a nota do Enem? Entenda agora os caminhos

Como usar a nota do ENEM

Como já dito, a nota do Enem pode ser usada para tentar ingressar em cursos superiores ou técnicos. Além disso, você pode contar com os programas do governos como SISU, Fies e Prouni. Ou até mesmo garantir uma bolsa de estudos na própria instituição, como é o caso da Estácio, por exemplo. 

Confira, a seguir, as principais possibilidades de como usar a nota do Enem.

Prouni

Com o Programa Universidade para Todos, o ProUni, jovens de todo país de baixa renda, podem conseguir cursar o ensino superior com bolsas parciais, ou seja, de 50%, ou totais para estudar em instituições particulares de todo o Brasil. Para concorrer ao programa, o estudante precisa ter feito a última edição do Enem, que aconteceu em janeiro de 2021. 

Saiba que para concorrer ao programa é necessário ter obtido no mínimo 450 pontos na média das provas objetivas e não ter zerado a redação do Enem.

Para as vagas que não são preenchidas na primeira etapa, o ProUni libera um novo período de inscrição, para essa nova etapa é possível usar a nota do Enem dos anos anteriores (a partir de 2010) para então concorrer às vagas remanescentes.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies, é um programa do governo para ajudar os jovens terem acesso às faculdades particulares, por meio de um financiamento estudantil com condições próximas à realidade dos estudantes brasileiros de baixa renda. 

De acordo com o edital do FIES 2021, para participar do programa o estudante deve: 

  • Ter participado do ENEM a partir de 2010, nessa primeira seleção a nota do Enem 2020 não poderá ser usada;
  • Ter atingido 450 pontos de média pelo menos;
  • Não ter zerado a redação;
  • Ter renda familiar mensal por pessoa de até três salários mínimos.

As inscrições para o FIES 2021 começam em 26 de janeiro. Para se inscrever, basta acessar o site do programa

Embora o estudante ainda tenha que pagar pelos estudos, o FIES dá um prazo maior para esses pagamentos com juro bem inferiores se comparado com os financiamentos oferecidos pelos bancos.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada( Sisu)  já faz parte da realidade da maioria das universidades públicas do país, além dos institutos federais. O Sisu é um programa do governo em que os candidatos são escolhidos pela nota que alcançaram no Enem. 

Cada universidade decide a pontuação mínima de cada curso e o peso que será atribuído em cada uma das provas objetivas. Ou seja, se você deseja ingressar em algum curso superior em uma instituição pública, é preciso se inscrever no site do programa e adicionar sua pontuação da prova, para então a instituição analisar. 

As inscrições são abertas duas vezes ao ano, em janeiro e junho. Para participar é necessário ter feito a edição mais recente do Enem e não ter zerado na redação. E claro, quanto mais pontos você fizer, mais chances tem de estar acima da nota de corte. 

Além disso, algumas universidades oferecem apenas uma algumas vagas pelo Sisu e o restante é através do vestibular da própria universidade. Já, boa parte das universidades, aboliram o vestibular e o ingresso é feito totalmente pelo programa

Vestibular

Como já dito aqui, a maioria das universidades aceita o ingresso nos cursos por meio do vestibular da própria universidade ou por meio da nota do Enem. Para isso, é necessário fazer a prova do vestibular e a do Enem, a pontuação final vai considerar essas duas notas. 

De modo geral, o Enem é um grande aliado no desempenho do estudante no vestibular. Caso o aluno tenha ido mal na prova do Enem, ela não irá prejudicar a nota final. Para saber como é calculado a pontuação final, é preciso acessar o site da universidade escolhida para saber mais das regras, cada instituição é livre para determinar como é feito esse cálculo. 

Universidade privada 

As universidades privadas também aceitam a nota do Enem como forma de ingresso nos cursos. Ou seja, dependendo da nota que o estudante obteve no exame, poderá fazer a matrícula sem necessariamente passar pelo vestibular ou por outro qualquer processo seletivo. 

Saiba que, a nota mínima exigida pela instituição pode variar muito, em uma universidade um curso pode ter uma pontuação e numa outra ser diferente. Por isso, preste atenção a esses detalhes, o importante é buscar uma instituição de qualidade que ofereça benefícios aos estudantes e que seja reconhecida pelo MEC. 

De modo geral, você pode optar pelo Enem que teve melhor desempenho, a partir de 2010. 

Vamos te apresentar a seguir Estácio. Uma instituição de qualidade, que oferece bolsas e várias modalidades de ingresso. 

Leia também: Onde posso conseguir bolsa com a nota do Enem?

Como usar a nota do Enem na Estácio

Se você optar por estudar na Estácio, saiba que são várias as opções de cursos e pagamentos facilitados, caso você queira ingressar por outra modalidade. 

Para ingressar na universidade com a nota do Enem é fácil. Você precisa tirar 300 pontos ou mais para poder participar da oferta. No entanto, quanto maior a sua nota no Enem, maior o desconto que você terá nas mensalidades durante todo o curso. 

Além desta possibilidade, de usar a nota do Enem para acessar algum curso, você pode usar a sua nota para garantir bolsas e financiamento estudantil pela própria universidade. 

As possibilidades são inúmeras para ingressar em um curso superior na instituição. 

Veja a seguir como usar a nota do Enem:

  • Se você tirou uma nota entre 300 e 500 pontos, terá um desconto de 55% durante todo o curso;
  • Agora, se a sua nota for entre 501 e 700 pontos, seu desconto passa a ser de 60% durante todo o curso;
  • As notas de 701 a 900 pontos, dão acesso a um desconto de 65% durante todo o curso;
  • E, enfim, as notas acima de 900 pontos trazem o benefício de 100% de desconto no primeiro semestre. Além disso, o estudante ganha mais 65% de desconto no restante das mensalidades durante todo o curso!

Regras de como usar a nota do Enem

Para poder participar desta modalidade, é necessário que você tenha feito o exame nos últimos seis anos. Se você fez mais de um ano, é só escolher a prova que teve o melhor desempenho. Ou seja, valem para a oferta as provas de 2015, 2016, 2017, 2018, 2020 e 2021. 

No entanto, esta modalidade não se aplica aos cursos de Medicina e Odontologia Premium. O estudante pode escolher qualquer curso de graduação, exceto aqueles já citados acima, de qualquer lugar do Brasil. O aluno tem acesso aos estados e cursos espalhados pelo país no site da Estácio. 

Para se inscrever no programa, os candidatos devem comprovar as notas do Enem pelo Portal do Candidato e assim garantir o desconto nas mensalidades. No entanto, também é possível enviar essas informações pelo WhatsApp da instituição, para adiantar o processo. Mas ainda sim é necessário comprovar no Portal do Candidato para poder validar essas informações.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui