Você sabia que o agronegócio é um dos ramos que mais cresce no Brasil e no mundo? Por conta disso, muitos são os recursos dispensados para essa área tão importante para o nosso país. Um deles é o investimento em cursos especializados que visam a melhoria da produção agrícola, que vão muito além da agronomia. Um exemplo disso é curso de Irrigação e Drenagem. Neste post, você vai conhecer mais sobre o curso e porque ele é tão essencial para qualificar a produção agrícola.

Há uma previsão feita pela Agência Nacional de Água (ANA) que até o ano de 2030 cerca de 10 milhões de hectares do território brasileiro serão irrigados por conta do agronegócio. E, para que essa irrigação seja feita de forma correta, sustentável e eficiente, se faz necessário um profissional especializado em irrigação e drenagem.

A importância da profissão de irrigação e drenagem para a produção agrícola é dar conta desse crescimento da necessidade de recursos referentes à irrigação no agronegócio, feito com conhecimento e competência. É um curso que lida com questões importantes do meio ambiente.

Quer saber mais sobre o curso e o mercado de trabalho na área? Esse post é para você.

O que é e para que serve a irrigação?

Irrigação é uma técnica antiga que foi desenvolvida cerca de 500 anos a.C. Ela utiliza o fornecimento controlado da água para as plantas. Essa quantidade deve ser estudada para que seja aplicada no momento certo e adequada para o tipo de plantação para assegurar sua produtividade e sobrevivência.

A irrigação pode ser feita de diversas maneiras. Estas podem ser definidas por fatores como o tipo de terreno, de solo ou tipo de plantação. Até a quantidade de água disponível influencia o tipo de irrigação que será feito. Alguns exemplos são: por gravidade, ou escorrimento; por submersão em terrenos planos ou por gota a gota.

A irrigação serve para que se tenha um ganho de produtividade da agricultura, já que a população mundial só cresce e precisa ser alimentada. Ela deve ser feita de forma consciente, também pensando nos impactos ambientais que poderá causar.

Leia mais: Como é o curso e o mercado de trabalho em gestão ambiental

Importância da irrigação na produção agrícola

A produção agrícola em média e larga escala praticamente tem como obrigatório o controle da irrigação. Ela permite melhorar os resultados da produção.

Para fazer uma boa irrigação, deve-se levar em conta o clima do local, o tipo de solo e o tipo de plantio. Assim, pode-se definir melhor o tipo de irrigação que será feito, conforme mencionamos.

Através da irrigação, é possível o plantio no ano todo, podendo não levar em consideração épocas de chuva. Dessa maneira pode-se garantir a produção em qualquer época do ano. Os agricultores conseguem, então, cultivar em diferentes épocas, tendo a possibilidade de colheitas na entressafra.

Como é o Curso de Irrigação e Drenagem?

O curso de Irrigação e Drenagem é um curso de nível superior, do tipo tecnológico, com duração média de 3 a 3,5 anos. A forma de ingresso é pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) e é necessário ter concluído o ensino médio. O curso é integral.

Confira a grade curricular do Curso de Irrigação e Drenagem:

Grade Curricular do Curso de Irrigação e Drenagem

Como exemplo da grade curricular, temos o curso oferecido gratuitamente pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), na cidade de Sobral. O instituto nasceu da integração do Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (CEFETCE) com as Escolas Agrotécnicas Federais de Crato de Iguatu.

O curso tem duração de 7 períodos, ou seja, 3 anos e meio, e oferece 35 vagas por semestre. Segue a grade:

  • 1º Período: Cálculo; Física Aplicada; Biologia Aplicada; Química Aplicada; Informática; Inglês Instrumental e Introdução à Tecnologia.
  • 2º Período: Desenho Básico e Topográfico; Estatística; Metodologia do Trabalho Científico; Hidráulica e Hidrotécnica; Gênese e Física do Solo e Meteorologia Aplicada à Irrigação.
  • 3º Período: Topografia; Informática Aplicada ao CAD; Salinidade do Solo e Qualidade da Água para Irrigação; Hidrologia Aplicada; Ecologia Aplicada; Química e Fertilidade do Solo e Relação Água-Solo-Planta.
  • 4º Período: Fitossanidade; Mecanização Agrícola; Irrigação por Superfície; Irrigação por Aspersão; Irrigação Localizada; Drenagem Agrícola e Higiene e Segurança do Trabalho.
  • 5º Período: Legislação e Gestão de Recursos Hídricos; Operação e Manutenção de Sistemas Irrigados; Manejo de Culturas Anuais Irrigadas; Manejo, Controle e Avaliação de Sistemas de Irrigação; Quimigação e Projetos de Irrigação e Drenagem.
  • 6º Período: Empreendedorismo e Gestão Empresarial; Conservação de Solo, Água e Energia; Administração Rural; Obras Hidráulicas; Manejo de Fruteiras; Sociologia e Extensão Rural e Informática Aplicada à Irrigação. Como disciplina optativa nessa fase, é possível cursar Libras – Língua Brasileira de Sinais.
  • 7º Período: Neste período, o estudante realiza seu estágio e pode cursar outras optativas. São elas: Cooperativismo; Agricultura Orgânica e Polinização Dirigida.

Atividades do tecnólogo em Irrigação e Drenagem

Quem faz o curso de Irrigação e Drenagem pode trabalhar com análise de alterações físico-químicas que a água provoca no solo e as necessidades das plantações. O tecnólogo terá capacidade para fazer projetos de irrigação, avaliação do solo, levantamento topográfico e orientar a utilização de produtos químicos.

Também define a distribuição de água, construção de canais e instalação de bombas. Preocupa-se com a influência do seu trabalho em relação ao meio ambiente. Também controla a utilização de fertilizantes nas plantações.

Deve estar atento às novas tecnologias, ou até criando-as, para o uso racional da água.

Faz implantação de culturas, preparação das áreas para serem irrigadas, elabora projetos de contenção e represamento. Também faz avaliação de desempenho de sistemas, máquinas e equipamentos de irrigação.

Leia mais: Estiagem e crise geram oportunidades na Engenharia Hídrica

Mercado de trabalho para quem faz o curso de Irrigação e Drenagem

O mercado de trabalho normalmente é voltado para a produção agrícola de grande e médio porte. Ou então para empresas que trabalham com o ramo de irrigação, seja vendendo produtos ou oferecendo serviços.

Com a irregularidade das chuvas no Brasil, o mercado para que faz o curso de Irrigação e Drenagem está crescendo e se tornando mais necessário. Os fazendeiros tem procurado cada vez mais esses especialistas para auxiliarem também no uso racional da água em suas propriedades.

Goiás é considerado hoje, o estado que mais necessita deste profissional por ser o estado mais irrigado do país. Outros estados que também tem essa demanda são: Roraima, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Bahia e Ceará. Já no Sul e Sudeste, as buscas por esse profissional acontecem mais em indústrias ou fabricantes e revendedores de produtos de sistemas de irrigação.

Onde cursar Irrigação e Drenagem

Ainda são poucas as instituições que oferecem o curso de Irrigação e Drenagem. Temos aqui dois institutos no estado do Ceará:

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Sobral (CE) – gratuito;
  • Instituto Centro de Ensino Tecnológico (CENTEC), em Fortaleza (CE) – gratuito.

Quanto ganha um Tecnólogo em Irrigação e Drenagem?

Segundo o site Educa Mais Brasil, o tecnólogo em Irrigação e Drenagem ganha no início de carreira, como trainee, em uma empresa pequena, um salário de R$ 2.506,53. Já como master em uma empresa de grande porte, o salário médio é de R$ 3.620,98. As informações foram retiradas do Site Nacional de Empregos (SINE).

Já no site Trabalha Brasil, os salários variam de R$ 1.916,44 para trainee em empresa pequena e R$ 7.907,19 para master em uma empresa de grande porte.

Curso de Irrigação e Drenagem x Engenharia Agrícola

O curso de Irrigação e Drenagem é de nível tecnológico, enquanto o de Engenharia Agrícola é bacharelado. Só isso já é uma grande diferença pois os cursos tecnológicos tem uma ênfase maior no mercado de trabalho e tem duração mais curta.

No curso de Engenharia Agrícola, o profissional é preparado para gerenciar processos das áreas de agropecuária, levando em conta questões socioeconômicas e ambientais, além do conhecimento geral da engenharia. Projeta técnicas e equipamentos  e implementa métodos de armazenagem.

Já o tecnólogo de Irrigação e Drenagem tem como foco maior de trabalho a assistência ao plantio e suas necessidades. O profissional de irrigação e drenagem e o engenheiro agrícola costumam trabalhar em parceria.

Se interessou pelo curso de Irrigação e Drenagem? Saiba mais sobre outros cursos relacionados à agricultura e outros assuntos no nosso blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui