Você já ouviu falar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)?

Caso desconheça completamente essa sigla, saiba que é um indicador muito importante para a educação e foi criado pelo governo federal no ano de 2007. O Ideb, atualmente, é a principal ferramenta para aferir a qualidade do ensino nas escolas públicas do país.

Veja a seguir mais detalhes de como funciona essa ferramenta e qual a importância deste índice para a educação no Brasil.

Como funciona o Ideb?

O Ideb é calculado a partir dos seguintes componentes: dados de aprovação obtidos no Censo Escolar, realizado a cada dois anos, junto com a médias de desempenho nos exames que são aplicados pelo Inep ( Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Dessa forma, o Ideb atua em conjunto com outros órgãos da educação. Além disso, o indicador também utiliza as médias da Prova Brasil para escolas e municípios e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os Estados da federação do Brasil.

A partir desses dados, o Ideb obtém dois componentes para medir com mais eficiência o índice de qualidade de ensino: o aprendizado e o fluxo. Veja a seguir o que corresponde a cada um:

  • Aprendizado: se refere ao resultado obtido na Prova Brasil.
  • Fluxo: serve para indicar se os alunos estão progredindo no sistema de ensino, ou seja sem reprovação e evasão da escola.

Dessa forma, o Ideb é basicamente o resultado numérico da multiplicação desses dois componentes, sendo divulgado a cada dois anos.

Portanto, é um indicador que possibilita ter conhecimento da qualidade do ensino nas escolas públicas e utiliza as estatísticas de outros órgãos importantes para as políticas públicas de educação.

É uma ferramenta que se ampara em dados concretos na busca de melhorias para a educação do país. E cada rede de educação tem metas específicas, devido a grande extensão territorial e desigualdade no país.

Desse modo, o Ideb apontará onde cada instituição deverá melhorar até atingir o resultado igualitário entre todas as escolas.

País quer alcançar nota 6 até 2022

O objetivo único do Ideb é alcançar a meta de seis pontos até 2022, que é o mesmo índice de aprovação dos países desenvolvidos. Sendo assim, o foco é buscar um método de ensino, no Brasil, que seja equivalente ao dos países desenvolvidos.

Qual a importância do Ideb

As medições do Ideb são de suma importância para o avanço da educação no país, visto que ela deve estar em constante movimento e atenção para que não perca qualidade no ensino.

Através deste índice, é possível estabelecer metas e entender se os métodos pedagógicos aplicados nas escolas estão surtindo efeito ou não. Sendo assim, esse indicador é uma ferramenta de grande auxílio para acompanhar a qualidade de ensino das escolas públicas.

Se um pai pretende matricular o filho em uma escola pública ou até mesmo em uma rede privada de ensino, por exemplo, ele pode conferir qual é o resultado obtido pelas instituições e se estão na meta ou abaixo dela de acordo com o indicador. Isso tudo pode ser consultado através do portal do Ideb. Você pode conferir o índice das escolas nesse link.

Como acessar os dados do Ideb

A plataforma do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica pode ser acessada online. Ela é de fácil navegação e as estatísticas são de fácil leitura e todos os dados estão no mesmo contexto de forma sintetizada.

Dessa forma, os resultados são contextualizados e transparentes. Você pode conferir os resultados pelo nome da escola ou obter eles a partir do portal. Clique nesse link e saiba mais.

Como estão os dados do Ideb no Brasil

Veja a seguir todos os resultados e todas as metas obtidas até o ano de 2017, que até setembro de 2019 era o ano mais recente da divulgação.

Anos Iniciais do Ensino Fundamental

 
IDEB Observado Metas
2005 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
Total 3.8 4.2 4.6 5.0 5.2 5.5 5.8 3.9 4.2 4.6 4.9 5.2 5.5 5.7 6.0
Dependência Administrativa
Estadual 3.9 4.3 4.9 5.1 5.4 5.8 6.0 4.0 4.3 4.7 5.0 5.3 5.6 5.9 6.1
Municipal 3.4 4.0 4.4 4.7 4.9 5.3 5.6 3.5 3.8 4.2 4.5 4.8 5.1 5.4 5.7
Privada 5.9 6.0 6.4 6.5 6.7 6.8 7.1 6.0 6.3 6.6 6.8 7.0 7.2 7.4 7.5
Pública 3.6 4.0 4.4 4.7 4.9 5.3 5.5 3.6 4.0 4.4 4.7 5.0 5.2 5.5 5.8

 

Anos Finais do Ensino Fundamental

 
IDEB Observado Metas
2005 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
Total 3.5 3.8 4.0 4.1 4.2 4.5 4.7 3.5 3.7 3.9 4.4 4.7 5.0 5.2 5.5
Dependência Administrativa
Estadual 3.3 3.6 3.8 3.9 4.0 4.2 4.5 3.3 3.5 3.8 4.2 4.5 4.8 5.1 5.3
Municipal 3.1 3.4 3.6 3.8 3.8 4.1 4.3 3.1 3.3 3.5 3.9 4.3 4.6 4.9 5.1
Privada 5.8 5.8 5.9 6.0 5.9 6.1 6.4 5.8 6.0 6.2 6.5 6.8 7.0 7.1 7.3
Pública 3.2 3.5 3.7 3.9 4.0 4.2 4.4 3.3 3.4 3.7 4.1 4.5 4.7 5.0 5.2

 

Ensino Médio

 
IDEB Observado Metas
2005 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
Total 3.4 3.5 3.6 3.7 3.7 3.7 3.8 3.4 3.5 3.7 3.9 4.3 4.7 5.0 5.2
Dependência Administrativa
Estadual 3.0 3.2 3.4 3.4 3.4 3.5 3.5 3.1 3.2 3.3 3.6 3.9 4.4 4.6 4.9
Privada 5.6 5.6 5.6 5.7 5.4 5.3 5.8 5.6 5.7 5.8 6.0 6.3 6.7 6.8 7.0
Pública 3.1 3.2 3.4 3.4 3.4 3.5 3.5 3.1 3.2 3.4 3.6 4.0 4.4 4.7 4.9

Os resultados marcados em verde referem-se ao Ideb que atingiu a meta.
Fonte: Saeb e Censo Escolar.

Por que é importante ter um sistema de indicador para controlar a qualidade do ensino?

Um bom sistema de indicador de qualidade permite ter a fundamentação dos dados educacionais tanto pelas escolas, quanto para os sistemas educacionais que compõem as instituições.

Desse modo, ele tem utilidade social. A partir do momento em que há uma queda nos resultados, podem ser tomadas medidas para recuperar os índices de qualidade do ensino ou ainda melhorar a cada avaliação os métodos pedagógicos e saber se eles estão surtindo efeito ou não.

Dessa forma, todos podem colaborar, pois o Ideb é um indicador transparente e de fácil acesso. Para que haja uma participação social mais ativa, é importante que os pais acessem o portal do índice e fique atentos à qualidade do ensino prestado pelas instituições onde os filhos estão matriculados.

Além de promover essa participação social, também é importante ressaltar que através de ferramentas como essa, os gestores educacionais podem identificar escolas que têm problemas e fazer algum tipo de intervenção que reverta um dado negativo.

Portanto, o Ideb é um instrumento poderoso, que muito auxilia as escolas a prestarem um serviço de excelência para a educação no país. Pois a possibilidade de estabelecer metas, faz com que sejam direcionados investimentos em determinadas instituições para buscar o equilíbrio entre elas.

Isso permite que sejam avaliados com mais precisão os impactos gerados por uma educação de qualidade e assim poder dar mais atenção à ela, para que em um futuro não muito distante, a educação seja cada vez mais democrática.

Assim será mais fácil estar em equilíbrio com os níveis de qualidade educacionais dos países desenvolvidos.

Quais fatores comprometem o crescimento do Ideb

A decomposição do índice depende do aprendizado e do fluxo. Sendo assim, o crescimento do Ideb está intimamente relacionado com o aumento ou diminuição de cada dado desses componentes.

Portanto, se o Ideb do seu município cair, provavelmente um desses componentes tiveram problemas. Seja por queda no fluxo escolar ou a carência na qualidade do aprendizado.

Para aumentar os resultados do indicador, é preciso, fundamentalmente, que os alunos permaneçam nas escolas e consigam avançar sem repetência para os anos seguintes.

Vale ressaltar, que isso deve ser feito com qualidade, pois a proficiência nos estudos é de suma importância para que os alunos se formem com plena competência em todas as áreas.

Sendo assim, de nada adianta uma escola aprovar muito. Ou seja, sem a qualidade necessária para fornecer ao aluno autonomia ou competência nos estudos. Um índice precário de aprovação pode indicar algum problema na estratégia pedagógica adotada pela instituição.

Portanto, se um aluno avança sem ter um nível adequado de aprendizado, esse fator acarretará em problemas futuros, podendo provocar evasão escolar ou desinteresse pelos estudos.

Por isso, a educação precisa do máximo de atenção e ferramentas para indicar e apontar os erros e acertos. Ferramentas desse porte, sem dúvidas, fornecem parâmetros para que seja possível adotar estratégias de atuação.

Agora que você já sabe mais sobre o Ideb, certamente, poderá colaborar com a sociedade para identificar se há ou não problemas em alguma instituição de ensino da sua comunidade.

Para isso, é preciso que você acompanhe os dados e compare para saber se realmente o serviço de educação prestado no país está avançando ou não.

Acompanhar a evolução do Ideb também é uma forma de monitorar se as políticas públicas para a educação básica no país estão gerando resultado.

Portanto, não deixe de acessar os indicadores educacionais para que a educação no Brasil seja cada vez mais democrática e desenvolvida.

Além do Ideb, existem outros índices importantes para acompanhar este desenvolvimento. Leia também sobre o Saeb e a Prova Brasil.