Optar por uma faculdade não é fácil, principalmente para quem tem 17 ou 18 anos. Mas essa é a realidade de muitos jovens, que depois podem se perguntar se fizeram a escolha certa. Todo o processo de escolher o curso, estudar para o vestibular e ingressar na universidade é bastante desgastante. Envolve muito compromisso, responsabilidade e, muitas vezes, até altos investimentos financeiros. 

Então se dar conta que escolheu a graduação errada pode ser um momento de muita frustração. Isso é normal. Mas não precisa vir sempre carregado de culpa. Afinal, está tudo bem em voltar atrás durante o período da faculdade. 

Por isso, se você está passando por esse momento de incerteza, continue lendo este artigo! Nele, vamos dar dicas para saber se você optou pelo curso certo. Além de algumas recomendações para quem já percebeu que esse não é o caminho que pretende seguir pelos próximos anos e quer mudar de curso.

Entre elas, por exemplo, está fazer uma segunda graduação em instituições de qualidade, como na FMU, na Estácio e no IBMR.

Confira!

Leia também: Segunda graduação: guia para mudar de carreira

Como saber se fiz a escolha certa?

Saiba identificar semestres ruins

No meio de um semestre complicado, com professores rígidos, matérias tediosas ou problemas pessoais, pode ser que você acredite que escolheu o curso errado.

Por isso, é importante saber identificar se os sinais já aparecem há algum tempo ou são fruto apenas de um momento ruim na faculdade. É comum que alguns períodos sejam mais complexos, com matérias mais difíceis ou descoladas daquilo que você deseja fazer quando se formar. Mas eles passam.

Então na hora que estiver desanimado, confira a grade dos outros semestres e leve em conta esses fatores. Converse também com pessoas que já passaram por essa parte do curso e pergunte se a tendência é de melhorar. Com essas informações, você vai ficar mais seguro para saber se fez a escolha certa mesmo. 

Tente aplicar na prática o que está aprendendo

Outra reclamação frequente de quem está considerando trancar a faculdade é que não consegue ver como aplicar as matérias na prática. 

Isso acontece porque cursos de bacharelado e licenciatura tendem a ter uma formação mais completa, que envolve tanto aspectos teóricos quanto práticos. E nem sempre essas disciplinas são bem distribuídas no currículo. 

Muitas vezes, o aluno passa os primeiros anos de faculdade estudando apenas matérias teóricas e pode acreditar que não vai utilizá-las depois. Mas a verdade é que essas aulas são importantes para que o profissional tenha uma visão mais completa da área que escolheu. Assim como servem de base para os conhecimentos que virão em seguida. 

Por isso, se você está desanimado, procure formas de aplicar na prática o que vem estudando. Busque estágios, trabalhos voluntários, projetos de extensão ou até um emprego na área. 

Pode ser dessa maneira você consiga visualizar melhor como é a rotina da profissão e se sinta mais seguro em seguir esse caminho. Além de incrementar o currículo com novas experiências profissionais!

Procure outras áreas de atuação dentro do curso que escolheu

Uma das formas de saber se a faculdade foi a escolha certa pode ser buscando outras especializações dentro daquilo que você está estudando. 

Nem sempre todas as opções que você terá depois de formado são abordadas em sala de aula. Ou pode ser que elas só apareçam mais frente no currículo (aqui entra novamente a necessidade de conhecer bem a grade do seu curso antes de tomar qualquer decisão).

Pesquise sobre as possíveis áreas de atuação na sua área de formação, converse com professores e busque se informar sobre o mercado de trabalho disponível para graduados nesse segmento. Pode ser que você se surpreenda com as possibilidades. 

Principalmente porque novas ocupações surgem todos os dias. Muitas possibilidades de emprego no futuro que visualizamos hoje eram impensáveis anos atrás. Por isso, esteja sempre atento às tendências e saiba identificar novas oportunidades para estar preparado quando elas surgirem!

Busque um profissional de orientação vocacional

Por fim, se você continua em dúvida, uma boa opção pode ser conversar com um psicólogo especializado em orientação vocacional. Esses profissionais aplicam testes e fazem um acompanhamento para identificar as melhores faculdades para o seu perfil de aluno

Com esse apoio, pode ser mais fácil saber se você fez a escolha certa. E no caso de querer trocar de curso, ajuda a identificar quais outros caminhos pode seguir. Contar com a ajuda de um especialista dá mais segurança para o processo e garante que você terá o auxílio de alguém com bastante experiência na área. 

Algumas faculdades já oferecem o serviço de orientação vocacional aos alunos. Se não for o caso da sua, procure em universidades próximas ou pesquise por psicólogos que ofereçam este serviço na sua região.

Fiz a escolha errada, e agora?

Se você já passou por todas as etapas que nós citamos acima e decidiu que realmente não fez a escolha certa, então existem algumas opções. 

O que você não deveria fazer é se conformar e continuar com uma carreira que não gosta apenas por pressão social. Veja a seguir o que fazer e saiba como corrigir o rumo!

Trancar o curso

Num primeiro momento, uma das opções que você tem é trancar o curso e tirar um tempo para decidir o que vai fazer em seguida. Pode ser bom caso você esteja muito cansado ou estressado. Mas pense bem ao optar por esse caminho. Afinal, parar de estudar definitivamente pode prejudicar muito a sua vida profissional. 

Encare este momento apenas como uma pausa e reconsidere: você quer mesmo fazer uma faculdade? Pode ser que um curso técnico seja a melhor opção. Ou então que primeiro você deva conhecer melhor o mercado antes de ingressar novamente na universidade. 

Aproveite a orientação vocacional também para tomar essas decisões. 

Pedir transferência

Outra forma de corrigir o caminho é pedindo transferência de curso. Isso facilita a vida de quem quer trocar de graduação mas não tem tempo ou empenho para encarar de novo o vestibular. 

Com a transferência, que pode ser para a mesma faculdade ou outras, você consegue ingressar em um novo curso de maneira mais simples e sem ter que passar tanto tempo longe da sala de aula. 

Fazer uma segunda graduação

Muita gente só se dá conta que não fez a escolha certa quando já está terminando a primeira faculdade. Nesses casos, uma boa forma de mudar de carreira é cursando uma segunda graduação

Se esse é o seu caso, confira os cursos disponíveis na FMU, na Estácio e no IBMR. As três instituições oferecem condições especiais de ingresso para quem já fez outra faculdade e também costumam ter formas de pagamento diferenciadas. 

Além disso, acesse também nosso e-book sobre como mudar de carreira fazendo uma segunda faculdade

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui