Como reconhecer se o meu EAD é um curso de qualidade?

Como reconhecer se o meu EAD é um curso de qualidade?

Um curso de ensino a distância atrai uma grande quantidade de estudantes por dois motivos principais: a possibilidade de uma capacitação mais econômica e de estudar de forma mais flexível. Em outras palavras, ser dono do próprio ritmo de aprendizagem. No entanto, muitas vezes não é tão evidente se o curso EAD é de qualidade ou não. Diante desse quadro, uma das maneiras para descobrir um curso de qualidade é verificar se ele é reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação).

Confira a seguir como descobrir se a sua faculdade de ensino a distância oferece um curso de qualidade. Vamos orientar você também a identificar se a metodologia adotada pela instituição é madura e aceita pelas avaliações do MEC. Saber se o curso é de qualidade reflete até em como o mercado vai receber seu diploma EAD.

Veja também as implicações que acarretam na sua formação se a instituição não é reconhecida e evite cair em uma cilada. Sabemos que há muitos cursos de qualidade, mas vale a pena ficar atento!

Leia mais: Quais as vantagens de desvantagens de fazer um curso EAD?

Como saber se a minha instituição de ensino oferece um curso de qualidade

Atualmente, com a internet, para saber se você está estudando em um curso de qualidade ou não é cada vez mais fácil. Afinal de contas, bastam alguns cliques e a mágica acontece diante de seus olhos, em apenas alguns instantes de consulta você pode descobrir se vale a pena investir em uma modalidade EAD de formação.

Além disso, o ensino a distância é o que mais cresce no Brasil por diversas vantagens, mas é preciso ter cautela para não jogar fora tempo e dinheiro. Portanto, é fundamental pesquisar sobre os indicadores que mostram a qualidade do ensino superior no Brasil.

Para saber se a instituição de ensino que você estuda é reconhecida pelo Ministério da Educação pode ser feita no próprio local, mas a maneira mais confiável de fazer isso é no próprio site do Mec. Para isso, basta acessar o link e-Mec e realizar os seguintes passos:

  • Procure pela aba “Consulta Avançada”;
  • Após isso, irá aparece alguns campos de preenchimento e na parte “Buscar Por”, selecione a opção de “Instituição de Ensino Superior”;
  • No próximo passo, na parte que diz: “Nome ou Sigla da instituição”, você deverá preencher o nome, sigla ou código correspondente a faculdade que deseja consultar;
  • Logo em seguida, escolha o estado e município;
  • Na parte que diz, “Situação”, selecione a opção “Ativa”;
  • Logo após isso, irá aparecer um código de verificação, digite no campo correspondente e pronto.

Ao seguir esses passos, você terá todas as informações respectivas a instituição e descobrirá se ela é bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC), que serve como um termômetro para descobrir se onde você estuda oferece um curso de qualidade.

Avaliação rigorosa

Vale lembrar que uma faculdade pode existir somente com a liberação do MEC, mas isso não quer dizer que ela seja reconhecida. Para isso, é necessário que ela passe pela avaliação de uma banca rigorosa, que é enviada pelo Ministério da Educação.

Esse processo é realizado mais ou menos três anos após a fundação do curso, que é mais ou menos a metade da formação a qual a primeira turma ingressou ou em outras palavras, quando atinge 50% da carga horária.

Como funciona a avaliação do MEC

Resumidamente, o primeiro passo que um curso precisa dar é buscar o credenciamento no MEC. Após isso,a instituição necessita da autorização desse órgão para poder fundar e oferecer os cursos.

Logo após esses dois passos, o próximo processo é o reconhecimento. Para realizar essa avaliação, são levados em conta diversos recursos que a faculdade dispõe. Veja quais são os critérios avaliados:

  • A organização didático-pedagógica;
  • O corpo docente
  • O corpo técnico-administrativo
  • As instalações físicas

Com o devido reconhecimento do MEC, a instituição poderá emitir diplomas válidos e aceitos em qualquer parte do território nacional, o que lhe garantirá uma futura contratação.

Outra informação importante é saber quem é responsável pela avaliação do ensino superior no país. Ela é feita por uma autarquia ligada ao MEC, que se chama Instituto Anísio Teixeira, também conhecida pela sigla Inep.

Além de ser responsável pela avaliações do ensino superior no Brasil, provavelmente você já teve contato com o Inep ao realizar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), pois esse órgão também é responsável pela administração desse exame.

As notas das instituições

Para as instituições reconhecidas e para saber se um curso é de qualidade, o MEC atribui uma nota, que também pode ser consultada. As notas têm valor de 1 a 5, sendo que 1 e 2 o curso não atende aos requisitos mínimos para que seja reconhecida, ou seja, esse é um grande indicativo de que a qualidade do curso não é satisfatória.

Para o nível satisfatório, a nota atribuída deve ser 3 e para os cursos com nota 4 e 5 são aqueles que superam as expectativas. O que é um ótimo indicador para apontar um curso de qualidade.

Quais são as implicações de fazer um curso não reconhecido pelo MEC

O principal prejuízo que você pode ter em estudar em uma instituição de ensino a distância que não passou pelas etapas avaliativas dos órgãos competentes é justamente a de concluir a graduação sem ter feito um curso de qualidade. Isso certamente prejudicará você na futura carreira profissional.

Além disso, a falta de reconhecimento do MEC, acarreta na impossibilidade de obter o diploma nacionalmente válido, o que também pode comprometer uma futura contratação. Portanto, seu currículo não terá o mesmo peso de uma instituição reconhecida.

Outro fator relevante e é importante saber é que, se você estuda em um curso presencial, se a instituição não for reconhecida, caso você se mude de cidade, também não poderá solicitar a transferência externa. Pois as instituições só aceitam esse processo a partir desse reconhecimento.

Os indicadores de qualidade

Os indicadores de qualidade do MEC são composto por outros três também igualmente importantes, também ligados ao Instituto Anísio Teixeira: O conceito Enade, que é o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes; o CPC, Conceito Preliminar do Curso e o IGC, Índice Geral dos Cursos, que é aquele que o MEC leva em conta para atribuir a nota.

Veja a seguir o que significa cada um:

  • Conceito Enade: Avalia o desempenho dos alunos;
  • CPC: Avalia a qualidade dos cursos, é um pouco mais completo que o Enade e além dos alunos, avalia também o corpo docente. Além das instituições de ensino presenciais, ele avalia também as Ead;
  • IGC: É responsável por avaliar a qualidade geral das faculdades, portanto, é o indicador mais completo de todos. É realizado a cada ano e conta com a média das avaliações dos programas de pós-graduação stricto sensu da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), assim como a distribuição dos alunos entre graduação e pós-graduação.

É possível ver cada um desses indicadores separadamente. Para isso, basta acessar o site do Inep para ter acesso às informações do Enade e procurar pelos respectivos marcadores e preencher os campos específicos com a informação necessária.

Para saber os indicadores do CPC e do IGC, você deve acessar pelo portal do e-mec e realizar o mesmo processo descrito anteriormente. Após isso, aparecerá toda a informação referente a instituição e você poderá conferir se é um curso de qualidade.

Conclusão

Agora que você sabe como descobre se um curso é de qualidade, saiba que é muito importante ficar atento a esses indicadores. Afinal de contas, muita coisa está em jogo na hora de escolher uma instituição de ensino, como: uma boa formação e um currículo valorizado para o mercado de trabalho.

Portanto, não deixe de conferir os portais que são responsáveis pela avaliação do ensino superior e tenha em mente que eles servem como um termômetro para saber se o curso que você escolheu é prestigiado ou não. Vale lembrar que isso pode ser fundamental se você tiver o desejo de seguir na carreira acadêmica.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.