Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!
curso de ourives

Curso de ourives: o que estuda e como é o mercado?

Nos últimos anos, o mercado de joias personalizadas ganhou notoriedade no Brasil. Com preços mais acessíveis e ampla divulgação, essas peças começaram a fazer parte da vida de muitos consumidores. Por outro lado, faltam no mercado profissionais qualificados para trabalhar com os materiais que serão transformados em joias: os ouvires. Mas, para isso, há o curso de ourives.

Em resumo, a profissão de ourives requer habilidade, técnica e muita criatividade. Características que podem muito bem ser aprimoradas através de um bom curso de ourives.

Mas como se tornar um ourives e poder aproveitar as oportunidades dessa profissão? Neste artigo, conheça mais sobre como é essa profissão, o mercado de trabalho e como é um curso de ourives.

Leia também: Design de joias e ourives são a mesma profissão?

Bolsa ENEM
👉 Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR Estácio que está chegando com 70%* de desconto em todo curso.

O que faz um ourives?

O ourives é o profissional que possui técnicas de joalheria, ou seja, que fabrica e repara materiais que se transformarão em jóias, bijuterias e lapidações.

Como já citamos na introdução deste artigo, o profissional de ourives precisa ter muita habilidade manual, mas também conhecimento da técnica e sobre os materiais. Tudo isso, acrescido de muita precisão e boa dose de perfeccionismo.

Dentro da fabricação de joias, existem alguns setores, que também podem ser considerados especializações. São eles:

  • Designer de Joias: profissional que idealiza a jóia e é responsável pelo projeto.
  • Ourives: é aquele que realmente executa o projeto. Em algumas situações, o ourives também desenvolve o projeto e até mesmo executa as funções que pertencem aos outros setores.
  • Cravador: profissional responsável por desenhos, acabamentos e também por inserir as pedras em uma joia.
  • Fundador: o profissional responsável pela criação dos moldes em certa.
  • Polidor: profissional responsável pela parte final, o acabamento fino das joias.

Por muitos anos, a profissão de ourives era bastante artesanal, passava de um mestre a um aprendiz. Mas com o crescimento e profissionalização deste mercado, hoje encontramos algumas opções de cursos de ourives. E é sobre esses cursos que vamos ver nas próximas linhas.

Curso de ourives: saiba como é

Não existe uma graduação superior para ourives, mas o mercado oferece diversos cursos técnico profissionalizantes para quem deseja aprender ou se especializar nesta profissão.

O objetivo de um curso de ourives é capacitar os alunos para executar operações de transformação de metais preciosos em joias. E todo esse processo deverá obedecer às normas e procedimentos técnicos de qualidade, segurança, higiene e saúde.

Bolsa ENEM

Você sabia que pode conseguir uma bolsa de até 60% no curso todo na Estácio com a sua nota do ENEM dos últimos 5 anos? Confira aqui o valor da sua bolsa e economize na graduação! 🎓

Os cursos de ourives ensinam os alunos a trabalhar na prática, aprofundando habilidades de manuseio de pinças, equipamentos de alta precisão e maçaricos. Além disso, durante a capacitação, os alunos aprendem os cuidados necessários para trabalhar com metais nobres e pedras preciosas.

Esse curso qualifica os profissionais a produzirem joias artesanais, desenvolvendo também habilidades de laminação de chapas e fios de metal. Tudo isso para a montagem, acabamento das peças e preparação de ligas metálicas.

Leia também: O que é melhor: continuar artesão ou investir na carreira de designer?

Onde fazer um curso de ourives

O curso de ourives costuma ser oferecido em escolas profissionalizantes em todo o Brasil, tanto na modalidade presencial, quanto a distância.

Grande parte desses cursos exige que o aluno tenha finalizado o Ensino Médio para ingressar na capacitação.

Entre as escolas que oferecem o curso de ourives estão:

Senai

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai – é uma das instituições que oferecem o curso de ourives em algumas regiões do Brasil. A escola Senai mais famosa pelo curso de ourives é o CFP Américo René Giannetti, localizado em Belo Horizonte (MG).

Com carga horária de 300 horas, o curso é composto por quatro módulos:

  • Preparação de ligas metálicas;
  • Laminação de chapas e fios de metal;
  • Montagem e acabamento de peças;
  • Desenvolvimento de joias artesanais.

Ateliê Labriola

Já na cidade de São Paulo, o Ateliê Labriola é um dos mais recomendados para quem deseja se tornar um ourives. O Ateliê oferece 3 modalidades do curso de ourives: 

Curso Fundamental:

Voltado para iniciantes, o curso ensina 35 técnicas aplicadas à confecção de 12 peças.

Curso Intermediário:

Curso voltado para o aluno que deseja refinar a execução das peças conforme seu estilo e interesses. Nesta modalidade de curso, o aluno escolhe até 15 peças para aprender e colocar em prática técnicas mais sofisticadas.

Curso Avançado

O módulo avançado é voltado para alunos e ourives que desejam desenvolver projetos especiais. Esse curso oferece técnicas específicas, de acordo com o interesse profissional dos alunos.

Universidade Online de Viçosa

Também em Minas Gerais, a Universidade Online de Viçosa – UOV – oferece o curso a distância de ourives. A capacitação orienta os alunos sobre utensílios e equipamentos necessários para o trabalho, além dos principais procedimentos para a fabricação de joias.

O curso de ourives da UOV é composto por 14 módulos. São eles:

  1. Informações importantes: características gerais; pontos críticos; semijoias; as gemas brasileiras.
  2. O trabalho do ourives: processos de execução; condições de trabalho.
  3. Material usado na produção de joias: materiais; como avaliar pedras; pedras preciosas; produtos químicos.
  4. Infraestrutura: custos.
  5. Equipamentos: equipamentos; maquinário.
  6. Como fundir metais: exercícios do módulo.
  7. Forma de laminar: exercícios do módulo.
  8. Como passar o fio na fieira: exercícios do módulo.
  9. Como preparar as ligas e soldas nobres: soldas; ligas.
  10. Toque: exercícios do módulo.
  11. Como soldar: reparo de joias.
  12. Como montar peças: aliança de casamento, de pérola, de placa, solitário, conjunto de águas marinhas; pingente do conjunto de águas marinhas; brinco do conjunto de águas marinhas.
  13. Como fazer o polimento: exercícios do módulo.
  14. Dicas úteis: como recuperar o lixo da oficina e diminuir perdas; lixo da gaveta; dicas para manter o brilho das joias; exercícios do módulo.

Após a conclusão do curso, o aluno deverá realizar uma avaliação final e se conquistar uma média igual ou superior a 70% receberá o Certificado da Universidade Online de Viçosa.

Como escolher um curso de ourives

Acima listamos três cursos de ourives, mas no Brasil, existem centenas de capacitações, incluindo cursos livres e gratuitos. 

Mas, ao escolher um curso de ourives para se profissionalizar, você deve observar alguns aspectos, como por exemplo:

  • Pesquise a instituição que oferece o curso: confira se a instituição é reconhecida, busque por avaliações e, se possível, converse com ex-alunos.
  • Conheça o corpo docente e confira a capacitação dos professores e suas atuações no mercado.
  • Busque por uma instituição que conceda um certificado.

O setor de ourives é bastante exigente e rigoroso, por isso, todos esses cuidados com sua formação podem ser fundamentais para o seu sucesso na carreira.

Como é o mercado de trabalho para um ourives

Como já dissemos na introdução deste artigo, o mercado de trabalho para ourives está em plena expansão. No Brasil, a procura por joias personalizadas está em alta, assim como a busca por semijoias, que são mais acessíveis e atingem um público ainda maior.

As joalherias são as maiores empregadoras de profissionais de ourives, onde atuam principalmente com pequenos consertos, ajustes, marcação de nomes em alianças, polimentos, entre outros.

A indústria de joias também é uma grande contratante dos ourives, que costumam trabalhar como polidores e cravadores especializados.

Outra opção, e bastante frequente, para profissionais de ourives é atuar como autônomo, seja abrindo um ateliê ou uma oficina e criando jóias e semi-jóias por encomenda ou fazendo ajustes, consertos e polimentos.

De acordo com dados do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o salário médio de um ourives é de R$ 1.543,60 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais. 

E entre as cidades que oferecem as melhores oportunidades para esses profissionais estão: Limeira (SP), São Paulo (SP), São José do Rio Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG).

Agora que você conhece um pouco mais sobre a profissão, as oportunidades de trabalho e como está o mercado, é hora de se preparar para se tornar um ourives profissional.

Por isso, invista em um curso de ourives e garante uma boa formação e as melhores oportunidades do mercado. E não se esqueça: aqui no Vai de Bolsa você encontra todas as informações que precisa para buscar por uma formação profissional de qualidade.

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *