Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!

Curso de libras: saiba tudo sobre a graduação e o campo de trabalho

No dia 24 de abril de 2002 foi sancionada a Lei nº 10.436, que reconhece e oficializa Libras (Língua Brasileira de Sinais) como um meio oficial de comunicação e expressão no Brasil. Essa lei é um marco no país não apenas para trazer mais inclusão aos surdos. Mas também por obrigar a presença de um intérprete em setores públicos, garantindo, assim, direitos aos surdos. Desde então, o curso de Libras ganhou muita visibilidade e a demanda por intérpretes aumentou. Saiba como funciona essa graduação e o campo de trabalho.

A partir de 2010, a Libras tornou-se uma profissão protegida por lei e reconhecida como tradutor e intérprete de libras. Portanto, fazer um curso de Libras pode fazer de você um profissional dessa língua. Com a nobre missão de fornecer comunicação a quem desconhece como funciona a língua de sinais. Ou ainda ensinar essa importante forma de expressão da cultura surda.

Se você deseja saber como é o curso de Libras, leia esse texto até o final e descubra tudo sobre a profissão de tradutor e intérprete em Libras.

Leia mais: Os melhores aplicativos para aprender Libras

Bolsa de Estudos
👉 A 1ª mensalidade da sua graduação a partir de R$ 59? Só a Anhanguera para oferecer um Vale Educação com esse desconto.

Como é o curso de Libras

O curso de Libras é como qualquer outro curso de língua oral. A diferença é que a comunicação é estabelecida por meio de sinais gestuais. São realizados com as mãos no espaço determinado pelo corpo e pela visão. O curso de graduação pode ser encontrado nas modalidades de bacharelado ou licenciatura.

Vale lembrar ainda, que a disciplina de Libras é obrigatória a qualquer curso de graduação em licenciatura. O que garante um melhor preparo ao professor que, possivelmente irá se deparar com alunos surdos e necessitará conhecer pelo menos o básico da comunicação em Libras.

Lembrando ainda que, embora, ele tenha o apoio de um profissional intérprete dedicado aos alunos surdos na rede pública de ensino, é necessário aprender Libras na graduação.

Além de poder escolher qual diplomação o aluno quer ter, também é possível encontrar o curso de Libras nas modalidades presencial ou a distância de ensino. O que pode garantir maior flexibilidade na hora de estudar e se graduar.

Além disso, é importante ressaltar que o tempo de formação na graduação dura em média 4 anos. Para quem optar pelo diploma de bacharel deverá fazer estágio e quem optar pela licenciatura deverá fazer o estágio de docência, que consiste na prática de ensinar.

Para garantir uma formação sólida no curso de Libras, o aluno aprenderá diversas disciplinas que contemplam a forma de se expressar e se comunicar através de sinais. Além disso, é esperado que o aluno consiga trabalhar nos mais diversificados contextos sociais, de maneira que a comunicação seja acessível a todos.

Portanto, é fundamental ter disciplinas que ensinem o aluno a dar conta de todo o contexto comunicativo, de modo que seja um profissional plenamente capacitado.

As disciplinas da graduação em Libras

É possível dividir a aprendizagem do curso de Libras em três eixos de formação: formação básica, específica e profissional.

Veja a seguir as disciplinas que fazem parte da formação básica:

  • Introdução aos Estudos Linguísticos;
  • Leitura e Produção Textual Acadêmica;
  • Sociolinguística;
  • Fonética e Fonologia;
  • Morfologia;
  • Aquisição da Linguagem;
  • Educação Bilíngue;
  • Sintaxe;
  • Semântica e Pragmática;
  • Metodologia do Trabalho Científico;
  • Análise do Discurso.

Confira as disciplinas de formação específica:

  • Fundamentos da Educação dos Surdos;
  • Libras, I, II e III;
  • Fonética e Fonologia em Libras;
  • Morfologia da Libras;
  • Sintaxe da Libras.

Veja as disciplinas da formação profissional:

  • Estudos da Tradução;
  • Estudos da Interpretação;
  • Interpretação da Língua de Sinais I, II e III;
  • LAB. de Interpretação de Língua Brasileira de Sinais Para Língua Portuguesa I, II e III;
  • Trabalho de Conclusão de Curso I e II;
  • Estágio de Interpretação da Libras em Contexto escolar;
  • Estágio de Interpretação da Libras em Contexto não Escolar.

Como é possível observar, o curso é fundamentado por disciplinas que também fazem parte do curso de Letras. Portanto, se você deseja buscar uma formação complementar, o curso de Libras pode ser uma ótima opção a você, caso seja graduado em Letras.

Pois é possível abater as disciplinas que já foram feitas e obter uma segunda graduação em um tempo menor de formação.

Onde encontrar curso de graduação em Libras

Uma dica válida para procurar uma boa graduação em Libras é a universidade que tem uma boa avaliação do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). Pois esse conceito leva em consideração uma série de critérios, como: desempenho dos alunos e professores, infraestrutura e recursos didático pedagógicos.

Veja a seguir uma lista com universidades bem conceituadas:

  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC).

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é pioneira na criação do curso de Libras no Brasil, em 2006. Desde então, já formou mais de 1000 profissionais. São divididos entre alunos ouvintes e surdos e que possuem ampla atuação no mercado, como: intérpretes, tradutores e professores em Letras-Libras.

Desse modo, a UFSC ainda desenvolve parceria com outras instituições, promovendo um ensino democrático e inclusivo. Além disso, ela é um centro de referência para o estudo dessa língua e oferece o curso na modalidade a distância de ensino EAD.

O perfil de um profissional em Libras

Como qualquer profissão, para gostar daquilo que faz, é fundamental ter afinidade com as possíveis áreas de atuação. Quem for trabalhar com Libras não é diferente disso. Sendo assim, é primordial gostar de ensinar, ter paciência e ter ainda curiosidade para aprender uma língua totalmente nova.

É esperado que o tradutor ou intérprete em Libras tenha o domínio da língua estudada. De modo que consiga transmitir todo o conhecimento da cultura e da expressão que são inerentes à língua de sinais. Portanto quem trabalha na área de Libras deverá entender que a linguagem é um fenômeno educacional. É fundamental compreender e ter pleno domínio dos recursos pedagógicos.

Certamente com essas premissas, você será um profissional plenamente capacitado para atuar em qualquer contexto que necessite a comunicação via língua de sinais. E também será plenamente realizado na profissão que escolheu, compreendendo também o nobre papel que cumpre uma língua que é expressar toda a cultura e história de uma comunidade.

Como é o mercado de trabalho para quem se graduou em Libras

O mercado de trabalho pode ser bastante amplo dentro dessa área. É possível trabalhar tanto no setor público, quanto no setor privado ou ainda na área da educação, tradução ou interpretação. Isso vai depender muito qual é a sua afinidade e qual direcionamento o curso de Libras proporcionou a você.

O fato é que ao trabalhar com Libras, você prestará um nobre serviço de inclusão e isso farpa de você um profissional com um grau de humanidade bastante elevado.

Outras formas de aprender Libras

Caso você não tenha interesse em se tornar um profissional nessa área, atualmente é possível aprender a língua de sinais de diversas maneiras. Você pode buscar aplicativos para a prender Libras! Além disso, fazer parte de uma comunidade de surdos que tenha um intérprete. Isso fará com que você aprenda a língua em contato.

Além disso, você pode procurar cursos online, aulas no YouTube ou até mesmo grupos de estudo ou projetos de extensão na faculdade.

Ao fazer isso e começar a praticar uma nova língua, essa prática levará você a outros caminhos e possibilitará conhecer pessoas interessantes. Para isso, basta tomar a iniciativa de começar a estudar e adquirir fluência em Libras.

Conclusão

Agora que você sabe mais sobre o curso de Libras e pode perceber como é interessante e nobre a profissão de intérprete, tradutor ou professor. Certamente ficou mais fácil de visualizar essa formação como uma profissão em potencial, que fará de você alguém mais comunicativo e também um profissional bilíngue, com proficiência em duas línguas.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *