Se você fez o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, em janeiro deste ano, e outros vestibulares no fim do ano passado, deve estar atento ao Sisu, certo? Mas o sistema pode confundir muito para aqueles que têm objetivo de ingressar em uma universidade pública. Por isso, vamos apresentar todos os detalhes sobre a lista de espera Sisu. 

O programa conta com uma lista de espera para aqueles que não conseguiram passar na primeira chamada. Sim, é possível realizar o sonho de se tornar um graduando ao longo de algumas chamadas subsequentes.

No entanto, você precisa estar muito atento a datas, afinal, não é de maneira automática que funciona a lista de espera Sisu. Você precisa se inscrever. Quer saber mais? Acompanhe o post e saiba tudo sobre a lista de espera Sisu. 

Leia também: Como usar a nota do Enem? Confira 6 opções para seu futuro

O que é o Sisu?

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) consiste em um sistema informatizado gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual as instituições públicas de ensino superior oferecem suas vagas para os candidatos que prestaram o Enem

O processo é uma primeira etapa de inscrição, em que o candidato deve escolher uma ou duas opções de cursos de graduação que são ofertadas pela instituição escolhida pelo participante. Neste momento, você deve escolher se vai participar das vagas de ampla concorrência ou cotas. 

Após concluir o prazo de inscrições, o sistema faz uma seleção automática e classifica os candidatos. Ou seja, é o resultado da primeira chamada. Esta classificação é pensada de acordo com as notas do Enem, pesos e bônus, dentro do número de vagas ofertadas por cada instituição. 

Caso o participante tenha passado nesta primeira seleção, precisa estar mais atento. Para conseguir garantir a vaga no seu curso, é necessário se matricular logo após. Lembre-se: o candidato tem apenas uma chance para se matricular. Se você perder o prazo, o sistema entende que o participante não se interessou pela vaga e encaminha para a segunda chamada. Para isso, você precisa estar de olho no cronograma do Sisu. 

Quem é selecionado na segunda opção tem uma chance a mais. Mesmo que faça a matrícula, pode integrar a lista de espera para o curso escolhido na primeira opção.

Como funciona a lista de espera do Sisu?

A lista de espera Sisu funciona assim: depois que passou a primeira chamada o sistema disponibiliza uma lista de espera para as instituições. Dessa maneira, as universidades podem ocupar essas vagas que não foram selecionadas na chamada regular da seleção. 

Geralmente são alunos que desistiram do curso, perderam o prazo ou tiveram problemas e acabaram não realizando a matrícula.

Lembre-se que a lista de espera só é válida para apenas uma das opções selecionadas no ato da inscrição do Sisu. Como já dito, o processo não é automático, você precisa manifestar seu interesse pela vaga no próprio site do Sisu. 

Muitas pessoas conseguem fazer o curso dos seus sonhos graças a esse processo. As notas de corte mais altas costumam ser acima de 850 pontos nas áreas mais concorridas e a lista de espera, junto da segunda opção de curso, são oportunidades concedidas pelo MEC para que todos tenham a chance de cursar uma universidade pública.

Leia também: Como passar no Sisu com a nota do Enem

Os selecionados do Sisu

Só para você ter uma ideia, o Sisu todo ano oferece cerca de 300 mil vagas em todo país, mas em contrapartida recebe milhões de inscritos. O que faz com que o processo seja muito concorrido. A média atual de notas do Sisu está na casa dos 680 pontos. Esta é a nota mínima que o candidato precisa tirar para passar no processo. Por isso, você precisa se preparar bastante para o processo, cada ano tem mais inscritos. 

Quem quiser participar precisa ter feito a edição mais recente do Enem. Por conta da pandemia, o Enem 2020 foi realizado em janeiro de 2021. Por isso o Sisu este ano também teve mudanças no seu calendário. A seleção do primeiro semestre geralmente acontece em janeiro e dura quatro dias. Em 2021 será realizada em abril. A do segundo, ainda não foi divulgado, mas normalmente é em junho.

Quando as inscrições estão abertas, o candidato escolhe duas opções de curso e pode ir alterando conforme a necessidade. Poucos dias após o encerramento, saem os resultados tão esperados.

O Sisu tem apenas uma chamada, que traz os nomes daqueles que foram aprovados logo de cara, e uma lista de espera, que é a segunda chance de entrar. A seguir, veja como participar da lista de espera do Sisu e como saber se foi selecionado.

Como participar da lista de espera do Sisu

Para participar da lista de espera do Sisu é necessário, antes de tudo, ter participado da seleção regular. O processo é muito rápido. As inscrições para a lista de espera Sisu abrem no dia seguinte à divulgação dos resultados. Ou seja, em um dia são divulgados os selecionados e no outros já tem inscrição para quem quer participar da lista de espera. 

Normalmente, o  prazo para participar da lista de espera é de uma semana. O candidato interessado tem de acessar o sistema do Sisu nesse período e confirmar interesse em participar da lista de espera.

É possível escolher entrar na lista para vaga na primeira ou na segunda escolha de curso feita na seleção regular. Caso o interessado tenha passado em uma das opções, não poderá mais se inscrever.

Como saber o nome dos selecionados da lista de espera do Sisu

Diferente dos vestibulares, o Sisu não divulga os aprovados na lista de espera da mesma forma que acontece na chamada regular, que é feita pelo site oficial. 

Os candidatos precisam fazer esse processo junto a instituição que está tentando a vaga. É preciso muita atenção neste momento, porque pode parecer muito confuso, mas é um caminho fácil. 

Assim como nos vestibulares tradicionais, as universidades divulgam a relação dos selecionados em seu site oficial, no entanto, outras divulgam através de cartazes dentro da mesma instituição. Caso você não more na mesma cidade que a instituição escolhida, você pode ligar para o departamento para saber sobre o andamento da lista. 

Independentemente de tudo, o importante é estar sempre na cola da faculdade. Isso porque, caso seja aprovado, você terá um prazo curto para levar a documentação necessária para efetivar a matrícula. Caso perca o prazo, a vaga é destinada a outra pessoa.

Leia também: Como conseguir uma bolsa para alunos de baixa renda?

Outras alternativas ao Sisu

Caso você não tenha sido selecionado no Sisu, não desanime. A seleção não é a única oportunidade de ingressar em uma universidade. Você ainda pode realizar seu sonho de se tornar um graduando. 

O Sisu é apenas o primeiro de um calendário de processos seletivos que usam a nota do Enem para distribuir vagas no ensino superior. Assim que o processo seletivo se encerra, por exemplo, começa o ProUni. No entanto, o ProUni é um programa para universidades privadas. Com ele, você pode conseguir bolsas de até 100% durante o curso todo. 

Quando acaba o ProUni, começa o Fies, o programa de crédito estudantil que permite fazer uma faculdade privada sem se preocupar com as mensalidades. A dívida só começa a ser cobrada depois da formatura, em suaves prestações mensais que podem se estender por vários anos.

Se você fez qualquer Enem a partir de 2010 e não zerou a redação, ainda pode tentar vaga pelo ingresso direto, modalidade simplificada de acesso a faculdades privadas sem precisar fazer vestibular.

Independente da escolha do processo que você quer participar, o importante é ter uma boa nota no Enem. Por isso, você precisa se preparar o ano todo, certo?

No nosso blog você encontra muitas dicas para melhorar seus estudos e se preparar para vestibulares e Enem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui