instrumentação cirúrgica

Como é o curso de instrumentação cirúrgica

Essa pode ser uma oportunidade para quem gosta da área da saúde, mas ainda não tem formação superior. O curso de instrumentação cirúrgica pode ser feito por quem está terminando o ensino médio. Serve como uma especialização técnica. Sendo assim, é o primeiro passo para uma carreira de sucesso.

A profissão de instrumentação cirúrgica ainda não é regulamentada. Então, é importante saber que a contratação depende muito da empresa. Dessa forma, para entrar no curso de instrumentação cirúrgica a única exigência é concluir o ensino médio.

No entanto, na hora de conquistar uma vaga, algumas instituições dão preferência para quem tem essa capacitação técnica aliada a outra formação na área da saúde. É que alguns empregadores dão preferência a quem já tem o conhecimento mais amplo. Mas como conseguir uma vaga? Quais os desafios profissionais? É o que a gente conta pra você.

Saiba como é a rotina da instrumentação cirúrgica

O profissional formado no curso de instrumentação cirúrgica é o responsável por fornecer equipamentos a médicos e enfermeiros durante um procedimento. Sendo assim, a responsabilidade é muito grande. É você que estará numa sala de cirurgia ou então em um consultório no momento em que o paciente e, claro, toda a equipe médica mais precisam de atenção, cuidado e eficiência. Você será o responsável pela segurança, agilidade e disponibilidade dos materiais para a realização dos procedimentos.

Além disso, vale saber que o profissional que se forma em instrumentação cirúrgica prepara o ambiente operatório. Sua responsabilidade ainda será a de montar e desmontar equipamentos e fazer a higienização de todos os materiais. Assim, precisa estar atento aos detalhes e todos os procedimentos de segurança e higienização. Caso contrário, pode causar prejuízos para a saúde dos pacientes e diminuir o desempenho da equipe médica.

Leia também: Conheça 6 cursos técnicos na área da sáude

Ainda como responsabilidade, podemos destacar o desenvolvimento de tarefas de auxílio à enfermagem. Com a capacitação em instrumentação cirúrgica você terá todas as informações necessárias para isso.

Também precisará estar atento para sempre consultar o responsável pelo centro cirúrgico. A proposta é verificar e ter a certeza de que a identidade do paciente que entra na sala de cirurgia é a correta. Além disso, tem de conferir os exames pré-operatórios e saber se eles estão de acordo com o que é exigido para o procedimento que o paciente vai passar. Veja, então, que você é o profissional que faz a conferência de todos os procedimentos. Então, um perfil detalhista e focado é fundamental para se dar bem nessa profissão.

Atividades

Separamos mais alguns tópicos que valem a pena você conferir para conhecer ainda melhor as atividades de um profissional formado em instrumentação cirúrgica:

  • ordenar e controlar o instrumental cirúrgico;
  • preparar os instrumentos a serem usados na cirurgia;
  • selecionar e apresentar os instrumentos à equipe médica;
  • manter a higiene e limpeza do espaço de operação;
  • fazer a higienização de todos os equipamentos que serão usados;
  • montar e desmontar as mesas que são usadas no procedimento;
  • guardar, higienizar e conferir todos os equipamentos ao término da cirurgia;
  • conhecer o nome dos instrumentos;
  • estar atento e antever os atos médicos para atender o cirurgião com rapidez.

O curso de instrumentação cirúrgica

Com base na descrição dessas atividades, dá para perceber que o curso de instrumentação cirúrgica é complexo. Ele tem carga de 230 horas teóricas (para profissionais com formação na área da saúde) ou 500 horas teóricas (para pessoas com ensino médio).

Depois disso, ainda é necessário conseguir um estágio para praticar todo o conteúdo por pelo menos 120 horas. Esse é um requisito fundamental para que você consiga o diploma e depois possa atuar no mercado de trabalho. Algumas instituições de ensino possuem parcerias de estágio. Assim, como esse é um item obrigatório, leve a informação em consideração na hora de escolher a faculdade. Afinal, pode ser mais um apoio para você conquistar a especialização profissional em instrumentação cirúrgica.

Disciplinas do curso de instrumentação cirúrgica

Elas mudam um pouco de acordo com a instituição de ensino escolhida. No entanto, na Faculdade Estácio, por exemplo, você vai encontrar a seguinte grade curricular:

  • Noções de anatomia humana;
  • Divisão do corpo humano;
  • Constituição do corpo humano;
  • Sistemas do corpo humano;
  • Outros termos da descrição anatômica;
  • Noções de fisiologia humana;
  • Noções de microbiologia humana;
  • Noções de doenças infecto-contagiosas;
  • Noções de anestesiologia;
  • Tipos de anestesia;
  • Noções de hematologia;
  • Noções de infecção hospitalar;
  • Ética profissional;
  • Código de Ética do Instrumentador Cirúrgico;
  • Juramento do Instrumentador Cirúrgico;
  • Organização hospitalar;
  • O centro cirúrgico;
  • Central de material esterilizado;
  • Classificação de Artigos;
  • Reprocessamento e reesterilização;
  • Limpeza dos artigos;
  • Empacotamento dos artigos e instrumentais cirúrgicos;
  • Procedimentos cirúrgicos;
  • Preparo e função do instrumentador cirúrgico;
  • Tempo cirúrgico;
  • Terminologia cirúrgica;
  • Paramentação cirúrgica;
  • Escovação;
  • Características dos Principais Antissépticos;
  • Degermação;
  • Diérese cirúrgica;
  • Pinças hemostáticas;
  • Exérese cirúrgica;
  • Exaurimento Cirúrgico;
  • Instrumentais para procedimentos especiais;
  • Instrumentais para diversos fins;
  • Cuidados no manuseio do instrumental cirúrgico;
  • Contagem dos instrumentais cirúrgicos;
  • Agulhas e fios cirúrgicos;
  • Técnica de montagem de caixas cirúrgicas;
  • Apresentação do material que compõe a mesa do instrumentador;
  • Técnicas de instrumentação cirúrgica em diversos procedimentos cirúrgicos;
  • Assistência ao paciente cirúrgico;
  • Conceitos Básicos;
  • Drenos;
  • Curativos;
  • Noções de primeiros socorros;
  • Sinais vitais;
  • Abordagem inicial à vítima;
  • Avaliação da cena;
  • CABD primário;
  • Circulation (pulso e compressões torácicas);
  • Liberação de vias aéreas;
  • Ventilação boca a boca;
  • Ventilação boca a máscara;
  • Ventilação boca a nariz;
  • Ventilação boca a estoma;
  • Ventilação bolsa-valva-máscara.

Deu para perceber que a lista do curso é bem grande. Então, também se prepare para as aulas e para dominar a parte prática.

Mercado de trabalho

Ele está sempre em evolução. Além disso, oferece mais oportunidade para quem vai além do curso de instrumentação cirúrgica. Profissionais mais qualificados possuem mais oportunidades e, consequentemente, um salário maior. Sendo assim, invista na carreira para se dar bem na área.

Saiba que a instrumentação cirúrgica começou no século 20. A proposta sempre foi a de formar pessoal qualificado para apoiar os médicos cirurgiões e suas equipes. Afinal, os procedimentos nessas salas estão cada vez mais complexos e tecnológicos. Ter um profissional especialista no assunto e que domine todas as funcionalidades de um equipamento pode ser fundamental na hora de salvar uma vida.

Conhecendo mais essa realidade, é importante saber que é possível conseguir uma vaga em hospitais, clínicas e estabelecimentos de assistência médica. A principal área de atuação é na sala de cirurgia. Atua sempre como integrante de uma equipe médica, sob supervisão de um cirurgião.

Além das vagas em empresas privadas, também existem algumas oportunidades no concurso público. Afinal, muitos hospitais que atendem pelo SUS precisam dos profissionais da instrumentação cirúrgica.

O salário de um profissional da instrumentação cirúrgica

O pagamento varia bastante. Primeiro, é preciso avaliar a região do país em que se busca uma oportunidade profissional. Quanto mais concorrida, ou seja, quanto mais profissionais à disposição, menor será o salário. Assim, estados como Rio de Janeiro e São Paulo exigem mais experiência profissional para ter acesso a um bom salário. Em contrapartida, oferecem mais estrutura de trabalho. No entanto, começar a carreira no interior ou em estados menores pode render um salário melhor e outras possibilidades de aprendizado. Tudo depende da carreira que se quer construir.

Um instrumentador cirúrgico ganha em média R$ 1.984,43 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais, de acordo com o CAGED do Ministério do Trabalho.

A faixa salarial do instrumentador cirúrgico fica entre R$ 1.458,00 (média do piso salarial 2019 de acordos, convenções e dissídios) e o teto salarial de R$ 2.998,92, levando em conta profissionais com carteira assinada em regime CLT.

Além disso, é possível trabalhar como prestador de serviços. Aliás, essa é a principal modalidade disponível para um profissional da instrumentação cirúrgica. Ou seja, você pode ser contratado de acordo com a necessidade dos hospitais e clínicas. Ou então fazer parte de um time médico que já recebe chamados específicos para atender determinados casos de saúde. Levando isso em consideração, também é possível empreender na área. Ou seja, formar a própria rede de contatos para atender de forma mais independente.

  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *