Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!

Engenharia de Energia: conheça como é o curso

Você está em busca de um profissão bem remunerada e com empregabilidade alta? Então, precisa conhecer a Engenharia de Energia. O profissional formado nessa área tem a missão de encontrar soluções tecnológicas competitivas com enfoque na área das energias renováveis. A busca por energias alternativas está em franca expansão no mundo todo. E você pode fazer parte desse movimento entrando em um curso de Engenharia de Energia. Durante a formação você será capaz de encontrar possibilidades para diversificar a matriz energética. Assim como qualquer engenharia, é um curso com base nas ciências exatas, mas que também é muito forte na parte prática. O trabalho da Engenharia de Energia é fundamental para garantir o básico na casa e na empresa das pessoas. No curso, você aprenderá diversas técnicas para usar, de forma sustentável, a energia. Só que para isso precisa se dedicar aos estudos. Quer saber mais? Leia esse conteúdo até o final.

A rotina da Engenharia de Energia

Antes mesmo de você entender melhor como é o curso de Engenharia de Energia, saiba que a rotina dessa profissão é fascinante. Você terá que se desafiar constantemente. É preciso encontrar novas tecnologias e interagir entre os setores produtivos, com muita troca de conhecimento. Você terá que conhecer várias áreas para entender as possibilidades energéticas. Precisará conhecer e trabalhar com a energia renovável, como hídrica, solar, eólica. Além disso, mesmo não sendo a primeira escolha atualmente, precisa dominar as técnicas das energias não renováveis, como a de petróleo, carvão, gás natural ou material radioativo, como o urânio (usado em usinas nucleares). Então, veja que a rotina é extensa e bastante variada. Dessa forma, sua formação também precisa ser completa. A primeira dica então é você escolher uma boa universidade e investir tempo e recurso na graduação.

Curso de Engenharia de Energia

A formação é de pelo menos cinco anos. Sendo assim, se você escolher pela formação em Engenharia de Energia esteja preparado para a sala de aula. Além disso, esteja ainda mais preparado para os cálculos. A formação exige bastante da sua capacidade lógica. Afinal, é um curso de engenharia. Nesse período, você terá disciplinas como matemática, física, informática e economia. A sua missão, depois de formado em Engenharia de Energia, será a de ter capacidade para relacionar os acontecimentos e os tipos de energia. Então, a graduação oferece uma grade disciplina bem completa. O curso aborda eletricidade, combustíveis, potenciais hidráulicos, energia solar e térmica. Para isso, você terá que considerar sempre os aspectos ambientais, sociais e econômicos. No entanto, vale saber que alguns cursos focam em energias renováveis e em bioenergia. Essa é mais uma área de atuação dentro da Engenharia de Energia. A melhor dica mesmo é estar atento a grade do seu curso e da sua faculdade. Assim, você não terá surpresas. Leve em consideração que será preciso dominar assuntos como a geração, transmissão e distribuição de energia. Aliás, considerando a atual realidade mundial, você ainda terá eu aprender a usar esses recursos sempre preocupado com o meio ambiente.

Disciplinas do curso

A partir dessa formação, você poderá então atuar no planejamento, desenvolvimento e análise de diversos projetos, como o de transporte e iluminação. Só que para isso será necessário dominar muitos conceitos de matemática e de cálculo. Aliás, pra dar uma força para você nessa tarefa, nós separamos mais um texto exclusivo para você aprender matemática. Além disso, para você entender ainda melhor como tudo funciona, separamos aqui uma lista de algumas disciplinas do curso. Veja:
  • Cálculo
  • Álgebra Linear e Geometria Analítica
  • Química Geral
  • Diferenciais
  • Estatística Aplicada
  • Eletromagnetismo
  • Desenho Técnico – Ferramentas
  • Eletrônica Digital
  • Fundamentos de Química Orgânica
  • Instrumentação de Medida e Controle
  • Radiação Térmica
  • Máquinas Elétricas
  • Eletrônica de Potência
  • Legislação Energética e Ambiental
  • Energia Solar Térmica
  • Centrais Hidrelétricas
  • Energia Solar Fotovoltaica
  • Bioenergia
  • Transmissão e Distribuição de Energia
  • Instalações Elétricas

O mercado de trabalho da Engenharia de Energia

Agora que você viu em detalhes tudo o que terá que aprender na sala de aula, vamos para a prática. O mercado de trabalho em Engenharia de Energia é bastante amplo. No setor eólico, por exemplo, as oportunidades são variadas. O mercado continua a crescer no Brasil. O país ocupa a liderança na produção desse tipo de energia na América Latina. Então, se você gostar da área e quiser se especializar ainda mais, pode ser uma ótima opção. Além disso, você pode trabalhar com um profissional de energia ligado a área pública. A partir deste contexto, poderá pesquisar e esquematizar estratégias para o setor energético. A sua função principal será garantir que a energia do setor público inteiro funcione de forma eficiente. Só que existe emprego também em empresas privadas, no terceiro setor, em centros de pesquisa, empresas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. A principal função está em empresas de engenharia e em outras empresas que atuem nos diversos setores econômicos. Vale uma boa pesquisada na internet para encontrar ainda mais possibilidade de atuação no mercado de trabalho da Engenharia de Energia.

Prestador de serviços

Se você optar pelo mercado mais informal, como prestador de serviços, poderá atuar em consultorias que auxiliam em projetos de geração, transmissão e distribuição de energia. Esse nicho é bem promissor e costuma render bons salários. No entanto, para conseguir ser um consultor na área é preciso ter contatos e mais experiência profissional em Engenharia de Energia. Então, se você está começando, o bom mesmo é encarar outros processos antes de se arriscar nesse. Há vagas, por exemplo, nos setores petrolífero, petroquímico e metalmecânico, principalmente em polos industriais do Sudeste e do Sul. Mas, de forma geral, considerando todo o mercado de trabalho em Engenharia de Energia, sua missão será a de analisar as regiões que têm capacidade de receber uma usina de energia.

Salário

Como você aprendeu até aqui, a formação e a atuação em Engenharia de Energia é complexa e exige uma ótima preparação. Com base nisso, o salário também costuma acompanhar a pressão. No Brasil, o salário pra um engenheiro é de 8,5 salários mínimos. Isso, para uma jornada de 8 horas por dia. No entanto, ainda é possível aumentar esse salário. Afinal, dependendo da empresa ou órgão público, a concorrência por um profissional é grande. Então, o salário também precisa ser melhor para atrair mais pessoas. Além disso, como você já sabe, também é possível atuar como prestador de serviços. Dessa forma, o seu salário será baseado em jobs. Então, a remuneração pode variar bastante. Vale a pensa sempre acompanhar o que os colegas de mercado cobram para entregar orçamentos dentro do padrão.

Como passar no vestibular de Engenharia de Energia

É importante levar em consideração que quase todas as faculdades do Brasil usam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como um dos critérios de ingresso. Então, assim que você escolher a sua instituição para fazer o curso de Engenharia de Energia, pesquise sobre a forma de ingresso. Vale lembrar que existe sempre uma nota de corte para você conseguir passar no vestibular. Ou seja, uma média das notas de todos os candidatos de um determinado curso. Nós já publicamos no site Vai de Bolsa um artigo que pode ajudar você. Uma lista completa com os vestibulares e as datas das principais instituições do país. Veja se a instituição é do seu agrado e oferece o curso de Engenharia de Energia.

Faça o planejamento dos seus estudos

Então, quando tiver acesso a forma de ingresso e, claro, ao conteúdo que precisa estudar para passar, comece o seu planejamento. É importante ter uma tabela de estudos muito bem organizada. Leve em consideração todas as disciplinas e priorize os assuntos que você tem dificuldade. Além disso, busque conteúdos de revisão na internet. Nós fizemos uma publicação sobre esse assunto no site do Vai de Bolsa. São várias aulas disponíveis na internet e que podem apoiar você nessa missão de estudar para o vestibular de Engenharia de Energia. Comece a sua carreira com o pé direito e muita energia!
Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *