7 dicas para estudar melhor e mandar bem nas provas

7 dicas para estudar melhor e mandar bem nas provas

Passar no vestibular, no concurso público, na prova de recuperação ou gabaritar naquela certificação internacional. Não importa o motivo, é fundamental organizar o tempo e o conteúdo. Para isso, separamos dicas para estudar melhor.

A neurociência explica que você precisa dormir de seis a oito horas por dia. No entanto, mesmo estando descansado, é preciso ter planejamento. Um roteiro de estudos, com datas, matérias para serem revisadas e uma lista de exercícios pode ajudar.

Já os psicólogos e especialistas em estudos, afirmam que você precisa identificar primeiro como se comunica. Você é auditivo, cinestésico ou visual? Além disso, que tal usar os aplicativos gratuitos para saber como aproveitar os estudos? Já ouviu falar na técnica Pomodoro?

Essas e outras dicas para estudar você encontrará ao longo desse texto. Separe a caneta e o papel e vem com a gente. Aliás, essa é outra orientação: prefira o material impresso.

Dicas para estudar melhor

A seguir, apresentamos sete dicas para você melhorar a performance nas provas. Confira:

Mude o ambiente

Ter um espaço organizado para os estudos já é uma ótima solução. Afinal, encontrar tudo sempre no mesmo local e os arquivos separados otimiza o seu tempo. No entanto, ao longo das semanas ou dos meses, você precisa mudar a rotina.

Um psicólogo da UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles), por exemplo, apontou que trocar o local de estudos é bom. Isso aumenta os níveis de retenção de informações e concentração. Então, tenha no seu plano de estudos um dia para estar fora de casa. Mude de cenário. Isso vai deixar o seu cérebro em alerta. Assim, os seus pensamentos podem se organizar de uma forma diferente e melhor.

Entre as dicas para estudar melhor está optar pelos parques. Ao ar livre, em contato com a natureza, sua mente pode relaxar. Então, cada vez que você tirar os olhos dos livros verá algo novo a sua volta. Isso pode dar uma sensação de alegria, o que é ótimo para driblar a necessidade de estudar sozinho, por exemplo.

Plano de estudos

Agora que você aprendeu a mudar de ambiente tem mais dicas para estudar melhor: monte o plano de estudos. Isso mesmo, você precisar estar organizado. Quantos dias você tem até a prova final? Quais horários livres durante a semana? Quantos livros, artigos e resumos você tem para ler? Isso tudo precisa estar registrado e em fácil acesso.

Para isso, você precisa ter metas de estudo. O ExamTime é uma ferramenta gratuita de Cronograma de Estudos. Nela, você poderá inserir todas as suas atividades e o tempo que se dedica a cada uma. No final, conseguirá identificar quanto tempo na semana e no mês está se dedicando a cada matéria.

Nesta ferramenta, você terá espaço para inserir o tempo de cada aula, livros, leitura, exercícios e estudos em geral. Assim, você terá um plano de estudos completo e de fácil entendimento. Aliás, cuidado nesse ponto. Coloque informações simples, pontuais e detalhadas. Afinal, você não quer perder tempo tentando decifrar o que colocou no plano de estudos.

Utilize material impresso

Da ferramenta virtual para o velho papel. É isso mesmo. Entre as dicas para estudar melhor está o material impresso. Tablets e outros meios eletrônicos são ótimos para conveniência e portabilidade. No entanto, pesquisas sugerem que, quando se trata de estudar, os materiais impressos tradicionais ainda têm vantagem.

Primeiro, porque você pode tirar proveito dos estudos. É que sem acesso a internet as chances de você se distrair são menores. Além disso, ter um material físico pode facilitar suas anotações. Até um estudo feito por um professor de psicologia da Universidade de Leicester, na Inglaterra, deu pontos positivos para o papel.

A descoberta é que os alunos precisam de mais repetição para aprender. Sendo assim,  quando leem na tela do computador em comparação a quando consultam apenas material impresso o rendimento é melhor.

Escrever, rabiscar mesmo, ainda é uma ótima maneira de estudar. Esta ação, que parece simples, vai apoiar você na hora de assimilar o conteúdo. É claro, você não deve excluir o material digital. Afinal, ele facilita a rotina, deixa tudo mais organizado e basta um clique para pesquisar um assunto. A questão é usar também o papel na hora de revisar um assunto mais complexo, aquele que você encontra mais dificuldade.

Formas de aprender

Como você aprende? É mais visual, auditivo ou sensorial? Não tem ideia? Então, preste atenção em mais uma das dicas para estudar melhor. Apesar de termos uma experiência completa na vida através dos cinco sentidos, preferimos comunicá-la de forma prática. A questão é que cada pessoa tem uma maneira diferente de fazer isso.

Para saber como estudar bem, você precisa saber qual é a sua maneira. O seu cérebro consegue assimilar, interpretar e enviar informações de uma forma mais simples. Ela pode ser: visual, auditiva ou cinestésica.

A partir do momento que você conhece e consegue identificar qual o seu perfil dominante na interpretação das mensagens recebidas, simplifica sua vida. Assim, você poderá redirecionar os objetivos e o entendimento.

O ideal é sabermos nos comunicar nestes três canais. No entanto, isso nem sempre é possível. Mas para saber qual é a sua melhor maneira de comunicar ou de entender, existem vários testes. Alguns, muito simples e rápidos. Tudo online e gratuito. Vale a pena você investir um tempo para identificar a forma como você aprende. Assim, poderá adaptar o seu formato de estudos antes de sair por aí lendo centenas de páginas.

Aplicativo de estudos

Para quem gosta, a tecnologia pode ajudar. Temos mais dicas para estudar melhor e de uma forma tecnológica. O Aplicativo Pomodoro Challenge funciona como grande um desafio.  Portanto, através do rastreamento de seus hábitos você pode perder ou ganhar pontos. É quase um jogo.

Preenchendo cada um dos campos do aplicativo, você poderá rastrear suas habilidades e desempenho. Você saberá identificar quais são seus pontos fortes e quais são as falhas. Terá o conhecimento, por exemplo, de quais dias da semana e horas do dia você costuma ser mais produtivo. Com isso, vai criar um plano de estudos em longo prazo.

Baseada na técnica Pomodoro, o aplicativo pode auxiliá-lo a administrar melhor o seu tempo e a acompanhar a sua produtividade. Esse método foi criado pelo italiano Francesco Cirillo no final dos anos 80. A primeira dica é que parte do pressuposto que pequenos intervalos entre atividades garantem maior foco durante o trabalho.

Com o aplicativo, você poderá fazer um feedback sobre o próprio rendimento ao longo do tempo. Para aqueles que gostam de desenvolver métodos de gerenciamento de produtividade, é uma ferramenta excepcional.

Dormir é a melhor solução

Pare de estudar horas e horas sem descanso. Provavelmente, você está assimilando pouca coisa. O seu esforço será em vão. De acordo com a neurociência, sua noite de sono precisa ser de seis a oito horas, no mínimo. É o tempo necessário para entrar na fase REM (“Rapid Eye Movement” ou “movimento rápido dos olhos”), quando ocorrem processos fundamentais para a memória.

Dormir é fundamental para deixar o seu cérebro descansado para que você consiga aprender melhor durante o dia. Quando não dormimos bem, temos de dificuldade de atenção e de concentração.

Além disso, evite o consumo de álcool antes de dormir. Afinal, de acordo com a neurociência, a embriaguez dificulta a entrada na fase REM. Então, substitua a cervejinha por mais 10 minutos de estudos antes de dormir. Isso vai ajudar você a fixar o conhecimento. É quase mágica.

Estude com emoção

Para fechar nossa sequência de dicas para estudar melhor, coloque mais emoção nos estudos. Literalmente! A neurociência já comprovou que atrelar emoções na sua matéria pode fazer o seu cérebro recordar melhor o assunto. É uma das recompensas por estudar com alegria.

Ou seja, se você associa certa informação a um sentimento positivo, como a alegria, o seu cérebro será capaz de retomá-la mais facilmente no futuro. Daí a técnica dos professores de cursinho pré-vestibular de contar piada. Afinal, fazer associações engraçadas sobre o conteúdo das aulas é uma ótima maneira de recordar.

Além disso, pratique exercício físico. Os que estimulam o gasto energético são os mais recomendados. Buscar atividade física faz o cérebro funcionar melhor, já que todo o corpo fica mais saudável e bem regulado. Até os processos afetivos, ligados à motivação, podem ser beneficiados com natação, corrida ou caminhada.

Gostou das dicas para estudar melhor? Tem muito mais conteúdo no site Vai de Bolsa. Acesse e confira tudo!