Você já imaginou uma profissão que une Informática e Biologia? Com o avanço tecnológico, novas profissões têm surgido para atender uma demanda crescente, principalmente na área da ciência. É o caso do curso de Bioinformática, criado em 2018. A profissão surgiu pela necessidade de organizar grandes bancos de dados utilizados pela ciência nos estudos dos genes, moléculas e proteínas. Se você tem interesse nessa carreira do futuro, o primeiro passo é fazer o curso.

Em suma, o curso de Bioinformática é responsável por desenvolver programas de computador onde sequências complexas de genomas possam ser agrupadas. Assim, essas informações podem ser analisadas e comparadas a outras sequências de forma prática e rápida.

Desta maneira, a união da Biologia com técnicas de computação é peça fundamental no avanço de pesquisas e estudos de novos medicamentos e tratamentos inovadores para combater doenças. Além disso, o armazenamento dessas informações em Big Data (grande conjunto de dados) permite o compartilhamento dos estudos entre pesquisadores de todo o mundo.

Por se tratar de um curso recente, vamos detalhar neste post tudo sobre esta nova profissão e as áreas de atuação. Em outras palavras, se você se interessa por ciências exatas, informática e biologia continue a leitura.

O que é Bioinformática?

A Bioinformática é uma ciência multidisciplinar que utiliza da matemática, da biologia e de métodos computacionais para armazenar e relacionar dados biológicos. É como se moléculas, proteínas e átomos ganhassem uma linguagem computadorizada. E assim, reunidas em um banco de dados, podem ser comparadas e analisadas de forma prática e rápida.

Desta forma, o trabalho de achar, relacionar e comparar genes fica para o computador. Daí vem a cereja do bolo já que fica mais fácil de analisar doenças, indicar tratamentos e melhorar a qualidade de produtos. A área biológica aplicada à tecnologia amplifica o conhecimento sobre os seres vivos.

Ou seja, a Bioinformática traz um novo parâmetro e um olhar diferenciado ao complexo mundo dos genes. Ao armazenar os dados pesquisados, facilita a leitura, a interpretação e elucidação de questões biomédicas complexas.

Principais aplicações da Bioinformática

  • Armazenamento, análise, processamento de sequências biológicas (DNA/RNA);
  • Manuseamento e organização de bases de dados biológicas;
  • Extração de informações para conhecimentos úteis a partir de sequências biológicas, também conhecido Data Mining – identificação de genes – anotação de genomas – previsão da estrutura e da função de biomoléculas, etc;
  • Modelação de processos metabólicos e regulatórios de tecidos de celulares, de organismos e ao nível celular modelação e simulação de processos biológicos;
  • Alinhamentos de sequências e estruturas – resolução de problemas complexos de otimização – agrupamento de genes pela sua expressão – inferência de árvores filogenéticas e identificação de padrões.

Curso superior de tecnologia em Bioinformática

Por ser uma profissão recente, o curso Bioinformática ainda é pouco ofertado nas faculdades brasileiras. Com duração de dois anos e meio, a graduação é oferecida em nível tecnólogo

A profissão é multidisciplinar e a graduação segue o mesmo modelo. O estudante tem contato com disciplinas de exatas, biológicas e até de negócios. Durante o curso, o aluno aprenderá a identificar, compilar, analisar e comunicar dados biológicos complexos para iniciativas em áreas da saúde. 

Além do meio ambiente, indústria, educação e agropecuária, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e inovações no país.

Além das aulas teóricas, o curso oferece diversas atividades práticas por meio de aulas em laboratórios, atividades de estágio ou projetos. O objetivo é que cada aluno tenha conhecimento suficiente para integrar a parte teórica da prática.

Curso multi e interdisciplinar: o que você vai estudar

Como dito anteriormente, o curso Bioinformática é multidisciplinar. Por se tratar de um assunto voltado à biologia, as principais disciplinas oferecidas durante o curso são biociências, informática e ciências exatas. Entretanto por se tratar de uma profissão inovadora, o aluno também tem acesso à aulas de marketing e empreendedorismo.

Assim, quem opta por fazer este curso tem que gostar de inovação e ter habilidades múltiplas para que o curso seja aproveitado de forma integral. Confira outras matérias oferecidas no curso:

  • Biologia Molecular;
  • Probabilidade e Estatística;
  • Big Data;
  • Gestão de Marketing;
  • Nanotecnologia;
  • Algoritmo e Estruturas de Dados;
  • Anatomia Humana;
  • Data Preparation;
  • Gestão de Projetos;
  • Segurança de Dados;
  • Modelagem de Sistemas;
  • Empreendedorismo e Inovação.

O que faz um bioinformata

O bioinformata faz uso de conhecimentos computacionais e biológicos para gerenciar grandes bancos de dados utilizados por pesquisadores e cientistas. Além de dominar o Big Data, o profissional ainda pode desenvolver sistemas e programas inovadores que facilitem diagnósticos e leituras de genomas.

É importante que o bioinformata tenha profundo conhecimento em biologia já que seu trabalho necessita entender a linguagem biológica. O profissional tem que ser capaz de prognosticar estruturas e resultados, entender de  metabolismo de células, árvores evolutivas e descobrir funções de sequências de DNA.

Ele agrega conhecimentos das biociências, informática e ciências exatas. Tudo isso para analisar e diagnosticar de acordo com dados médicos e biológicos. Como a quantidade de dados é enorme cabe ao bioinformata processar e analisar as informações. O objetivo é para que seja possível fazer a comparação das informações geradas no laboratório com os inúmeros bancos de dados que existem. 

Outro setor que o bioinformata pode atuar é o de consultorias. Ele fornece assessoria a empresas para definir as ferramentas necessárias de bioinformática em projetos e o tipo de programação para desenvolver sistemas e scripts.

Áreas de atuação do Bioinformata

Por se tratar de uma área multidisciplinar, o bioinformata pode atuar em diversas áreas, como saúde, meio ambiente e agropecuária. Confira os setores e funções que o profissional pode trabalhar:

  • Saúde – hospitais, clínicas e laboratórios com foco em diagnósticos de doenças e indicação de tratamentos;
  • Indústrias – farmacêuticas, agropecuárias, petroquímicas, etc;
  • Meio ambiente – desenvolvimento de biocombustíveis e  inovações genéticas em prol da agricultura;
  • Pesquisa – em centro tecnológicos com desenvolvimento de programas de análises biológicas, entre outros.

O bioinformata pode ainda atuar na área acadêmica, como professor e/ou pesquisador no intuito de gerenciar e comandar estudos e pesquisas nos laboratórios das universidades.

A bioinformática é um setor que está em constante evolução por conta dos avanços tecnológicos, por isso é uma profissão promissora que tende a ter mais campos de atuação já nos próximos anos.

Atualmente se vê cada vez mais empresas criando setores voltados à análises de dados e novas iniciativas. Então, prepare-se que novas oportunidades só tendem a aumentar.

Leia mais: Profissões promissoras na indústria: quais são e onde estão

Perfil do Bioinformata

Para quem tem interesse em trabalhar nessa área precisa-se de conhecimento em tecnologia da informação, mas também em ciências biológicas.

É necessário ter conhecimento em métodos computacionais, estatísticos e matemáticos para que sejam organizados em bancos de dados. Mas para isso há de se entender a linguagem biológica para que as traduções sejam feitas de forma correta e o diálogo com pesquisadores e cientistas seja facilitado.

Sendo assim, além do curso em nível tecnólogo, esse profissional precisa ter especializações na área e estar em constante atualização.

Aposte na área de Bioinformática

Agora você já sabe como ser um bioinformata. É hora de buscar mais informações sobre as áreas tecnológicas para atuar neste ramo tão importante da ciência.

Por isso, confira no nosso blog outras dicas sobre graduações na área de tecnologia que podem te ajudar a se tornar um bom profissional na área de bioinformática e mais diversas áreas tecnológicas.

Por lá, você encontra conteúdos atualizados para decidir qual carreira seguir e como se tornar um grande profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui