Qual a diferença entre cargo júnior, pleno e sênior?

Qual a diferença entre cargo júnior, pleno e sênior?

A primeira ação para quem quer alcançar cargos júnior, pleno e sênior é escolher uma carreira. Isso significa que você precisa estar focado. Aprender uma atividade é sempre o processo mais desafiador. Por isso, os empregadores costumam valorizar o seu esforço. Afinal, é muito mais fácil para o desenrolar das atividades de uma empresa contratar um profissional que já tem algum conhecimento sobre a tarefa que vai desempenhar. Só a partir daí, é que você entrará na etapa de júnior, pleno e sênior.

 Essa classificação profissional, se é assim que podemos dizer, está mais relacionada com a sua experiência. Tem a ver com a sua capacidade física e, principalmente, intelectual, de desenvolver determinada tarefa dentro da sua profissão.

Sendo assim, as etapas de júnior, pleno e sênior, normalmente, acontecem de forma crescente. Mas existem outras classificações e algumas fases bem importantes que você vai aprender neste texto. Além disso, temos dicas para avançar na carreira e pular algumas delas.

Começando sua carreira profissional

Os mais velhos costumam dizer: o importante é começar de algum lugar. Isso não está totalmente errado, se levarmos em consideração o mundo profissional. Quando você pensa em cargos júnior, pleno e sênior, acredita que sua carreira se desenvolverá dessa maneira. Mas nem sempre é assim.

Algumas empresas costumam contratar jovem aprendiz. Essa fase da carreira é inicial. Está mais relacionada para profissionais que estão começando, sem qualquer experiência no mundo dos negócios.

Aqui, é a primeira oportunidade de entender como o mundo corporativo funciona e quais são as possibilidades. Então, errar é possível e bastante aceitável. Entrar como Jovem Aprendiz pode ser uma boa maneira de descobrir a função que você gosta de desenvolver.

A partir daqui, escolhendo a sua carreira e mantendo o seu foco, é possível escolher um curso de capacitação ou mesmo uma graduação. É claro, isso precisa estar relacionado com o seu objetivo profissional.

Então, devidamente matriculado, você pode passar para a etapa de estagiário. Isso significa que você terá a oportunidade de colocar em prática tudo o que desenvolve na sala de aula. Veja que até aqui já se foram duas etapas profissionais e nós nem comentamos sobre cargos júnior, pleno e sênior.

Então, saiba que a sua carreira é viva e pode mudar. Cada um constrói de acordo com suas possibilidades e oportunidades.

Cargo júnior

Esse costuma ser o início para muitos profissionais. Alguns não passam por fases de Jovem Aprendiz ou estagiário. Então, levando em consideração as etapas de júnior, pleno e sênior, é onde tudo começa.

O cargo júnior desenvolve atividades de menor complexidade. Costuma sofrer poucas pressões por entregas e desenvolve tarefas que exigem pouca experiência profissional.

Além disso, o júnior normalmente tem pouca autonomia e precisa aprovar suas decisões e atividades com outros membros da equipe.

Levando em consideração o nível educacional, esse profissional normalmente é recém-graduado e ainda precisa de orientação. Então, está na fase de descobertas.

Quando você ocupa um cargo júnior na empresa tem mais chances de circular entre os departamentos, oferecer apoios e aprender. É uma fase em que você poderá escolher quais atividades se identifica mais, quais são os seus dons.

Cargo pleno

Considerando a linha de evolução de cargos júnior, pleno e sênior, chegamos à metade do caminho. Aqui, você poderá desenvolver tarefas mais complexas. Afinal, terá mais maturidade profissional.

Normalmente, para chegar a um cargo pleno você precisará de aproximadamente seis anos de experiência. Principalmente porque terá que ter desenvolvido habilidades para tomar decisões sozinho.

Então, o principal diferencial aqui é que você precisa ter uma maturidade profissional. Tem que ter a capacidade de desenvolver a maior parte das atividades do seu setor e, consequentemente, da sua carreira.

Além disso, a responsabilidade de apoiar o jovem aprendiz, estagiário e o júnior será sua. Normalmente, esses outros profissionais atuam ajudando suas tarefas.

Quanto à formação profissional, normalmente o pleno está concluindo uma especialização na área. Afinal, além da maturidade profissional, é preciso desenvolver novas técnicas de trabalho. Além disso, começa o processo para você aprender a liderar equipes.

Cargos sênior

Estamos no final da etapa de júnior, pleno e sênior. Então, significa que você terá que ter desenvolvido plenas habilidades para realizar suas tarefas. Ou seja, resolver problemas dentro do seu setor não pode ser mais uma missão. Deve ser algo resolvido com facilidade e no apoio aos outros profissionais, como consultor.

Para chegar aqui, normalmente a experiência exigida é de quase 10 anos. Então, a sua trajetória será extensa e a sua bagagem bastante complexa.

Sendo assim, terá capacidade para desenvolver todas as tarefas e será cobrado por uma maturidade profissional e emocional. Você deve ser referência na equipe que atua. Poderá tomar decisões e terá capacidade para assumir funções de liderança.

A gestão de pessoas costuma fazer parte das funções de um profissional sênior. Isso porque você precisará orientar o restante da equipe no cumprimento de tarefas.

O que fazer para mudar de fase?

Agora que você aprendeu cada um dos cargos de júnior, pleno e sênior, é importante saber como pular cada uma dessas etapas. Conquistar experiência profissional é a primeira delas.

Então, depois de escolher uma profissão, foque nela e busque todo o conhecimento possível. Mudar de empresa, conversar com colegas, assumir novos projetos e desenvolver novas tarefas faz parte dessa evolução. Tudo será importante para você.

Além disso, é preciso investir em capacitação. Faça uma graduação, uma especialização e até um curso técnico para desenvolver alguma debilidade com uma ferramenta de trabalho, por exemplo. Veja algumas possibilidades, além da sua graduação, que podem apoiar nas etapas de júnior, pleno e sênior:

Fundação Bradesco

Oferece cursos gratuitos e que podem ser realizados pela internet para apoiar sua carreira profissional. Existem temas como:

  • Administração;
  • Contabilidade e Finanças;
  • Desenvolvimento Pessoal e Profissional;
  • Educação e Pedagogia;
  • Informática.

Essa empresa também abre o site para oferecer cursos online e de forma gratuita. É mais uma chance de conseguir certificados e colocar em prática as atividades no seu mundo corporativo:

  • Curso de Marketing de Conteúdo;
  • Curso de Produção de Conteúdo para Web;
  • Certificação de Inbound Marketing;
  • Curso de Outbound Marketing & Sales | Outbound Go;
  • Curso de Revisão de Conteúdo para Web;
  • Curso de WordPress na Prática.

Instituto Politécnico de Ensino a Distância (Iped)

Oferece cursos como:

  • 3D e Games;
  • Administração;
  • Ambiental;
  • Animações e Design;
  • Arquitetura e Engenharia;
  • Artesanato;
  • Gastronomia;

Faça um bom currículo

Para avançar entre os cargos de júnior, pleno e sênior, é preciso ter um bom currículo. Então, gaste tempo e recurso desenvolvendo o seu.

Saiba que não é necessário identificar no seu currículo qual é o seu atual cargo. Se você é um profissional júnior, pleno e sênior. Isso fica a critério do selecionador. Se limite em especificar todas as tarefas que já realizou, os projetos que desenvolveu e as empresas que atuou.

Lembre-se que cada empresa tem uma forma de classificar os seus profissionais. Então, não se limite. Alguns sites se dedicam exatamente a elaborar currículos. Eles disponibilizam modelos para você editar e depois exportar no formato que quiser. A maioria exige um cadastro gratuito super simples.

  • Canva
  • Crello
  • Wix
  • CV Maker
  • Gerador de Currículo
  • Currículo profissional

Lembre-se também de montar o seu portfólio. Ele vai reunir as provas documentais do seu trabalho.

Em profissões como designer gráfico, jornalista, fotógrafo, marketing, entre outras, ele é comum. Isso porque é possível fazer um site simples e dispor ali as peças gráficas feitas por eles, os textos escritos, fotos, enfim.

Vagas

Ao encontrar site com vagas para cargos júnior, pleno e sênior, preencha o cadastro com atenção. Prepare-se para a entrevista. Invista em networking. Além de procurar online, você precisa também fortalecer seu networking para se manter relevante no mercado. Afinal de contas, os sites de emprego são apenas uma ferramenta, mas contatos também são essenciais para garantir que as empresas vão encontrá-lo.

Nós temos muito mais conteúdo esperando por você no blog Vai de Bolsa. Use o seu tempo para desenvolver ainda mais a carreira profissional. Vem com a gente!