Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!

Você sabe qual a diferença entre a Psicologia e a Psiquiatria?

Estudar a mente humana é um desafio dos mais encantadores e é o foco do trabalho de psicólogos e psiquiatras. Mas você sabe qual a diferença entre Psicologia e Psiquiatria? A principal delas está na formação exigida de cada profissional para exercer essas profissões. Na prática, enquanto o primeiro atua com terapias, o segundo pode prescrever medicamentos. Mas essa confusão, é mais comum do que se imagina. As duas graduações superiores habilitam os profissionais a atuarem no setor de saúde mental e a trabalhar e pesquisar ativamente sobre as questões psíquicas e da mente. Além disso, esses profissionais são capacitados para realizar processos de psicoterapia, com a finalidade de ajudar seus pacientes a lidar com questões e transtornos da mente. Esses são apenas alguns motivos que fazem tantas pessoas confundirem as duas formações profissionais. E por isso que vamos falar sobre a diferença entre Psicologia e Psiquiatria neste post.

Qual a diferença entre a Psicologia e a Psiquiatria?

Como já citado na introdução deste artigo, a principal diferença entre os cursos de Psicologia e Psiquiatria está na formação durante a graduação superior. De forma resumida, podemos dizer que os profissionais graduados em psicologia atuam no tratamento de transtornos psicológicos por meio de terapias. Enquanto os formados em Psiquiatria são graduados em medicina e atuam no tratamento dos transtornos psiquiátricos com a prescrição de medicamentos. Ambos profissionais são capacitados para tratar questões emocionais e mentais e, muitas vezes, trabalham em parceria no tratamento de determinados casos, como por exemplo:
  • Transtornos de ansiedade;
  • Depressão;
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC);
  • E demais síndromes.
Confira agora detalhes importantes sobre a formação de um psicólogo e um psiquiatra.

O que estudar para se tornar um Psiquiatra?

A Psiquiatria é uma das várias especialidades da Medicina. Sendo assim, para se tornar um Psiquiatra é preciso se graduar primeiramente em Medicina. O curso de Medicina tem duração de 6 anos. Nessa etapa o aluno terá contato com disciplinas teóricas e práticas e aprofundará seus estudos sobre doenças, formas de prevenção, sintomas e tratamento. Além, é claro de atuar dentro de hospitais sob a supervisão e orientações de médicos que já atuam na área. Finalizado os seis anos de graduação, chega o momento do profissional optar por uma especialização. E é neste momento que o aluno pode optar por se especializar em Psiquiatria. A residência médica em Psiquiatria tem duração de 3 anos e é uma das especialidades mais procuradas no Brasil. De acordo com o estudo Demografia Médica no Brasil, em 2017 a especialização em Psiquiatria foi a 12ª mais procurada. Durante esses 3 anos de residência, o aluno passa por um escopo de trabalho que envolve estudos sobre:
  • Psicofarmacologia;
  • Neuroimagem;
  • Genética.
São mais de 2.880 horas anuais de especialização, que se dividem em etapas de programação didática e treinamentos em serviço;

O que faz um psiquiatra?

Com a graduação em medicina e especialização em Psiquiatria, o profissional está habilitado para realizar diagnósticos completos e avaliações psiquiátricas. Além disso, um psiquiatra também está preparado para:
  • Atuar no desenvolvimento e execução de planos terapêuticos;
  • Instruir pacientes e responsáveis;
  • Adotar a tecnologia para embasar decisões médicas de tratamentos;
  • Executar os procedimentos essenciais da Psiquiatria;
  • Prescrever medicação conforme necessidade do paciente, entre outros.
O psiquiatra tem como objetivo auxiliar na redução de sintomas e promover a melhoria da qualidade de vida de pacientes com transtornos e síndromes psicológicas e psiquiátricas. Um tratamento com psiquiatra tem durações que podem variar de curto, médio e longo prazo e não podem ser abandonados sem uma orientação correta.

Quanto ganha um psiquiatra?

As especialidades dentro da Medicina não possuem um piso salarial estabelecido. No entanto, uma pesquisa realizada pelo site de empregos Catho aponta que, em média um psiquiatra possui um salário médio de R$ 8.550. É claro que esse salário pode variar conforme a experiência profissional do psiquiatra e a localidade onde vai atuar. Em alguns casos, essa remuneração pode ultrapassar os R$15 mil/mês. Já a pesquisa realizada pelo Banco Nacional de Empregos (BNE) aponta que o salário inicial de um psiquiatra é em média de R$ 5.500, e chegando a R$ 22 mil. É importante ressaltar que grande parte dos psiquiatras possuem mais de uma fonte de renda. Ou seja, além de atuarem em hospitais e clínicas, também costumam ter um consultório próprio ou dar aulas em Instituições de Ensino.

O que estudar para se tornar um Psicólogo?

O curso de Psicologia é uma formação superior que está em alta. A graduação tem duração de 5 anos e oferece as habilitações de licenciatura e bacharelado. Enquanto a licenciatura prepara o profissional para atuar na área educacional. O bacharelado capacita o aluno a atuar no atendimento à população na área da saúde mental e no tratamento de doenças e distúrbios emocionais, mentais e de personalidade. O curso possui, em sua maioria, disciplinas teóricas que abordam diversas correntes da Psicologia. Além disso, durante o curso de Psicologia, o aluno estuda o desenvolvimento psicológico na infância, adolescência, vida adulta e velhice. Outra parte importante do curso está relacionada ao estudo de doenças e distúrbios mentais e técnicas e processos para prevenção e tratamento dessas patologias. Para se graduar em Psicologia o aluno precisa ainda de realizar um estágio supervisionado obrigatório e um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). É importante lembrar que para atuar como psicólogo, o profissional precisa se registrar no Conselho Regional de Psicologia. E é essa instituição que oferecerá apoio aos profissionais da área.

O que faz um psicólogo?

Cabe ao psicólogo estudar e analisar os diversos fenômenos psíquicos e comportamentais dos indivíduos. Esse profissional costuma trabalhar com as emoções, os pensamentos e os valores de seus pacientes. E é com base neste trabalho que o psicólogo se torna capaz de diagnosticar, prevenir e tratar doenças psicológicas, que pode ser:
  • Doenças mentais;
  • Distúrbios emocionais;
  • Distúrbios de personalidade.
Ao tratar um paciente, o psicólogo deverá observar seu comportamento, atitudes, sentimentos e mecanismos mentais. Com isso, terá base para que possa auxiliar na identificação dos problemas e auxiliar na cura ou melhorias no quadro dos indivíduos em tratamento. É importante deixar claro que a atuação de um psicólogo vai muito além de um consultório. Esse profissional pode atuar em diversos ambientes corporativas e outros setores da área de saúde e bem-estar.

Quanto ganha um psicólogo?

Assim como acontece com a  maior parte dos profissionais, o salário de um psicólogo varia conforme sua área de atuação, experiência e local de atuação. De acordo com o site Guia de Carreira, um psicólogo que atua na área clínica ganha de  R$ R$ 2.377 a R$ 4.800. Já o salário de um psicólogo social é, em média, R$ 2 mil. Enquanto um psicólogo que atua na área de recrutamento e seleção em empresas possui um salário acima de R$ 2.100. Outra oportunidade de atuação de um profissional de psicologia são os concursos públicos, em que os salários podem ultrapassar os R$ 20 mil.

E a Psicanálise, o que é?

Apesar de inserida no campo da Psicologia, a Psicanálise é vista como um campo a parte dessa formação. Método psicoterápico criado por Sigmund Freud, a psicanálise não é regulamentada no Brasil. Mas para se especializar nessa área é necessário de 5 a 8 anos de doutorado. A especialização em Psicanálise pode ser feita por psicólogos, psiquiatras ou outros profissionais com formação superior. Essa metodologia psicoterápica busca investigar o lado inconsciente da mente.

Entendeu a diferença entre Psicologia e Psiquiatria?

Agora que você já sabe a diferença entre a Psicologia e a Psiquiatria já sabe qual das duas carreiras gostaria de seguir? Para ajudar você com essa e outras respostas, acompanhe o blog do Vai de Bolsa e fique por dentro das principais formações profissionais e suas respectivas perspectivas.
Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *