A nota de corte do Enem é a menor nota do candidato que foi selecionado no curso superior escolhido.  Isso significa que não é definitiva e pode mudar bastante durante seu processo de inscrição. Seja no Sisu, Prouni ou Fies. Além disso, a nota de corte também é influenciada pelo curso e instituição de ensino.

Antes de entender a nota de corte do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), saiba que o cálculo da nota da prova por si só é bastante complexo.

A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é o método usado para calcular o desempenho individual dos estudantes. A TRI coloca na balança o grau de dificuldade de cada questão objetiva e a coerência nas respostas.

Por isso, acertar muitas perguntas nem sempre é garantia de boa performance e se quiser saber mais sobre a TRI, veja aqui no blog.

Neste texto, você vai entender como funciona a nota de corte do Enem, bem como porque é preciso ficar atento a ela se quiser começar uma graduação.

Nota de corte no Sisu

Sem dúvida, de uma coisa não tem como escapar, quanto melhor for o seu desempenho individual no Enem, mais chances de alcançar a sonhada vaga no ensino superior.

Aliás, o principal programa de acesso para isso é o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Por meio dele, estudantes de todo país se inscrevem para conseguir estudar em uma universidade pública.

Dessa forma, o Sisu abre inscrições duas vezes ao ano, são três dias de seleção, tudo online. No terceiro dia, o estudante já fica sabendo se conseguiu a vaga ou se vai ficar em lista de espera.

Veja abaixo a lista dos cursos mais concorridos em universidades públicas de cada região do país. Ao lado dos cursos, você vai ver as notas de corte arredondadas.

Universidade de São Paulo (USP)

1º Engenharia Aeronáutica – 870
2º Medicina – 858
3º Engenharia de Computação – 849

Dados de 2019*

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

1º Medicina – 775
2º Engenharia da Computação – 756
3º Relações Internacionais – 755

Dados de 2018*

Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

1º Medicina – 774
2º Direito – 753
3º Odontologia – 752

Dados de 2018*

Universidade Federal da Bahia (UFBA)

1º Medicina – 773
2º Medicina – 767
3º Engenharia Elétrica – 760

Dados de 2018*

Universidade Nacional de Brasília (UnB)

1º Medicina – 815
2º Engenharia Mecatrônica – 773
3º Engenharia Civil – 770

Dados de 2018*

As pontuações acima são da ampla ocorrência. Isso porque no Sisu as instituições também destinam 50% das vagas aos programas de ações afirmativas. Assim, entre candidatos oriundos de escolas públicas, por exemplo, a nota de corte do Enem pode ser outra.

Ainda mais que algumas universidades ainda têm seus próprios vestibulares, como a USP. Por isso, o número de vagas ofertadas pelo sistema é menor se comparado a outras instituições. Como resultado, as notas de corte serem mais altas.

Por que a nota de corte do Enem muda?

O Sisu recebe inscrições de todo o Brasil. No segundo semestre de 2019 foram mais de 452 mil candidatos para 59.029 oportunidades de cursos gratuitos.

Imagine todas essas pessoas entrando na plataforma e fazendo suas inscrições. Lembrando que cada um pode escolher até duas opções de cursos. Também deve ser informado se vai disputar vagas de ações afirmativas ou ampla concorrência.

Cada candidato têm três dias para fazer as inscrições e modificá-las se achar que deve. Por exemplo, você pensa em Engenharia da Computação e como segunda opção, Engenharia Elétrica. No entanto, viu que por causa da nota de corte nesses cursos, pode não ficar bem colocado. Decide mudar a inscrição e coloca Sistemas de Informação como primeira opção.

Alterações como essa também podem ser feitas pelos outros candidatos em seus cursos. Por consequência, as notas de cortes do Enem mudam de um dia para o outro.

Outra questão é que as universidades podem dar pesos diferentes para cada área de conhecimento da prova do Enem, ou ainda, exigirem uma nota mínima para a redação, por exemplo.

Assim, um mesmo candidato pode ter notas distintas para cada curso. Por isso, nem sempre a nota que você vê como resultado do Enem é a mesma que vai aparecer nas suas tentativas no Sisu.

Mas calma, não é um “jogo de sorte”. Alguns cursos já possuem uma nota de corte alta, como o de Medicina, por exemplo. Outros, apresentam o histórico oposto, ou seja, não costumam exigir notas tão altas. Com isso, os candidatos conseguem ter uma ideia de quanto precisam tirar.

Veja quais são os cursos menos concorridos neste artigo.

O importante é não se desesperar. Mesmo que você tenha ido mal no Enem, há outras possibilidades que você deve prestar atenção.

Nota de corte Fies e Prouni

Em 2018, as maiores notas de corte do Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa Universidade para Todos (Prouni) também ficaram com o curso de Medicina. As médias ficaram em 720 e 777 pontos, respectivamente. Lembrando que ambos oferecem vagas em instituições privadas de ensino.

Para concorrer às bolsas integrais ou parciais do Prouni, é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na prova do Enem e não ter zerado a redação. Além de ter estudado todo o ensino médio em escola pública ou ter sido bolsista integral em escola particular e ter renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos.

O processo seletivo do Prouni ocorre duas vezes por ano, no primeiro e segundo semestre.

Para o Fies, o candidato também deve ter conseguido, no mínimo, 450 pontos na prova do Enem e ter tido nota maior que zero na redação. Esse programa também avalia a renda familiar mensal per capita para a concessão do financiamento. Sendo assim, não ignore o cálculo da renda, faça o teste. Você pode ter condições de conquistar uma vaga de graduação e nem saber.

Pela nota de corte dos dois programas, já deu pra entender que eles funcionam de forma parecida com o Sisu. Sendo assim, candidatos com notas mais altas acabam tendo mais possibilidades. As maiores notas  também alteram a disputa e elevam a nota de corte dos cursos.

Vale lembrar que ao contrário do Sisu, o Prouni também oferece vagas na modalidade Ead (a distância). O Fies não oferece vagas para ensino a distância.

Além disso, o candidato que ganhar a bolsa parcial do Prouni ainda pode participar do processo seletivo do Fies para tentar financiar o restante das mensalidades.

Nota de corte Prouni

Média de 650 a 770 pontos (mais concorridos)

1º Medicina
2º Engenharia Civil
3º Direito

Média de 450 a 600 pontos (menos concorridos)

1º Ciências Aeronáuticas
2º Design de Interiores
3º Pedagogia

Nota de corte Fies

Média de 600 a 700 pontos (mais concorridos)

1º Engenharia Aeronáutica
2º Engenharia Civil
3º Medicina

Média de 450 a 600 pontos (menos concorridos)

1º Jornalismo
2º Administração
3º Pedagogia

Nota de corte instituições privadas em geral

Cada faculdade ou universidade particular estabelece as próprias regras. Por isso não há nota de corte do Enem única para seus cursos. Para saber se você pode usar a pontuação obtida no Enem, consulte a instituição de ensino que você se interessou.

Agora, você já sabe como funciona a nota de corte do Enem. Continue acompanhando outros textos aqui do blog Vai de Bolsa. Tem muito conteúdo para você que conquistou sua vaga e também para você que não vai desistir e continuará estudando muito para o próximo exame. Até a próxima!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui