Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!
oportunidade-de-trabalho-dicas-diferenciar-curriculo-concorrencia-vai-de-bolsa

Oportunidade de trabalho: 5 dicas para diferenciar o seu currículo

Oportunidade de trabalho para quem não tem uma boa qualificação está custando a aparecer. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados pelo portal G1, a taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,6% no trimestre encerrado em dezembro 2018, afetando 12,2 milhões de brasileiros.

O mercado de trabalho do País está em recuperação, mas a maioria dos empregos ainda paga pouco. Há oportunidades de salário melhores, mas que estão voltadas para os profissionais que têm uma qualificação maior. Hoje, para muitos, não basta ter um diploma de ensino superior. Para diferenciar-se entre tantos candidatos, é preciso continuar investindo em cursos de especialização. Se você está procurando formas de destacar o seu currículo para conseguir uma boa oportunidade de trabalho, veja as cinco dicas que preparamos para você neste texto.

Como encontrar uma oportunidade de trabalho seguindo 5 dicas simples

A concorrência por uma oportunidade de trabalho que faça você seguir aprendendo e que pague um bom salário está grande. Para quem está começando uma carreira, é preciso destacar-se dos demais ao evidenciar outros aspectos de sua trajetória. Já quem conta com uma boa bagagem no mercado deve procurar maneiras de diferenciar-se de outros candidatos que já também já possuam experiência.

Bolsa ENEM
👉 Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR Estácio que está chegando com 70%* de desconto em todo curso.

Não importa se você se encontra no primeiro ou no segundo grupo, provavelmente as dicas abaixo vão ajudá-lo a encontrar uma boa oportunidade de trabalho na sua área. Confira:

1. Mantenha seu currículo atualizado e com formatação adequada

Investir tempo na criação de um currículo dá retorno. É nisso que confia a especialista em carreiras especialmente atenta aos millennials Eline Kullock. “É preciso refletir sobre sua carreira e não só sobre seu CV”, aconselha Eline em entrevista à Revista Exame. A dica é que você se concentre em transmitir, de forma clara e honesta, o que você absorveu em cada uma das suas experiências até o momento.

A questão da trajetória, fundamental na hora de uma entrevista de emprego, deve transparecer no seu currículo. Por isso, é possível incluir também trabalhos universitários ou voluntários entre suas experiências. Mesmo que essas iniciativas não tenham sido projetos remunerados, elas merecem destaque se tiveram um papel no aprimoramento das suas habilidades, como pode ser o caso do trabalho em equipe ou o desenvolvimento de uma visão estratégica, por exemplo.

A vantagem de incluir no currículo mesmo atividades que não estejam diretamente ligadas às oportunidades de trabalho é que elas podem render uma narrativa interessante na sua entrevista de trabalho. “É algo que vai suscitar uma pergunta na entrevista e servir de gancho para desenvolver a resposta”, diz ela.

A mesma lógica vale para quem tem muitas experiências e pouco espaço no currículo. Nesse caso, deve-se escolher as atividades mais significativas na sua formação e que façam parte da sua narrativa. Eline compara um currículo com jogar uma pérola na mesa: tendo fisgado o interesse do empregador, você terá tempo para completar as lacunas e mostrar pessoalmente o que mais sabe fazer.

Vale a pena publicar seu currículo nos grandes sites agregadores de currículos, como Catho Online, Infojobs, e também em redes que incentivam o networking. Procure ainda participar de eventos da sua área, busque por contatos influentes e tenha um cartão de visita sempre em mãos. Não desperdice oportunidades de ter contatos valiosos e de fazer networking pessoalmente.

Bolsa ENEM

Você sabia que pode conseguir uma bolsa de até 60% no curso todo na Estácio com a sua nota do ENEM dos últimos 5 anos? Confira aqui o valor da sua bolsa e economize na graduação! 🎓

2. Trabalhe as suas forças e talentos juntamente com as suas oportunidades

Muito importante: não aceite uma oportunidade de trabalho qualquer. É verdade que na hora em que a vida financeira aperta e o tempo vai passando, a vontade de topar a primeira oferta aparece. Porém, é preciso ter cautela. Se a vaga não estiver alinhada com as suas expectativas, você pode acabar se desmotivando.

Bueno Raffa, diretor executivo da Thomas Case & Associados, consultoria de gestão de carreiras e RH, comenta que ninguém gosta de apresentar um trabalho ruim. Por isso, é preciso tomar cuidado para não desperdiçar a oportunidade de trabalho oferecida e ainda deixar uma imagem de mau profissional. “Invista no que você é bom, nas suas capacidades e habilidades”, recomenda o especialista.

3. Construa o seu objetivo mensurando o caminho para atingi-lo

O objetivo é um dos primeiros campos de um currículo. Para garantir a atenção do empregador, o ideal é que você foque em escrever, no máximo, duas frases. Segundo entrevista de Eline Kullock para a Revista Exame, a descrição do seu objetivo deve ser curta, simples e refletir de forma breve sua expertise.

“Essa frase inicial pode ser customizada de acordo com cada candidatura e deve aliar claramente sua experiência com as necessidades da vaga”, explica. É comum que os candidatos usem esse espaço para falar suas qualidades, mas nessa etapa é importante focar em ações e resultados. Portanto, elimine o polêmico campo “habilidades” do seu arquivo e guarde essas informações para a entrevista.

4. Esqueça as afirmações negativas

O pensamento positivo é essencial no momento de buscar uma oportunidade de trabalho. Declarar limitações é autossabotagem para quem quer alcançar uma boa oportunidade. Bueno Raffa explica que as crenças limitantes são afirmações e ideias que generalizamos e nos impedem de entrar em ação de uma forma positiva.

Por exemplo: “o País está em crise”, “são 13 milhões de desempregados, eu sou só mais um”, “como eu vou arrumar emprego com tanta gente procurando?”. Evite ao máximo esse tipo de comentário e essa visão negativa sobre o cenário de emprego atual.

“A dica é trocar uma crença limitante por uma fortalecedora. A forma como você se pergunta é que faz você pensar diferente. Como no caso, o que eu posso fazer para me diferenciar e encontrar o emprego que eu desejo? O que eu posso fazer de diferente para encontrar algo que tenha a ver com meus talentos e usar os recursos que eu tenho? Ou seja, é sair de questionamentos que te limitam e ir para os que te fortalecem”, exemplificou Raffa em entrevista para o portal da Thomas Case & Associados.

5. Invista em você!

Busque sempre estar atualizado com cursos de curta, média e longa duração, incluindo nessa lista cursos de idiomas, de pós-graduação ou mesmo uma segunda graduação. De acordo com a Catho, ao ter um certificado de pós-graduação, você será um especialista em uma determinada área, o que é uma vantagem para quem está buscando uma oportunidade de trabalho.

Isso porque boa parte das empresas estão procurando profissionais qualificados. Como o mercado está exigindo cada vez mais de cada profissional, pode ser importante investir em qualificação e demonstrar que você domina outros idiomas. Na mesma medida, é essencial demonstrar que você está buscando, de forma constante, estar atualizado em sua área de formação.

Uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que a busca por qualificação e novos conhecimentos é realidade para mais de 90% dos profissionais. Geralmente, esse grupo, que é maioritário, dedica, em média, 3,7 horas/semana para tal atividade. Se você tem pouco tempo para fazer um novo curso superior ou uma pós-graduação, procure opções de cursos EaD, como os oferecidos pela Unyleya e pela Estácio.

 

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *