Descubra como ser um freelancer na faculdade

Atuar como freelancer na faculdade pode ser uma maneira de garantir uma renda e extra e assim ajudar você com as despesas durante seus estudos. São muitas as vantagens de trabalhar como freelancer, ou seja, um profissional autônomo.

Saiba que essa pode ser um forma de conseguir trabalho em diferentes empresas. Na maioria das vezes, você poderá trabalhar sem sair de casa, pela internet, de forma remota. Trabalhar como freelancer também pode ser uma alternativa viável para adquirir experiência e conhecimento através de trabalhos diferentes.

Se você está precisando de uma renda-extra para conseguir cobrir as mensalidades da sua universidade e pagar suas contas pessoais, nós vamos te ajudar nesse post como ser um freelancer na faculdade.

Freelancer na faculdade

Ser freelancer é relação de trabalho comum atualmente, principalmente por quem é da área das humanas ou gosta de comunicação, tecnologia, marketing e publicidade. Hoje em dia, algumas empresas produzem conteúdo e necessitam de redatores para executar esse trabalho, por exemplo. Se você tem aptidão para a escrita e procura uma renda, quem sabe essa não pode ser oportunidade em potencial. Além de garantir uma renda, ajudará você a desenvolver seu texto.

Para trabalhar como freelancer na faculdade, saiba que existem vantagens e desvantagens, isso é natural e faz parte de qualquer escolha. Essa modalidade de trabalho pode garantir a você flexibilidade de horários, portanto, fica fácil conciliar com os estudos.

Porém, é uma renda variável e, por ser uma forma autônoma de trabalho, não existe vínculo empregatício. Desse modo, o dia de amanhã não está garantido e você precisará correr atrás de outras oportunidades.

Mas com certeza, os benefícios compensam, pois você estará livre para trabalhar da forma que bem entender. Porém, tome cuidado para administrar bem o tempo e não trabalhar de forma que prejudique o seu desempenho nos estudos.

Veja neste outro artigo como está o mercado de trabalho para freelancer.

Como fazer freelance na faculdade

O primeiro passo para começar a fazer freelance é montar um networking. Para isso, é importante que você garimpe as possibilidades de atuação e as empresas que contratam serviços desse tipo na sua cidade. Por isso, é importante você conversar com as pessoas na faculdade para saber se elas podem lhe indicar alguma oportunidade de trabalho.

As possibilidades estão em muitas áreas, podendo ser revisões de textos, formatações de trabalhos, aulas particulares, projetos, etc.

Portanto, tenha uma lista de contatos e elabore um portfólio com as suas qualidades e competências. Isso permite que você divulgue os seus trabalhos e os clientes consigam fazer contato e conhecer os seus serviços. Para isso, você pode utilizar as redes digitais e a internet a seu favor.

Monte seu portfólio

Uma boa maneira de começar a montar seu portfólio pode ser através do site WordPress. Essa é uma ferramenta muito útil, fácil e prática para criação de sites e blogs. De acordo com o próprio site, 34% das pessoas que navegam pela internet utilizam a ferramenta.

Sendo assim, o site dará visibilidade a você. A plataforma é bem intuitiva e você pode fazer uma conta gratuita ou migrar para um plano mais avançado, com mais recursos e personalização. Para isso, basta você acessar o site da plataforma nesse link.

É interessante também você montar um currículo. Confira como fazer no Blog Vai de Bolsa.

Como começar a trabalhar de freelancer

Fique tranquilo, você não é o único com essa insegurança. Lembre-se de que o conhecimento e a experiência são construídos de acordo com a bagagem individual. Caso você desconheça completamente as ferramentas do Google, por exemplo, talvez seja importante começar fazer algum curso online sobre o assunto, que é fonte de muitas oportunidades para freelancers. Isso pode ser bem simples e tomar apenas alguns instantes do seu dia.

Saiba que existem plataformas digitais que oferecem cursos gratuitos e isso, certamente, ajudará você a saber trabalhar com as ferramentas do Google e assim poderá desenvolver as habilidades necessárias para trabalhar como “freela” em casa. Portanto, lembre-se: um passo de cada vez.

Confira duas plataformas de ensino online que podem ajudar você a desenvolver algumas habilidade para fazer freelancer na faculdade:

Rock Content

Se você gosta de marketing digital ou conhece brevemente e deseja saber mais, essa a plataforma Rock Content pode ser muito útil a você. Ela oferece vários cursos gratuitos destinados para essa área e um totalmente dedicado ao WordPress. Certamente, ela vai permitir que você saiba mais sobre as ferramentas do Google e ajudará a desenvolver as habilidades para conseguir uma oportunidade de trabalhar como freelancer.

Após concluir algum curso, você ganhará um certificado e poderá se cadastrar na plataforma como freelancer. Portanto, pode ser uma maneira de aprender e também conseguir um trabalho de “freela” no futuro. Para isso, basta acessar o site nesse link.

Fundação Bradesco

Você gosta de escrever, mas não está sabendo desenvolver a escrita, certo? Talvez seja importante visitar o site da Fundação Bradesco. Ali existem diversos cursos direcionados para a educação, que certamente vão ajudar você a se desenvolver nos textos e ainda ganhar conhecimento em outras áreas.

Sites para se cadastrar como freelancer

Agora que você já sabe alguns caminhos para desenvolver algumas habilidades, chegou a hora de colocar em prática e começar a trabalhar como freela. Veja a seguir cinco plataformas que permitem que você faça um cadastro para trabalhar como freelancer:

1- Freelancer

Essa é uma plataforma mundial e um dos maiores marketplaces encontrados atualmente na internet. O site conta com um número gigantesco de empresas cadastradas, isso quer dizer que pode ser um bom campo para garimpar trabalhos. O site é direcionado para programadores, designers e quem é da área do Marketing Digital. Portanto, pode ser uma alternativa para fazer freelancer na faculdade. Para acessar a plataforma, basta clicar nesse link.

2- Workana

Essa é outra plataforma grande e ela oferece diversos trabalhos para diversas áreas. A plataforma é bem simples e intuitiva para acessar. Basta acessar o site indo na área que deseja. Para isso, basta clicar ira para a plataforma ao clicar nesse link.

3- 99 freelas

Este é um site 100% nacional. A plataforma atende as mais diversificadas áreas, como as do design, redação, programação, arquitetura e outras. Ela faz a intermediação entre empresa e freelancers e é um meio seguro para ambos os profissionais. Para isso, basta se cadastrar no site e esperar a oportunidade de um trabalho. Para ter acesso a plataforma, basta clicar nesse link.

4- Comunica Geral

Esse é um site semelhante ao 99 Freelas. Portanto, é uma plataforma nacional e direcionado também para diversas áreas, seja da programação, vendas, TI (Tecnologia da Informação), comunicação, marketing digital, entre outros. Para isso, basta se cadastrar no site e esperar a oportunidade de um “freela”. Para fazer o cadastro, você pode clicar nesse link.

5- Getninjas

Esse site é uma startup nacional e oferece a conexão de profissionais de várias áreas de atuação. Se você pretende criar uma página com um perfil profissional, esse pode ser um caminho. Se você sabe prestar algum serviço, é nessa plataforma que você poderá investir.

A diferença desse site para os outros é que ele cobra uma mensalidade para manter o perfil, esse valor varia de acordo com o plano contratado. Essa mensalidade existe, porque a plataforma não cobra comissão dos profissionais. A vantagem é que essa plataforma não é restrita apenas às áreas da tecnologia e comunicação e como todo mundo precisa de uma prestação de serviço, certamente, será uma ferramenta útil. Acesse o site clicando nesse link.

Um dia você será freela

Um coisa é fato, a era digital transformou o paradigma do mercado de trabalho atual. Trabalhar como freelancer na faculdade ajuda você não só a pagar as despesas do curso, mas também a adquirir experiência profissional e conhecimento. Além de dar a você a autonomia para trabalhar da forma que bem entender.

Portanto, atuar como freela pode ajudar não apenas quem está na faculdade, mas quem tem um emprego formal e, nesse sentido, ajuda a fazer uma renda residual ou quem está desempregado, pois ajuda a garantir uma renda variável.

E por esses motivos que o trabalho de freelancer, nos dias atuais, é uma tendência. Pois ele permite o acesso a várias pessoas e em qualquer etapa da jornada profissional ou acadêmica.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *