Ter um diploma de graduação deixou de ser um diferencial competitivo há algum tempo. A verdade é que a alta concorrência de muitas profissões, junto com a exigência de outras habilidades, fez com que muita gente procurasse outras maneiras de se destacar no mercado de trabalho. Há, inclusive, quem já termine a graduação buscando por uma pós para complementar o que aprendeu. Será que essa estratégia vale a pena para você? Na maioria das vezes, sim! Confira nesse post.

De acordo com a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), do Ministério da Educação (MEC), 10% dos alunos que se formam no Brasil seguem para uma pós-graduação.

Em suma, neste post, vamos mostrar como a pós-graduação pode ser um importante diferencial para conquistar empregos muito concorridos, além de dar dicas para escolher o curso certo. Afinal, é muito importante conhecer as melhores opções para o seu objetivo para não gastar tempo e dinheiro à toa.

Há também excelentes opções de pós-graduações em instituições de qualidade.

Continue lendo e entenda! 

Leia também:  E-book grátis ensina como fazer uma transição de carreira. Baixe agora!

Devo fazer uma pós-graduação?

Em primeiro lugar, vamos responder à pergunta que muita gente se faz: “vale a pena fazer uma pós-graduação?”. A resposta, como você pode imaginar, depende da sua área. Mas na maioria das vezes a resposta é sim!

Afinal, um curso de pós-graduação vai aumentar seu currículo e fazê-lo ser mais valorizado no mercado. Além disso, é uma excelente forma de se especializar e conquistar postos de trabalho em segmentos que exigem muitos conhecimentos técnicos ou habilidades de liderança.

Quer um exemplo? Segundo o portal Vagas.com, mais de 70% das oportunidades para quem tem pós-graduação ou superior são para nível pleno, sênior ou supervisão/coordenação.

Ou seja, quem procura vagas mais requisitadas, com um nível de exigência e, consequentemente, um salário maior, só tem a ganhar com a pós-graduação. Assim como as pessoas que desejam fazer um concurso público, já que a maioria desses processos seletivos tem uma prova de títulos que valoriza os candidatos com pós.

Contato com colegas e professores

Da mesma maneira, o contato com os colegas e professores pode ser uma excelente ferramenta de networking. A proximidade com outros profissionais da área, assim como professores reconhecidos no setor podem ajudar a conseguir novas oportunidades!

E se a recompensa que você procura é financeira, também vale a pena. Segundo apontou a Pesquisa Salarial e de Benefícios, do portal Catho, quem faz um curso de pós-graduação, MBA, mestrado ou doutorado chega a ganhar um salário até 70% maior do que alguém que cursou apenas a graduação.

Ou seja, os impactos da pós-graduação na sua carreira são bem grandes e representam um importante diferencial competitivo.

Mas existem também alguns elementos nos quais você deve prestar atenção ao escolher por uma pós-graduação. Saiba mais no próximo tópico!

Leia também: Pós-graduação ou curso de extensão: qual a diferença?

O que levar em conta na hora de escolher a pós?

Que a pós-graduação é um diferencial competitivo você já se convenceu, certo? A questão é que existem também alguns cuidados para optar por um curso e uma instituição que realmente sejam reconhecidos pelo mercado. 

Assim você não perde tempo (e, muitas vezes, dinheiro) com aulas pouco relevantes para o seu trabalho. Ou então que valorizem pouco o seu currículo. 

Escolha um curso que faça sentido para você

Existem muitos cursos de pós-graduação que ficam na moda de tempos em tempos. Mas, na prática, você precisa escolher aquele que melhor se encaixe nos planos que você tem para a sua carreira. 

Decida se o seu objetivo é se tornar uma referência técnica ou um gestor de pessoas, se gostaria de ir por um caminho mais acadêmico ou prático, entre outras opções. 

Quem fez um curso muito técnico, por exemplo, pode se beneficiar de pós-graduações mais focadas nas áreas de negócios e gestão de pessoas. Já quem se formou em áreas com muitas ramificações, como Direito, pode ganhar mais com cursos de especialização em determinado ramo. 

Inclusive, a pós-graduação pode ser muito importante para quem deseja mudar de ramo mas não quer fazer uma graduação do zero. Então leve em conta também essa alternativa!

Conheça as instituições de ensino

Quem vai fazer uma pós-graduação também precisa conhecer bem a instituição na qual vai estudar. Da mesma forma que na graduação, escolher bem a faculdade pode determinar a abordagem dos conteúdos, a metodologia utilizada e até a forma como o curso é visto no mercado. 

Por isso, pesquise sobre a infraestrutura oferecida, veja depoimentos de ex-alunos e pesquise o currículo dos professores. E não esqueça de conferir se o programa de pós-graduação é vinculado à Capes. 

Tudo isso deve ser determinante para saber se a sua escolha é realmente um diferencial competitivo! 

Leia também: Veja como conseguir bolsas de pós-graduação

Entenda as diferentes modalidades

Quem começa a procurar por cursos de pós-graduações se depara com duas modalidades principais: Lato Sensu, que incluem, entre outras possibilidades, os cursos de MBA; e Stricto Sensu, que são os cursos de mestrado e doutorado.

E entender os tipos de pós-graduação é essencial para fazer a escolha certa. Afinal, cada um tem uma abordagem e contribui para perspectivas diferentes de carreira. Veja abaixo e tire suas dúvidas. 

Lato Sensu

Os cursos Lato Sensu são conhecidos popularmente como especializações e devem ter uma carga horária de, no mínimo, 360 horas para serem registrados no Ministério da Educação.

Eles são ideais para profissionais que estão procurando uma forma rápida de alavancar a carreira e querem conciliar a sala de aula com o trabalho. Principalmente porque existem muitos cursos de especialização à distância, o que facilita bastante o acesso de quem tem pouco tempo disponível para estudar. 

Quer um exemplo de pós-graduação lato sensu? Os mais conhecidos são os cursos de MBA! Focados geralmente nas áreas de gestão, negócios e rotinas corporativas, eles são opções para quem quer seguir esse tipo de carreira. 

Stricto Sensu

Já para quem gostaria de seguir uma carreira universitária, as pós-graduações stricto sensu são mais recomendadas. Elas se dividem entre mestrados e doutorados e exigem uma dedicação de tempo maior para obtenção do título. Mesmo assim, já existem cursos de mestrado online!

Mestrado

O primeiro passo nesses casos é o mestrado, curso com uma duração média de dois anos. Nele, o aluno precisa passar por todas as disciplinas e ainda escrever uma dissertação para ser reconhecido como mestre pela banca. 

Doutorado

Depois, vem o doutorado, cuja duração é de, aproximadamente, quatro anos. Além das aulas, o aluno também precisa produzir boa parte da pesquisa em casa e escrever uma tese que contribua de alguma forma para a sua área de estudo. 

O texto passa pela avaliação de uma banca examinadora, composta por professores do programa ou convidados. 

E se você ainda ficou em dúvida, confira nosso texto “O que é melhor: especialização ou mestrado?”.

Outros cursos também podem ser um diferencial competitivo

Mas se você acredita que ainda não está pronto para encarar o desafio de uma pós-graduação, desistir não é uma opção! Existem outros cursos menores que podem servir também como um diferencial competitivo no seu currículo. 

Um exemplo são os cursos de extensão oferecidos pelas universidades. Eles podem ser feitos antes mesmo do fim da graduação e são uma ótima oportunidade de desenvolvimento profissional. 

E se o seu problema é financeiro, também existem muitas plataformas de cursos online gratuitos, que ajudam quem não pode pagar por uma pós-graduação particular. 

Por fim, se você gostou desse conteúdo sobre a pós-graduação como um diferencial competitivo, compartilhe ele com seus colegas! Com certeza muitas pessoas têm as mesmas dúvidas que você.

Acompanhe mais informações sobre cursos, capacitações, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui