Como conseguir estágio na faculdade

Como conseguir estágio na faculdade

Depois de passar pelo desafio de escolher uma graduação, começa a jornada do mercado de trabalho. Afinal, é o início da sua carreira. Para isso, conquistar um estágio na faculdade é uma ótima opção. Com ele, você terá uma ideia de como é a parte prática da profissão que você escolheu. Além disso, muitas tarefas que você desenvolverá na empresa não serão abordadas na sala de aula.

Sendo assim, é importante levar em consideração que vale a pena fazer estágio na faculdade. No entanto, é preciso saber onde procurar.

A primeira dica é buscar orientação na secretaria da sua faculdade. Em muitos casos, as instituições possuem convênios com empresas e oferecem vagas exclusivas. Mas, também é preciso saber que existem diferenças nessas oportunidades. Existe o estágio obrigatório, estágio remunerado, estágio não remunerado ou a bolsa de pesquisa. Para entender a diferença, lei esse texto até o final.

Como é o estágio na faculdade?

Essa experiência pode render bons momentos para a sua carreira profissional. Segundo estudo do Nube divulgado pela imprensa, até 60% dos estagiários são efetivados no término de seus contratos. Sendo assim, além de adquirir mais conhecimento, o estágio na faculdade pode ajudar você a garantir um emprego. Para quem busca sucesso profissional, investir tempo e recurso nessa tarefa é primordial. Até porque, a experiência pode resultar em boas recomendações e relações profissionais duradouras.

Nem todos os cursos exigem a realização de um estágio, mas ele está presente na grande maioria deles justamente pelo seu caráter de experiência e aprendizado por uma atuação efetiva.

Para saber se no seu curso o estágio é ou não obrigatório vale dar uma boa lida na sua grade curricular. Se o estágio for obrigatório para você conquistar o diploma da graduação, isso estará descrito lá. Vamos explicar isso melhor nos próximos tópicos.

 

Tipos de estágio

Nem todo estágio na faculdade é igual. Existem algumas possibilidades e você pode se encaixar em uma delas. No entanto, saiba que para conseguir o diploma de alguns cursos de graduação o estágio é obrigatório. Veja:

Estágio obrigatório

Preste muita atenção nesse requisito. Em vários cursos de graduação e especialização existe estágio obrigatório. Ele está previsto na matriz curricular do curso de formação. Sendo assim, antes de qualquer coisa, verifique a sua grade curricular. Em caso de dúvida, procure a secretaria da sua instituição de ensino. Afinal, se você tiver estágio obrigatório e não cumprir, também não conseguirá se formar.

Nesse tipo de estágio, a supervisão é de responsabilidade da Instituição de ensino. Ou seja, a sua faculdade terá que assinar o contrato de estágio junto com você e a empresa. Além disso, você terá que fazer relatórios, seguindo critérios da instituição. Na maioria das vezes, o estágio obrigatório não é remunerado.

Além disso, há uma quantidade de horas delimitada a ser cumprida para que você consiga a aprovação no curso. Todas as atividades devem ser supervisionadas por um professor do seu curso. Em relação ao período de férias, o estágio obrigatório não é contemplado.

Estágio não obrigatório

Neste caso, ele não está previsto na grade curricular do seu curso, mas é indicado ao estudante que entende que a experiência prática é importante para a construção de sua carreira profissional. Além disso, não é preciso que você cumpra determinada quantidade de horas e seja supervisionado por um professor.

No entanto, é preciso que o trabalho a ser realizado esteja relacionado com o seu curso. Até para que o contratante esteja habilitado para receber você na empresa. Nessa modalidade existem pelo menos duas possibilidades:

Estágio remunerado

A parte boa é que você pode e deve receber pelo estágio na faculdade. Então, antes do processo seletivo a contratante vai mencionar sobre uma bolsa auxílio. Ou seja, não é um salário, mas sim uma ajuda de custo pela sua prestação de serviços. Esse dinheiro é seu e será depositado em conta. Não é necessário prestar esclarecimentos para a sua instituição de ensino.

Estágio não remunerado

Nesse caso, você não receberá nenhuma bolsa auxílio. A modalidade é sim permitida. É que muitos estudantes querem ter a vivência profissional em determinadas empresas. Então, essa é uma ótima chance. Você pode se oferecer para estar na rotina da instituição sem nenhum custo para ela. O estágio não remunerado é indicado para os alunos que encaram essa etapa como fundamental para formação.

Estágio ou bolsa de pesquisa?

As possibilidades ainda não acabaram no estágio na faculdade. Você poderá optar por uma bolsa de pesquisa. São para os alunos de iniciação científica ou monitores de disciplinas durante a graduação. E também para que os alunos de pós-graduação possam se dedicar exclusivamente às suas pesquisas.

Se você deseja ingressar na iniciação científica, é necessário participar do processo seletivo dos grupos de pesquisa. Depois, poderá receber um auxílio financeiro pelas suas atividades. O tempo médio esperado para se concluir uma iniciação científica é de um ano com possibilidade de renovação para mais um ano.

Nesse período, você receberá orientações de um professor, muitas vezes participando de encontros coletivos em grupos de estudos ou laboratórios. A proposta é aprofundar os conhecimentos em determinada área do seu curso, conhecer metodologias e técnicas para propor novas análises ou descobertas.

A vantagem principal de pegar uma bolsa de pesquisa é o aprendizado diário de conviver de perto com a rotina de um grupo de pesquisa, ela pode ser também o primeiro passo de uma carreira acadêmica.

Como achar vagas?

Muitas faculdades oferecem vagas de estágio na faculdade. A Estácio, por exemplo, tem um portal exclusivo que concentra oportunidades. Somente alunos e ex-alunos podem concorrer às vagas disponibilizadas nesses espaços. Um desses portais é o Vagas Estácio, que tem oportunidades disponíveis.

Outro canal disponibilizado pela instituição é o Estácio Carreira. É um acompanhamento completo em todos os momentos da trajetória profissional. Nesse espaço são oferecidos serviços como orientação na criação de currículos e dicas para processos seletivos.

Existem também outras instituições. O CIEE é um portal governamental que divulga vagas de estágio em todo o país. O site vagas.com.br também reúne oportunidades de estágios, empregos e trainees. Já o LinkedIn é uma rede social corporativa que oferece serviço de anúncio de vagas – inclusive de estágios.

Regras do estágio

Antes de optar por um estágio na faculdade, preste muita atenção no que está previsto em lei. Você, como estudante, não pode ser considerado um funcionário. Aliás, cumprir rotina e responsabilidades de um colaborador pode até atrapalhar os seus estudos. Então, não ache que se dedicar 100% ao estágio é a melhor solução. Você precisa entender que esta é mais uma etapa de aprendizado. Ainda não é a sua vida profissional, apesar de contribuir muito.

Saiba que podem estagiar estudantes a partir dos 16 anos. Para isso, é preciso ter CPF e RG e possuir matrícula em cursos de Ensino Médio, Educação Profissional, Educação Superior ou Educação Especial. É claro que, além da matrícula, você precisa estar frequentando as aulas. Até porque, a sua instituição de ensino terá que assinar e validar o seu contrato de estágio.

O seu horário de estágio também deve ser diferente do de um funcionário. Existem contratos de quatro horas diárias e vinte horas semanais, no caso de estudantes de educação especial e dos anos finais do ensino fundamental. Também existem contratos de seis horas diárias e trinta horas semanais, no caso de estudantes do ensino superior, da educação profissional de nível médio e do ensino médio regular.

Além disso, é importante saber que o estágio na faculdade não permite a realização de hora extra. Outro quesito, é que você pode ficar, no máximo, dois anos na mesma empresa. Dependendo do tipo de contrato, você também tem direito a tirar um mês de férias depois de doze meses de trabalho.

Gostou das dicas de estágio na faculdade? Tem muito mais conteúdo no portal Vai de Bolsa. Acompanhe o nosso blog.