Como fazer mestrado em Portugal

Como fazer mestrado em Portugal

Estudar fora do país é um sonho para muitos estudantes universitários, principalmente, quando o assunto é mestrado. Nesse caso, um dos países com procura é Portugal, muito pela questão da língua local. Certamente, a língua portuguesa por lá torna os estudos mais acessíveis. Mas, se você sempre teve interesse de fazer um mestrado em Portugal mas nunca soube como, estamos aqui para tirar todas as dúvidas.

Até porque um mestrado no exterior é uma excelente alternativa para incrementar seu currículo. Por isso, descubra como fazer um mestrado em Portugal e garanta o tão sonhado título de mestre.

Descubra como fazer mestrado em Portugal

Uma pós-graduação internacional pode ajudar a mudar radicalmente o seu currículo e tornar você um profissional diferenciado no mercado. Mas quando se almeja algo grandioso, como estudar fora do país, várias dúvidas surgem e tornam um tanto nebulosa essa realidade.

Para isso, você deve elencar essas perguntas e ir respondendo aos poucos. Certamente as respostas que você encontrará tornarão esse sonho mais possível. Para fazer um mestrado em Portugal, é primordial atender aos seguintes pré-requisitos junto às universidades do país:

  • Carta de motivação (o candidato deverá fazer uma entrevista do porquê deseja estudar em Portugal);
  • Fotocópia do passaporte;
  • Diploma da graduação;
  • Histórico escolar da graduação;
  • Currículo Vitae europeu (com data e assinatura).

Obtendo a carta de aceitação

Saiba que você não conseguirá obter o visto de permanência em Portugal sem essa carta. Ela consiste em um aval dado pela instituição que você escolheu para que possa estudar nela. Para obtê-la será preciso selecionar a instituição e, após isso, fazer a inscrição.

Tudo isso pode ser feito online. Você poderá saber mais sobre algumas instituições portuguesas no decorrer desse post. Após ser aprovado na seleção de mestrado, a instituição irá enviar ao candidato uma carta de aceitação. Feito isso, essa carta deverá ser apresentada no consulado para obter o visto de permanência em Portugal como estudante.

O que eu preciso para fazer um mestrado em Portugal?

Esse é o ponto de partida que você deve ter em mente para entender como conseguir um mestrado em Portugal. Para isso, você deverá avaliar as possibilidades e o planejamento necessário para que você consiga se manter com os estudos no exterior. Portanto, comece a planejar o que será necessário mover para obter o seu título de mestre. A dica valiosa para isso é: comece pelo básico. Veja a seguir uma lista de pelo menos três itens que você precisa para isso:

  • Documentação
  • Planejamento econômico
  • Qual instituição buscar a vaga para mestrado

Documentação

Ter a documentação em dia é fundamental para concorrer a uma vaga de mestrado em Portugal. Desse modo, você deve estar com a sua carteira de identidade atualizada, passaporte também e os documentos referentes à graduação, como: diploma, prova de título e currículo Lattes todos em dia e ver se estão de acordo com a instituição que você irá pleitear a vaga.

Qualquer irregularidade nesta etapa pode ocasionar em atraso ou correria desnecessária e pode comprometer a sua candidatura.

Visto de estudante

Saiba que esse é o documento essencial e mais burocrático que você precisará para fazer um mestrado em Portugal. Se você pretende residir por mais de um ano, por exemplo, será necessário ter um Visto de Residência. Caso o seu período de estadia não chegue a um ano, você precisará de um Visto de Estadia Temporária. Para isso, é necessário enviar um pedido para o consulado geral de Portugal, que fica em São Paulo, e pagar uma taxa de requerimento via boleto bancário.

Para quem reside na região Sul do país (Rio grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), esse pedido pode ser enviado também aos vice-consulados. Nesse caso se encontram em Porto Alegre ou Curitiba e o pagamento das taxas de requerimento será feito nesses locais.

É importante lembrar que esse processo de retirada de visto é um tanto burocrático. Por isso você deve estar com paciência e disponibilidade de tempo para fazer a requisição do visto. Outro fator a ser levado em conta é que você não deve ter a passagem comprada até estar legalmente autorizado a residir e estudar em Portugal. Pois isso depende de prazos por parte do consulado e comprar a passagem antecipadamente poderá ser um prejuízo.

Saiba também que quem é beneficiário de bolsas de estudo da Capes ou do Estado Português tem isenção a algumas taxas de requisição de vistos. Para saber mais, basta acessar o site do Consulado de Portugal.

Seguro de saúde PB4

Ao fazer a requisição de visto para residência, você estará segurado pelo sistema de saúde internacional, por exemplo. Isso irá garantir a você atendimento médico caso haja necessidade de internação hospitalar e também atendimento de urgência e emergência hospitalares.

O seguro que protegerá você nesses imprevistos é o PB4. Saiba que ele é um seguro de saúde gratuito e que faz parte de um pacto firmado entre Brasil e Portugal. Desse modo, ele é necessário, pois a saúde em Portugal é paga e se você não estiver segurado pelo PB4, pagará bem mais caro se precisar de atendimento médico. Por isso, é extremamente importante que você o possua, pois ele fará com que você pague o mesmo que um cidadão local.

Planejamento econômico

Esse é um fator fundamental para a sua permanência no exterior. Saiba que você não terá tranquilidade em estudar fora do país se não tiver feito um bom planejamento econômico.

É importante que você leve em consideração que os gastos serão em uma moeda estrangeira, no caso Euro, que vale mais que o Real. Portanto, é importante você avaliar se não é mais viável residir em uma cidade menor, fora das metrópoles como Lisboa e Porto. Isso consequentemente acarreta em uma cidade com um custo de vida mais baixo.

O planejamento econômico é necessário mesmo que você conte com o apoio de bolsas de estudo, como Cnpq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) ou Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A vida no exterior é bastante diferente e você deverá estar preparado para possíveis imprevistos. Desse modo, ao ter feito um bom planejamento econômico, será mais fácil lidar com as adversidades.

Caso você não disponha de uma bolsa de estudos viabilizada pelo governo federal, também é possível tentar angariar outras, através de fundações ou instituições privadas. Se você deseja saber mais, você pode visitar alguns artigos clicando no link do blog Vai de Bolsa.

Qual instituição você pensa em fazer o mestrado

Saiba que também é fundamental saber em qual instituição é possível fazer a pós-graduação. Você deve saber se você tem chances de concorrer a uma vaga em uma instituição pública ou privada. Sendo assim, você conseguirá direcionar melhor o seu esforço e conseguirá focar naquilo que é necessário para garantir a vaga.

Vale lembrar que é um pouco trabalhoso, mas é importante que você pesquise sobre as instituições de ensino que oferecem mestrado em Portugal. Você pode fazer isso de duas formas. Uma delas é pesquisar na internet sobre a avaliação das instituições portuguesas de ensino e assim decidir por ranking ou ir no site de cada uma delas e verificar se existe disponibilidade para o curso que você almeja.

Essa última opção, embora seja mais trabalhosa, certamente é mais precisa, portanto, mais confiável. Veja a seguir uma lista de algumas universidades portuguesas:

  • Universidade do Porto;
  • Universidade de Lisboa;
  • Universidade de Coimbra;
  • Universidade Nova de Lisboa;
  • Universidade do Minho;
  • Universidade de Aveiro.

Outra questão que deve ser observada é que cada instituição tem um método de seleção para mestrado. Portanto, a forma de ingresso acaba sendo bastante relativa. Para isso, cabe a você investigar em qual método você tem mais chance. Isso ajudará a aumentar as chances de você conquistar uma vaga para o mestrado em Portugal.

Validação do título de mestrado

Saiba que após obter o título de mestre será preciso validar o seu diploma no Brasil. Caso contrário, ele não terá nenhuma garantia no território nacional. Fazer isso é algo bem simples e pode ser realizado online.

Para validar o seu diploma, você deverá acessar a plataforma Carolina Bori, do Ministério da Educação. Após isso, você deverá se cadastrar no portal e preencher os seus dados de acordo com o que é exigido nos campos. A plataforma é bastante intuitiva e você não terá maiores dificuldades em realizar o processo.

Organização é o melhor caminho

Agora que você já sabe como conseguir seu mestrado em Portugal, vale a pena tentar se organizar para buscar uma qualificação no exterior. Os ganhos de experiência podem ser muito variados e certamente farão de você um profissional diferenciado.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.