Quer se capacitar para entrar no mercado de trabalho ou então mudar de ramo? Escolher entre um dos vários cursos profissionalizantes pode ser a opção para você! Esse tipo de formação abre muitas portas, mesmo que você não tenha uma graduação. Eles ajudam quem precisa se especializar em uma área e começar a trabalhar o quanto antes.

Além disso, muitos cursos profissionalizantes também podem ser cursados por quem não concluiu o ensino médio, o que abrange ainda mais pessoas buscando recolocação profissional.

Ficou com curiosidade para saber mais? Neste artigo, você vai entender em detalhes o que é um curso profissionalizante, quais tipos existem, como escolher o seu e qual a diferença deles para os cursos técnicos. Boa leitura!

O que são os cursos profissionalizantes?

Um curso profissionalizante tem menor duração do que outras modalidades de educação e serve para ensinar funções específicas para o estudante. Ele pode ser feito por quem já está no mercado de trabalho (mas quer se aperfeiçoar, mudar de área ou encontrar emprego depois de um tempo desempregado) ou por jovens começando a carreira. Pode ter menor duração até que um curso técnico, por exemplo. Esse tipo de curso também não costuma ter muitos pré-requisitos, o que facilita bastante o acesso e podem capacitar o aluno para atuar em diversas áreas.

Como são as aulas dos cursos profissionalizantes ?

O curso profissionalizante costuma ter uma duração de até seis meses (ou menos) e, geralmente, tem horários de aula mais flexíveis. Muitos são ofertados à noite, além de utilizarem recursos tecnológicos para manterem o interesse do estudante, o que facilita a participação de quem já trabalha o dia todo.

Além disso, o conteúdo é focado na prática e no mercado de trabalho e o curso não possui trabalho de conclusão (TCC) ou estágio obrigatório.

Diferença entre cursos profissionalizantes e cursos técnicos

Depois de conhecer um pouco sobre os cursos profissionalizantes, muita gente se pergunta qual a diferença deles para os cursos técnicos. De modo geral, os técnicos costumam ser mais longos (de um a dois anos de duração) e exigem mais pré-requisitos (como a conclusão do ensino médio, por exemplo).

Eles também abordam os temas de maneira mais ampla, dando mais opções de atuação para o profissional depois de formato. Da mesma forma, os técnicos também ensinam um pouco mais da teoria por trás da prática, o que pode ser útil para profissões que existem esse tipo de conhecimento.

Por fim, os cursos técnicos tem a obrigação do registro no Ministério da Educação (MEC), diferente dos cursos profissionalizantes, que são enquadrados na categoria de cursos livres e, portanto, não precisam desse tipo de aval.

Mas isso não significa que você não vai ter um certificado ao terminar um curso profissionalizante. A diferença é que os diplomas de cursos técnicos são reconhecidos pelo MEC. Enquanto os outros atestam apenas a conclusão das aulas.

Qual dos dois devo fazer?

Depois de ver as diferenças entre os cursos técnicos e profissionalizantes, muita gente se pergunta “e aí, qual dos dois devo fazer?”. A resposta, obviamente, não vem pronta. Ela varia de acordo com os seus interesses e anseios profissionais.

Por exemplo, se você é uma pessoa desempregada, procurando recolocação rápida, um curso profissionalizante pode ser uma ótima pedida! Além disso, existem diversas instituições conveniadas com o governo federal que oferecem cursos gratuitos. Isso significa que eles são uma opção barata e rápida para encontrar uma nova profissão!

Da mesma forma, eles também servem para jovens que ainda não terminaram o ensino médio, mas já querem começar a se capacitar para o mercado de trabalho.

Ou então para pessoas que não concluíram o ensino formal e, mesmo assim, querem melhorar sua qualificação no trabalho.

E se você já trabalha, mas acredita que pode adquirir novos conhecimentos na sua área, vale também apostar nestes cursos mais curtos. Assim, você não gasta tanto tempo vendo coisas que já sabe e vai direto àquilo que quer aprender!

Mas se você tem disponibilidade para um curso mais longo e procura ter mais opções mais gerais em uma área, o curso técnico também pode ser a opção para você.

Como você viu, ele tem disciplinas mais gerais e consegue dar uma visão mais completa sobre o setor no qual você vai atuar. Sem perder o foco na prática, é claro.

O ponto negativo dos cursos técnicos para muita gente, no entanto, é que muitos possuem TCC e estágios obrigatórios, o que exige ainda mais dedicação fora de sala de aula. Isso pode ser ruim para quem trabalha muito ou precisa cuidar da família.

Vai de cada um avaliar suas possibilidades e fazer o investimento que fizer mais sentido para sua vida!

Cursos profissionalizantes mais procurados no Brasil

Ficou com vontade de fazer um curso profissionalizante mas não sabe em qual área atuar? Trouxemos também algumas das opções mais procuradas no país. Assim, você pode optar pelo curso que faz mais sentido para você. Olha só!

  • Agente de viagens;
  • Ajudante de Laboratório Químico;
  • Assistente Contábil;
  • Assistente de Recursos Humanos;
  • Assistente de Auditoria Ambiental;
  • Assistente de Roteirização de Carga;
  • Almoxarife e Estoquista;
  • Atendimento e Recepção em Hotelaria;
  • Atendente de Farmácia;
  • Atendimento em Bares e Restaurantes;
  • Auxiliar de Cozinha;
  • Auxiliar de Dentista;
  • Auxiliar de Logística;
  • Borracheiro;
  • Cabeleireiro;
  • Confeitaria;
  • Corte e Costura;
  • Confeiteiro;
  • Cozinheiro;
  • Cuidador de Idoso;
  • Florista;
  • Informática básica;
  • Manutenção de computadores;
  • Liderança e Motivação;
  • Marcenaria;
  • Maquiagem;
  • Montador de Móveis;
  • Paisagismo e jardinagem;
  • Pedreiro;
  • Produção de bijuterias;
  • Recreador infantil;
  • Técnicas de manicure e pedicure;
  • Vitrinista;
  • Zelador.

E essas são apenas algumas das opções! Ou seja, você ainda pode encontrar mais cursos livres sendo oferecidos por aí, cada um com uma especialidade diferente.

Onde estudar?

Depois de descobrir como funcionam os cursos profissionalizantes, entender como eles funcionam e ver suas vantagens, você ficou com vontade de ir logo fazer a matrícula? Então preste atenção nas dicas a seguir!

O primeiro passo é descobrir onde existem os melhores cursos profissionalizantes da sua região. Em geral, existem muitas escolas que oferecem esse tipo de capacitação, mas é importante ficar atento para a qualidade das aulas. Afinal, como esse tipo de curso não precisa do aval do MEC, fica mais difícil atestar se a instituição é idônea ou não.

Para isso, busque ver o que estão falando sobre os cursos na internet, visite as instalações da escola e tente procurar por indicações de conhecidos.

Outra forma é procurar pelos cursos oferecidos por instituições já reconhecidas, como Institutos Federais ou escolas do Sistema S (Senai, Senac e Senat, entre outros).

Em muitos casos, esses cursos são gratuitos e oferecidos em parceria com o Governo Federal. Por isso, vale prestar atenção no site das instituições e acompanhar o calendário de abertura de vagas!

Por fim, vale pesquisar mais sobre cursos profissionalizantes online. Com eles, você pode estudar na hora que quiser e puder, sem precisar se preocupar com horários e descolamento até a escola.

No entanto, preste atenção e dê preferência para aqueles que oferecem certificado! Dessa forma, você pode colocá-los no seu currículo e comprovar para um futuro empregador essa capacitação.

Mas é claro, com certificado ou não, o que mais importa são os conhecimentos adquiridos. Então não deixe de estudar aquilo que você gosta e procure continuar evoluindo sempre. Em um mercado tão concorrido, os cursos profissionalizantes se tornaram uma forma de se manter competitivo!

Vai fazer um curso profissionalizante?

Se você ficou com curiosidade, mas não sabe por onde começar, acesse nosso artigo sobre 5 portais de educação que oferecem certificado online! E para encerrar, se você acredita que esse texto pode ajudar alguém, compartilhe nas redes sociais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui