como é o curso de design

Saiba tudo sobre o curso de Design Gráfico!

Você está pensando em cursar Design Gráfico na graduação? Então este artigo é para você. Aqui você vai ler e saber como é o curso de Design, assim como, sobre o mercado de trabalho e a profissão.

O designer gráfico é um profissional que lida muito com a comunicação visual. Se você tem facilidade em se expressar dessa forma, talvez seja o curso para você!

Mas no que trabalha o designer gráfico? Tudo que envolva criar imagens para transmitir uma ideia, vender um serviço ou produto. Isso significa que todos os setores da economia empregam designers gráficos.

De fato, o curso proporciona uma grande empregabilidade. Pense por exemplo, que toda empresa de médio porte precisa de alguém para desenhar sua marca. Além disso, uma formação superior no design gráfico, combinada com especializações e outros cursos pode abrir ainda mais portas.

Ficou interessado? Então siga a leitura!

Leia mais: Design de Moda: entenda o que é preciso para seguir essa profissão

O que é Design?

Começando pelo começo. Design significa “desenho”, mas ele tem um sentido mais amplo quando fala da profissão. Aqui design significa pensar a solução de problemas na hora de conceber os produtos. Em geral, está relacionado a fazer mercadorias e serviços melhores, mais vendáveis, atendendo tanto ao público quanto às empresas.

Existem diversos tipos de design, que tratam de aspectos diferentes da atividade, como o de moda ou de produção. Aqui vamos falar do gráfico, que foca na comunicação visual.

Como é o curso de Design Gráfico?

Este curso é muito prático, pois envolve o planejamento de ideias e também na sua concretização. Você vai desenhar identidade visual de empresas, assim como criar embalagens entre outros exercícios. Tudo isso treinando para o futuro profissional.

Devido a esse caráter prático, se prepare para bastante atividades. Você vai precisar também ter o domínio de alguns programas de computador. No entanto, é preciso salientar que há algumas matérias mais teóricas no curso. Consequentemente, existe também uma carga de leitura.

Como Bacharelado, o curso de Design tem duração de quatro ou cinco anos, dependendo da instituição. Ele tem uma formação mais generalista, mais matérias teóricas e de contexto. Ideal para quem tem mais tempo e dinheiro para investir em uma formação mais completa.

Há também o curso de Design como Tecnólogo, que tem duração de dois anos. O Tecnólogo tem foco nas necessidades do mercado de trabalho. É uma formação mais rápida, ideal para quem precisa trabalhar cedo.

Confira a seguir algumas das disciplinas que você pode encontrar como estudante de design. Os nomes variam bastante, mas esses aqui vão dar uma noção sobre o que será estudado ao longo do curso.

  • História da Arte;
  • Tipografia;
  • História do Design;
  • História das Artes e de Suas Técnicas;
  • Produção Gráfica;
  • Projeto e Engenharia do Produto;
  • Teorias do Signo;
  • Gestão de Marcas;
  • Projeto de produto;
  • Design de Embalagem;
  • Design, Ambiente e Sustentabilidade;
  • Projeto de Arquitetura;
  • Legislação, normas e ética profissional;
  • Gestão de Projetos em Design;
  • Práticas Audiovisuais.

Dependendo da universidade, você pode precisar fazer um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Além disso, é possível que você tenha de fazer um estágio. Nenhum dos dois é obrigatório, há faculdades que não cobram.

Curso de Design Gráfico EAD

Desde que seja reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), um curso de Design Gráfico à Distância vale tanto quanto um presencial. Você pode pensar: então para que sair de casa? Bastante gente pensa assim e é, realmente, uma opção viável.

Porém, é importante prestar atenção na qualidade do curso. Afinal, você não quer piorar a própria formação, né? Nós temos um texto que ajuda a escolher.

Qual o perfil do designer gráfico?

O designer gráfico é o profissional que tem como função criar um desenho ou uma arte para comunicar uma ideia ou uma mensagem. Ele é o responsável por criar um visual de acordo com uma demanda específica, que leve a mensagem desejada para o público alvo indicado.

Para isso, ele deve estar sempre atualizado acerca das tendências de mercado, ferramentas e programas que são lançados e atualizados frequentemente. 

O designer gráfico deve gostar de arte, de desenhar e de composições artísticas. É interessante saber sobre história da arte, acompanhar artistas em busca de inspiração.

Além disso, deve ter senso de estética e amar tecnologia, pois a base de sua produção são os softwares de criação e desenvolvimento.

O que faz um Designer Gráfico?

Existem muitas áreas para a atuação do designer gráfico. Quanto mais competitivo fica o mercado, mais importante é que, além de cumprir a função e serem baratos, os produtos sejam bonitos. Assim, você será o profissional que abastece o mercado de imagens úteis para consumidores e empresas.

Você irá criar a identidade visual, produtos e serviços. Essa atividade às vezes mobiliza equipes inteiras de designers, pois não é tão simples como rabiscar uma logo.

Envolve pensar, criar e depois executar a ideia. Por exemplo: pensar o material de papelaria, como papel timbrado e bottoms, criar site, além do material gráfico no próprio produto. As redes sociais, no entanto, são o setor que mais está bombando.

Além disso, você pode também trabalhar com animação, criação de layouts para jogos, sites, vídeos, filmes, apresentações, entre outros. Quem produz as vinhetas e propagandas publicitárias na TV também é o designer gráfico. Afinal, para todas essas áreas, a comunicação visual é necessária.

Como o próprio nome da profissão sugere, outra área de atuação é a produção de material impresso. Ou seja: a idealização e criação de layout envolvendo formato, cores, disposição de imagens e textos para livros, jornais, revistas, folderes, panfletos, flyers, catálogo de produtos e serviços, entre outros.

Por fim, podemos citar o desenvolvimento de protótipos de produtos, como joias, móveis, eletrodomésticos, objetos de decoração, vestuário, embalagens. Essas são só algumas das atividades que um designer gráfico pode cumprir.

Mercado de trabalho

Sua presença nas empresas é muito requisitada, pois um bom planejamento e uma boa produção gráfica podem alavancar as vendas de uma empresa e torná-la conhecida no mercado em que atua e também mundialmente.

Além de empresas variadas que queiram ter um designer gráfico dedicado “full time” em seu ramo de negócio (como por exemplo, um grupo automobilístico ou indústria de alimentos), ele pode atuar também em empresas específicas do design.

Nesse caso, são organizações como gráficas, empresas de marketing impresso e online, indústria de embalagens, editoras, agências de publicidade e emissoras de TV. Todas elas desenvolvem projetos de criação variados para outras empresas.

O designer gráfico também pode optar por trabalhar como autônomo (freelancer) e buscar seus próprios clientes. Uma possibilidade é criar sua própria empresa, ou abrir um MEI (Microempreendedor Individual).

De forma geral, é possível dizer que a empregabilidade é boa, apesar de difícil no início. Fazer um estágio durante o tecnólogo ou graduação é sim uma boa jogada. Você vai trabalhar frequentemente com marketeiros e publicitários, então é bom buscar formação nessas áreas.

Quanto ganha um Designer Gráfico?

A média salarial em 2021 para o tecnólogo em Design Gráfico é de cerca de R$2.926, segundo o portal Salários com dados do Novo Caged. O piso é de R$2.000 com teto em R$6.962. Como as formas de contratação variam e a prestação de serviço como autônomo é comum na área da comunicação, a remuneração varia bastante.

Cursos de especialização, MBA’s e a fluência em inglês ou outra língua de interesse da empresa contratante mostram-se como fatores importantes para um aumento na média salarial, o qual pode chegar até 90%.

O domínio de uma gama maior de softwares de criação também são requisitos diferenciados por parte do profissional na hora de uma entrevista de emprego. Assim, quanto mais ferramentas você souber utilizar, melhores suas chances de trabalhos e também de um “upgrade” no salário do fim do mês.

Além disso, saber programar pode ser um diferencial. Isso porque frequentemente você terá de lidar com problemas dessa área quando estiver, por exemplo, desenvolvendo sites.

Cargos de analista, supervisor, coordenador e gerente terão seus acréscimos, tal qual suas responsabilidades, que podem chegar a uma média salarial de R$ 8.000 mensais, segundo sites especializados.

Leia mais: Ilustrador: qual a formação necessária para esse profissional?

Sei tudo sobre o curso de Designer Gráfico, e agora?

E aí, descobriu se o curso de Design Gráfico é o que você quer fazer? Veja também o nosso post sobre quais são os principais cursos na área do design. Escolher o curso certo na área irá te poupar tempo e dinheiro.

Se você já optou pelo curso, talvez seja hora de começar a pensar o próximo passo. Isto é: começar a escolher a instituição.

Como você mesmo leu nesse artigo, é importante continuar a sua formação. Isso é o que pode garantir a conquista dos melhores postos no mercado de trabalho. Continue a acompanhar nosso blog, para mais dicas sobre educação e mercado de trabalho.

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *