O curso técnico EAD é uma ótima opção para quem quer se preparar para o mercado de trabalho após concluir o Ensino Fundamental, ou seja, do primeiro ao nono ano. São cursos voltados para quem já terminou o antigo “primeiro grau” e quer mergulhar no aprendizado de uma profissão ao mesmo tempo ou logo depois de ter cursado o Ensino Médio – antigo “segundo grau”. 

Por isso, o curso técnico EAD é um curso de nível médio que combina conhecimentos teóricos e práticos, geralmente relacionados a uma profissão específica. Ao contrário da graduação, que tem como foco aprofundar o conhecimento em uma área, o curso técnico é totalmente voltado para o mercado de trabalho.

Portanto, o curso técnico EAD é anterior ao Ensino Superior (ou seja, não equivale à graduação) e pode ser realizado durante o Ensino Médio ou, então, integrado a ele (juntando as disciplinas regulares com as práticas).

No caso do curso técnico EAD, tudo isso é aliado à praticidade do Ensino a Distância ou EAD. Estudar em casa tem grandes vantagens: poder fazer seus próprios horários, não precisar se deslocar até a escola e, até mesmo, pagar valores mais baixos de mensalidade.

O profissional com curso técnico tem mais de 80% de chances de conseguir um emprego. Ou seja, esse tipo de curso é uma ótima alternativa para quem está buscando trabalho de forma rápida, prática e sem grandes investimentos financeiros. 

Em resumo, o curso técnico EAD é ideal para aqueles que desejam começar logo sua carreira profissional. Saiba mais sobre essa modalidade no artigo abaixo! 

Saiba mais: 4 dicas para ter sucesso apenas com o certificado de curso técnico

Como funciona um curso técnico EAD

Quem quiser fazer um curso técnico EAD precisa terminar primeiro o Ensino Fundamental. Ou seja, é necessário ter estudado pelo menos até o nono ano. O curso pode ser feito junto com as três séries do Ensino Médio, depois do Ensino Médio, ou em paralelo. Abaixo trazemos um pouco mais sobre essas opções. 

  • Curso técnico integrado

É um curso que combina o Ensino Médio com o ensino técnico-profissionalizante em um só. Ou seja, além das matérias das três séries do Ensino Médio, o aluno também aprende uma profissão, com conhecimentos práticos relacionados a ela. O curso técnico integrado dura três anos e, ao se formar nesse tipo de curso, o aluno recebe dois certificados: o certificado de conclusão do Ensino Médio e o diploma de técnico. 

  • Curso técnico concomitante

Esse tipo de curso técnico é aquele em que o aluno faz o Ensino Médio em uma escola e o ensino técnico em outra, estudando nas duas em paralelo. Ou seja, o aluno faz duas matrículas em duas escolas diferentes. Ao se formar nos dois cursos, recebe os dois diplomas diferentes, um de cada escola: certificado de conclusão do ensino médio e diploma técnico. A duração desse tipo de curso vai depender do tempo em que o aluno leva para concluir as duas modalidades.

  • Curso técnico subsequente

Nessa modalidade, o aluno precisa ter concluído todo o Ensino Médio. É um curso técnico que se faz depois de ter o certificado do Ensino Médio, com o objetivo de aprender uma profissão específica. Os cursos técnicos subsequentes têm duração de até dois anos e são organizados em módulos. Ao concluir o curso, o aluno ganha o diploma de técnico de nível médio.

Requisitos para ingressar e profissões de nível técnico

Assim como o curso técnico presencial, o curso técnico EAD pode ser realizado por estudantes que tenham completado o Ensino Fundamental. Ele pode ser realizado durante ou depois o Ensino Médio, porém, é necessário que o aluno tenha feito todo o período de três anos do médio para garantir o certificado do técnico.

As profissões de nível técnico estão presentes em vários setores da indústria e da economia brasileiras. O Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, elaborado pelo Ministério da Educação (MEC), organiza os cursos técnicos disponíveis no Brasil em 13 áreas, que chama de “eixos tecnológicos”. Confira: 

  • Ambiente e Saúde
  • Controle e Processos Industriais
  • Desenvolvimento Educacional e Social
  • Gestão e Negócios
  • Informação e Comunicação
  • Infraestrutura
  • Militar
  • Produção Alimentícia
  • Cultural e Design
  • Produção Industrial
  • Recursos Naturais
  • Segurança
  • Turismo, Hospitalidade e Lazer

Diferença entre o curso técnico EAD e o tecnólogo

As principais diferenças entre tecnólogo e curso técnico estão na duração e no foco profissional. 

O tecnólogo é um curso de nível superior que dura de dois a três anos. Ou seja, é uma versão resumida da graduação, com foco no mercado de trabalho. Portanto, ele é válido como um curso de Ensino Superior. Assim, essa formação, assim como a graduação, também possibilita que os alunos diplomados cursem posteriormente uma pós-graduação, MBA, mestrado ou doutorado. 

Já os cursos técnicos são cursos de nível médio que duram de um ano e meio a três anos, oferecendo uma formação rápida e focada em áreas profissionais específicas. Os cursos técnicos podem ser feitos por quem já terminou ou ainda está fazendo o Ensino Médio. Seu conteúdo é bastante específico e geralmente é focado em aspectos práticos.

Saiba mais: Qual a diferença entre curso técnico e tecnólogo?

Reconhecimento pelo MEC

Atualmente existem dezenas de opções de escolas técnicas espalhadas por todo o Brasil com cursos técnicos EAD reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Você pode consultar a lista completa no site do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC)

O Senac oferece cursos técnicos EAD reconhecidos pelo MEC em diversas modalidades: Técnico em Transações Imobiliárias, Técnico em Design de Interiores, Técnico em Administração, Técnico em Recursos Humanos, Técnico em Logística, Técnico em Secretariado, Técnico em Informática para Internet, Técnico em Programação de Jogos Digitais, Técnico em Meio Ambiente, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Guia de Turismo e vários outros.

Vantagens do curso técnico EAD 

Um curso técnico a distância oferece mais flexibilidade para a sua rotina, além de diversas outras vantagens. Confira algumas delas abaixo:

  • Acessar o conteúdo facilmente

Você consegue acessar o conteúdo das suas aulas de onde estiver pela plataforma online da escola técnica. Pode fazer isso de casa, do trabalho, pelo celular. Isso também quer dizer que, além de poder ver e rever suas aulas quantas vezes quiser, você também terá acesso à biblioteca virtual da instituição de ensino, tendo contato direto com o material mais atualizado sobre aquilo que estiver estudando.

  • Recursos práticos e interativos 

Para suprir as necessidades práticas dos cursos técnicos, as escolas costumam disponibilizar jogos e conteúdo interativo para que o aluno tenha um contato maior com aquilo que está aprendendo. Além disso, as instituições em geral também exigem que o estudante compareça algumas vezes ao polo para realizar alguma atividade prática. Esses encontros podem chegar a até quatro vezes mensais. Por esse motivo, não deixe de levar em conta a localidade da instituição escolhida.

  • Economizar com os estudos

O curso técnico EAD, assim como um curso de graduação ou pós-graduação EAD, pode representar uma boa economia. Isso porque as opções de cursos nessa modalidade costumam ser mais em conta do que as presenciais. Além disso, o aluno também economiza com o deslocamento até a escola, refeição e material didático. Importante lembrar que a quantidade de aulas práticas presenciais é reduzida e as matérias são disponibilizadas online.

Gostou do assunto? No blog do Vai de Bolsa você encontra tudo sobre cursos técnicos e outras modalidades de cursos. Por isso, não perca tempo e confira já!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui