modalidade de ensino

Modalidade de ensino: saiba escolher entre EAD e presencial

Muitos estudantes ainda têm dúvidas na hora de escolher entre as modalidades de ensino presencial, semipresencial ou educação à distância (EAD). Afinal, a modalidade presencial é a forma de ensino mais popular durante a nossa formação escolar.

Entretanto, cada vez mais as pessoas estão interessadas em cursos que se adaptem a sua realidade. Isso porque alguns fatores podem dificultar o acesso ao ensino superior. E, desse modo, deixar ainda mais longe o sonho de cursar uma graduação. 

Portanto, se você ainda tem dúvida sobre como escolher uma modalidade de ensino, reunimos algumas dicas para te ajudar a decidir. 

Leia mais: Vantagens do EAD: saiba se estudar a distância é o indicado para você

Tipos de modalidade de ensino 

1. Educação a distância (EAD)

O ensino EAD é uma das modalidades que mais crescem no Brasil. O formato de ensino EAD também se destaca pela crescente qualidade dos cursos oferecidos nas faculdades. Cada vez mais universidades conquistam o reconhecimento de seus cursos no Ministério da Educação (MEC)

Na modalidade de ensino EAD o aluno possui flexibilidade e autonomia para estudar. Isso porque o aluno pode escolher fazer as atividades do curso quando e onde quiser. Assim como fica à escolha do aluno organizar sua própria rotina de estudos. 

De fato, a praticidade é uma das vantagens desta modalidade de ensino. Já uma desvantagem é pouca interação com professores e colegas de curso. Todavia, há cursos EAD que oferecem aulas ao vivo. O que promove mais trocas entre os alunos e professores.

O avanço do ensino à distância é uma das razões da democratização do ensino superior no Brasil. A modalidade possibilita menos gastos de deslocamento e alimentação. Assim como, oferece uma oportunidade de estudo a quem tem pouco tempo em sua rotina.

Acesso às atividades e avaliações nos cursos à distância

Geralmente, o ensino é mediado por uma plataforma online. Nesta ferramenta, o aluno vai encontrar os conteúdos dos cursos em que está matriculado. É neste ambiente que o aluno poderá assistir videoaulas, fazer download de textos e ter acesso a todo o conteúdo organizado pelo professor do curso. 

Para isso é preciso ter acesso à internet. Além disso, o estudante terá que possuir um dispositivo eletrônico que possibilite que assista as aulas e envie atividades e trabalhos via internet.  

Já as avaliações são feitas a cada final de módulo, de forma presencial. Assim como, dependendo do curso, também há atividades práticas a serem realizadas presencialmente. 

Em geral, os cursos oferecidos nesta modalidade possuem poucas atividades práticas. Como Administração de empresas, Contabilidade, Economia e Sociologia. 

2. Semipresencial

A modalidade de ensino semipresencial busca mesclar o ensino EAD e o presencial. Assim sendo, o curso semipresencial pode ter poucas horas de aula virtuais. Concentrando-se assim em mais aulas presenciais. Ou então dividir aulas presenciais e aulas online de forma igual. 

De acordo com o MEC, a faculdade que oferece o curso tem autonomia para organizar a grade curricular. Dessa maneira, cada universidade vai fazer a distribuição das horas aulas de uma forma diferente. 

Essa modalidade também é conhecida como uma forma híbrida de ensino. O estudante que escolhe esta modalidade pode usufruir da praticidade que o ensino à distância oferece. Assim como, pode aproveitar o melhor do formato presencial, como a interação entre os colegas de classe e com os professores.

Atividades e avaliações no ensino semipresencial

Para cursar uma graduação, curso técnico ou pós-graduação nesta modalidade é preciso que o aluno tenha alguma disponibilidade para estar em aulas presenciais. Assim como, que o aluno possua os recursos básicos tecnológicos para acessar aulas e conteúdos via internet.  

Do mesmo modo, o formato de ensino vai reunir alguns métodos de avaliação das duas modalidades. Serão realizadas tanto atividades presenciais, quanto entrega de trabalhos via a plataforma de ensino online. 

Os cursos do modelo semipresencial, geralmente possuem algumas atividades práticas e presenciais, ao mesmo tempo que oferecem uma carga de conteúdo teórico que pode ser estudado de casa. Nesta modalidade são oferecidos cursos como Arquitetura e Urbanismo, Jornalismo, Letras e Ciência Sociais. 

3. Presencial

Apesar das modalidades EAD e Semipresencial estarem ganhando mais espaço ultimamente, o ensino presencial é uma das formas mais tradicionais e populares no Brasil. 

A vantagem deste formato de ensino é que ele promove um contato mais próximo entre os futuros colegas de profissão. Neste sentido, os alunos que fazem cursos na modalidade de ensino presencial criam vínculos mais fortes e duradouros. São contatos que no futuro podem render uma indicação para uma vaga de emprego, por exemplo. 

Além disso, a dinâmica de aula presencial permite uma participação maior do aluno. Também é possível tirar dúvidas de forma mais fácil com o professor. Esse é um modelo de aula eficaz para realizar debates entre os alunos. 

É importante ter disponibilidade para ir às aulas presenciais, porém há cursos presenciais que são noturnos. Ou seja, também são acessíveis para quem trabalha o dia inteiro. 

Para cursar uma formação nesta modalidade é preciso contabilizar os gastos de deslocamento até a faculdade. Assim como de alimentação.

Avaliações e atividades no modelo de ensino presencial

Cursos na área da saúde, como Medicina, Enfermagem, Odontologia e Medicina Veterinária normalmente são oferecidos no modelo presencial. Estas atividades podem ocorrer em laboratórios e até clínicas de atendimento ao público. 

As atividades e avaliações são feitas em sala de aula. Todavia, o modelo de ensino pode oferecer além de aulas, palestras, exibições de filmes e seminários.

Nesta modalidade a anotação de presença é prática essencial de avaliação. Assim sendo, é importante que o aluno seja pontual e frequente nas aulas.

Dicas de como escolher uma modalidade de ensino

Cada modalidade de ensino possui vantagens e desvantagens. Cabe a você escolher a melhor modalidade que mais se encaixa na sua rotina. 

Afinal, se você trabalha o dia todo e quando chega em casa precisa cumprir algumas responsabilidades, é possível que você não tenha tanto tempo para assistir aulas e estudar. Nesse sentido, você vai se adaptar melhor escolhendo um curso EAD . 

Mas também há pessoas que podem se dedicar completamente aos estudos. Desse modo, o estudante pode usar a maior parte do seu tempo para estudar, sem distrações. Se este for o seu caso, a modalidade presencial de ensino é a mais apropriada para você.

Agora, se você consegue balancear suas atividades com os estudos, talvez a modalidade semipresencial é a melhor opção. Alguns estudantes possuem trabalhos de meio período, ou estágios. Assim sendo, a melhor escolha é mesclar as modalidades de ensino.

Uma escolha inteligente da modalidade de ensino é feita após uma análise das suas condições reais de dedicação diária.

Você consegue se deslocar até a faculdade? Possui uma boa conexão com internet? Não abre mão de ter uma comunicação pessoal com os colega? Ou prefere organizar seus horários de estudo de forma individual?

O importante é que nada impeça você de fazer um curso técnico, uma graduação ou especialização. 

Curso deve ser reconhecido pelo MEC

Fique atento! Seja qual for a modalidade de ensino que você escolher, certifique que o curso é reconhecido pelo MEC. Essa informação pode ser consultada na universidade que você escolher, ou no próprio site do Ministério da Educação.

Isso porque é o Ministério da Educação que regulamenta os cursos EAD, semipresenciais e presenciais. Para que o seu diploma seja válido e te ajude a alcançar uma vaga de trabalho, o seu curso precisa ser reconhecido pelo MEC.

Este reconhecimento garante que a faculdade e a formação que você escolheu são qualificadas.

Para isso, o MEC analisa a equipe de professores, a grade curricular e as instalações de laboratórios na faculdade. Dessa forma, é garantido que o curso, seja ele EAD, presencial ou semipresencial, vai formar profissionais capacitados.

Agora que você conseguiu identificar qual das três modalidades de ensino é a ideal para você, leia mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *