Investir no seu futuro e no conhecimento, mas de forma mais prática e sem deixar de lado outras atividades. Entre outras razões, foi por isso que surgiu o ensino a distância. Depois de muita discussão e alguns ajustes, o ensino online avançou e agora alcançou também o doutorado EaD. A proposta é incentivar mais pesquisadores no desenvolvimento de conteúdos que podem apoiar a sociedade. Se existe doutorado EaD? A resposta é sim.

No entanto, existem algumas regras. É preciso sempre desenvolver as aulas práticas em laboratórios presenciais e, no caso da defesa da tese, ela também precisa acontecer presencialmente. Mesmo assim, o doutorado EaD costuma ser uma grande vantagem e era uma modalidade esperada há tempos por quem desejava esse título além do mestrado. Para você ter uma ideia, na graduação, a oferta de cursos EaD já supera a de presenciais.

Quer entender melhor quem pode fazer o doutorado EaD e quais as vantagens e desvantagens? Leia esse texto até o final. Separamos diversas dicas para você avaliar se o doutorado EaD é realmente a melhor opção para você.

Aprovação do MEC

O Ministério da Educação (MEC) aprovou o doutorado EaD. Esse foi o primeiro passo para que muitas pessoas pudessem encarar mais uma etapa na carreira. Afinal, com o ensino a distância é possível continuar os estudos sem necessariamente deixar a cidade ou mesmo o estado em que o estudante reside. Sendo assim, as chances das pessoas e as oportunidades também aumentam.

Vale destacar que nessa mensagem repassada pelo Ministério da Educação ficou aprovada a pós-graduação stricto sensu. Isso significa que, além do doutorado EaD, também é possível fazer um mestrado a distância. Isso vale para todas as faculdades do Brasil, o que é bem positivo para quem se interessa e se adapta a essa modalidade.

No entanto, como já falamos até aqui, existem algumas regras que precisam ser cumpridas pelas instituições de ensino. Sendo assim, vale você saber que o doutorado EaD não estará disponível em qualquer unidade. É preciso bastante atenção antes de tentar uma matrícula. Afinal, de acordo com o MEC, para oferecer o doutorado EaD a instituição precisa ter no mínimo nota 4 no IGC (Índice Geral de Cursos).

Antes de avançarmos, entenda que o IGC é um indicador utilizado pelo MEC para avaliar a qualidade das faculdades. Ou seja, é uma garantia de que aquela instituição oferece não só o doutorado EaD com qualidade, mas também outros cursos.  A nota é baseada em um conjunto de parâmetros e varia de 1 a 5. Sendo assim, a nota 4 é considerada bem positiva.

Mais orientações

Além dessa nota, as instituições de ensino precisam garantir que as pesquisas realizadas em laboratórios, por exemplo, continuem sendo feitas presencialmente. Então, caso o doutorado EaD tenha em sua grade curricular a utilização de laboratórios ou disciplinas completas para realização de pesquisas nesses espaços, o aluno precisará estar presencialmente na unidade. Essa regra também se aplica para os seminários que costumam ser realizados durante a formação do doutorado EaD.

A grande vantagem mesmo é para o estudante que mora longe da sede da instituição de ensino. É que com a nova metodologia do doutorado EaD  que foi aprovada pelo MEC, todos esses conteúdos citados até aqui podem ser oferecidos em polos a distância espalhados em outros locais.

Saiba como funciona o doutorado EaD

De forma geral, o doutorado EaD está bem inteirado com a modalidade que a gente já conhece na graduação. No entanto, como já pontuamos aqui, existem algumas regras. Vale saber, por exemplo, que se você escolher um doutorado EaD terá que estudar sozinho.

Significa que você poderá escolher qualquer local do país para dedicar-se ao seu projeto de pesquisa e à elaboração de uma tese. Isso é bem positivo, já que oferece ainda mais mobilidade.

No entanto, para aderir ao projeto do doutorado EaD é preciso ter em mãos um diploma de outro curso de graduação já concluído. Então, se você está pensando em avançar na carreira, é preciso antes preparar a base.

Além disso, em muitos casos, já que para entrar no doutorado EaD é preciso fazer um teste, você precisa também do diploma de um mestrado. Afinal, a concorrência por uma vaga no doutorado EaD é grande e, quanto mais habilidades você tiver com o conteúdo, mas chances terá de garantir uma vaga.

Seleção

Já que falamos em processo seletivo para o doutorado EaD, saiba que é preciso sim fazer uma prova antes de conquistar a sua vaga. Nesse caso, você precisa passar por questões de conhecimentos gerais e específicos, entrevistas e a exigência do domínio de idiomas estrangeiros.

Tudo depende da universidade e também da modalidade do doutorado EaD. É bem importante avaliar a grade curricular e as exigências antes de dar sequência na sua inscrição.

Outro ponto importante é o que já mencionamos aqui. As instituições precisam ser bem avaliadas pelo MEC para conseguirem oferecer o doutorado EaD. Além disso, a universidade precisa cumprir uma parte burocrática de cadastro r aprovação no Ministério antes de entrar na modalidade a distância.

Sendo assim, com todas essas informações em mãos, fica mais fácil de perceber que o doutorado EaD  é uma boa realidade, mas que também tem regras.

Metodologia do ensino

Antes de fazer a sua matrícula ou mesmo na hora de escolher qual instituição de ensino vale a pena concorrer uma vaga de doutorado EaD, leve os seguintes critérios em consideração:

Você terá sempre videoaulas ou teleaulas. Isso significa que aquela metodologia que a gente conhece em sala de aula, com professores, alunos e uma lousa, não vai mais existir. Então, você precisa ter a consciência que precisa se adaptar a essa nova realidade.

É preciso ter bastante disciplina e muita vontade de aprender. Só assim poderá se dar bem na modalidade do doutorado EaD;

Além disso, existem sempre leituras complementares. Afinal, você estará desenvolvendo uma pesquisa. Sendo assim, precisa de muita base teórica para conseguir desenvolver um raciocínio e conseguir comparar materiais para gerar algo novo.

Então, se prepare para essa etapa bem desafiante. Aliás, a necessidade de dominar outra língua, geralmente está aqui. É que boa parte da literatura utilizada como base de uma pesquisa pode ser escrita em diferentes línguas;

Interação

Você ainda precisa se acostumar a usar chats, fóruns e e-mail. Esses serão os canais de comunicação durante o seu doutorado EaD. Você precisará usar essas ferramentas para conversar com professores e outros colegas de pesquisa. Afinal, tudo é a distância e a internet costuma facilitar as coisas, mas também traz outros desafios para a comunicação;

Outra necessidade é a de se adaptar aos ambientes virtuais de aprendizagem. Será a sua sala de aula online durante o doutorado EaD. É na internet que todo o conteúdo estará disponível para você. Tanto as entregas, quanto o compartilhamento de conteúdo e as próprias aulas, vão acontecer nesse ambiente;

Acostume-se com os tutores e grupos de estudo. Eles são fundamentais para você se dar bem no doutorado EaD. Os tutores são professores com especialidade em atendimento e ensino a distância. Eles estarão sempre online para apoiar você na missão se concluir o doutorado EaD;

Mais mudanças

Alguns desses pontos, nós já falamos aqui, mas vamos reforçar para você ter um ótimo panorama de como é o doutorado EaD. Então, saiba que por exigência do MEC, todo curso de doutorado EaD precisa ter:

  • Atividades e provas presenciais
  • Qualificação presencial para a defesa da tese
  • Apresentação presencial da tese

Diploma no exterior

Por fim, antes de terminar todo o conteúdo sobre o doutorado EaD, saiba que o diploma conquistado em universidades estrangeiras já pode ser reconhecido no Brasil. Isso é uma ótima vantagem para quem decidiu ter experiência internacional, mas deseja retornar ao país.

No entanto, é preciso fazer a convalidação, procurando uma universidade brasileira com programa semelhante para  validar o diploma estrangeiro. Além disso, você deve reunir uma série de documentos. Esse processo pode levar alguns meses e você pode conseguir mais informações sempre no site do Ministério da Educação.

Gostou das dicas sobre o doutorado EaD? Temos vários outros conteúdos no blog do Vai de Bolsa. Aproveite e invista na sua carreira profissional.