Saber qual é o seu perfil de aluno é um bom caminho para se desenvolver nos estudos. Afinal de contas, as características psicológicas de cada um são de extrema complexidade, e isso não é diferente com o estudante. No entanto, é possível estabelecer alguns perfis que podem auxiliar você a se reconhecer em um deles. Isso pode te ajudar a saber qual característica combina mais. Vamos ajudá-lo nessa tarefa.

Existem pelo menos três traços comuns em cada estudante que podem servir como filtro um tipo de personalidade. Isso pode facilitar muito para você encontrar um método mais adequado para a seu perfil psicológico e assim garantir mais aproveitamento na hora de estudar.

Para isso, basta você ter autoconhecimento o suficiente para saber se você se enquadra no perfil concentrado, disperso ou ansioso. Inclusive, esse processo pode contribuir na escolha de uma instituição de qualidade para estudar, com Estácio e FMU.

Ao compreender qual é o seu perfil de aluno, você poderá elaborar métodos e estratégias que podem atender completamente as demandas que você tenha de estudo e garantir mais proficiência de aprendizagem.

Para saber mais sobre esses diferentes tipos de personalidades, leia o texto até o final e fique por dentro.

Leia também: Série profissões do futuro: inovação e tecnologia

Encontrando o meu perfil de aluno

Até o ingresso na vida profissional, uma das maiores obrigações que o indivíduo tem é a de estudar, certo? Portanto, esse tempo já é suficiente para você se identificar com alguns traços, como: ansioso, disperso ou concentrado.

Para identificar qual é o traço predominante no seu perfil, não é nenhum mistério. Como você se comporta diante dessas situações: se você não consegue ter muita paciência para estudar, se antecipa em tudo e a expectativa incomoda você, provavelmente você seja uma pessoa que tem a característica da ansiedade como maraca mais forte.

Mas se você é alguém que tem extrema facilidade de ficar focado em um exercício, é observador e nada abala você, provavelmente a concentração predomine no seu traço psicológico, portanto, você é alguém com concentrado.

Por outro lado, se você é daquelas pessoas que não pode ter nenhum tipo de interferência na hora em que estiver realizando uma atividade que isso perturba e acaba com a sua concentração, provavelmente você é alguém disperso.

Qual a sua característica predominante?

Embora todos tenham todos esses traços de personalidade se manifestando o tempo todo, o que vale é a característica predominante de cada um. Ou seja, aquela que impera na hora de estudar e é mais frequente, por exemplo.

Existem aqueles alunos que qualquer ruído desliga da atividade que está fazendo, que pode cair o mundo e nada tira o foco. Ou também aqueles que a ansiedade toma conta, se antecipando nas respostas, atrapalhando o desenvolvimento do raciocínio do professor. Para cada um desses traços, existem métodos de estudo ou estratégias que podem ajudar a desenvolver essas atividades.

Além disso, vale lembrar que não é apenas o aluno que deve conhecer bem sobre seu perfil, é fundamental o professor também conhecer as características marcantes em cada discente para saber agir. Isso permite que ele encontre ferramentas de ensino que são mais adequadas a cada traço psicológico.

Isso fará com que suas aulas sejam muito mais proveitosas e marquem positivamente a vida estudantil de cada um dos alunos. Confira onde estudar e saiba mais sobre as melhores maneiras de estudar para esses três perfis.

Leia também: Baixe grátis o nosso e-book Guia para conquistar o primeiro emprego

Onde estudar

Independente de qual é o seu perfil de aluno, é fundamental você escolher uma instituição de ensino que faça você evoluir nos estudos. Se você é da região de São Paulo e busca uma graduação presencial de qualidade, o Centro Universitário FMU garante uma formação sólida para ingressar no mercado de trabalho com toda segurança possível.

Se você mora em outra região do país e tem interesse em fazer uma graduação a distância, isso também não é problema. Pois a Estácio oferece diversos cursos para você obter o tão sonhado diploma de ensino superior e ingressar no mercado de trabalho como um profissional bastante diferenciado.

Para ingressar em ambas as instituições, você pode utilizar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e garantir um vaga.

Além disso, dependendo da nota, é possível obter bolsas de estudos de até 100% para poder seguir em uma graduação de forma tranquila sem se preocupar com as parcelas da mensalidade.

1- Ansioso

Certamente, a paciência não é o seu forte se você se identifica com essa característica. Se você sofre com isso, a primeira coisa que você deve fazer a aprender a respirar fundo e manter a calma e pensar duas vezes ou até mais antes de responder algo. Portanto, para fazer fazer render mais os estudos, pode ser interessante você aprender a desenvolver a paciência e a atenção.

Para fazer isso, você pode começar de forma bastante lúdica através de jogos, por exemplo. Atualmente, é possível encontrar uma série de aplicativos que ajudam a treinar o seu cérebro e a desenvolver a paciência e ainda ajudam a aumentar o poder de concentração.

Caso você não seja muito adepto da tecnologia, você pode encontrar jogos de lógica, como: o sudoku ou até mesmo o xadrez. É comprovado cientificamente que o xadrez aumenta a capacidade de raciocínio e ajuda muito a desenvolver o poder de concentração.

Quem sabe com isso, você não acaba desenvolvendo um gosto por coisas que eté então poderiam ser difíceis ou estranhas, e que na verdade podem ser muito divertidas, além também poderosas ferramentas de estudo.

Afinal de contas, o importante é manter o cérebro ativo para conseguir ter mais rendimento nos estudos. E para quem é ansioso, manter a mente ocupada pode ser uma estratégia para não sofrer com isso e assim se desligar dos problemas e manter a concentração e o foco nas atividades, assimilando melhor o conteúdo.

2- Concentrado

Se você é alguém concentrado, parabéns. Realmente, não é muito fácil ter essa característica como predominante. Mas saiba que é preciso tomar cuidado para a concentração excessiva não atrapalhar você, fazendo com que se esqueça do resto das coisas, ou até mesmo estudando além da conta. O interessante é manter essa qualidade, mas sem deixar de aproveitar as horas de lazer.

Para fazer isso, uma boa estratégia é elaborar uma rotina de estudos eficiente e continuar aprimorando esse traço com coisas que lhe dão prazer. Uma boa ferramenta para isso pode ser a leitura, jogos de tabuleiro e também o xadrez.

A leitura além de abrir seu horizonte para novos mundos, ajuda você a desenvolver o pensamento crítico e a escrever melhor. Em consequência disso, ela acaba sendo uma atividade de lazer e aprendizado ao mesmo tempo sem que você perceba.

3- Disperso

Se você tem essa característica como perfil de aluno, provavelmente você seja alguém criativo. Portanto, é preciso saber dominar essa habilidade e ganhar mais concentração. Para isso, uma boa estratégia pode ser realizar trabalhos manuais ou até mesmo aprender a tocar algum instrumento. Pois isso exige concentração, dedicação e paciência.

Ao aprender a tocar um instrumento, você estará desafiando seus próprios limites e aprenderá a ouvir música de uma maneira um pouco mais diferente do que costumava. Certamente isso vai ajudar você a não desviar o foco da atenção e ainda garantirá o aprendizado de algo novo.

Para quem é disperso, uma boa dica é de procurar estudar em locais tranquilos, que não ofereça interferência nas atividades que esteja realizando.

Para desenvolver mais a concentração, não deixe de usar a tecnologia a seu favor. Um bom exemplo para isso é a de buscar aplicativos no celular que ajudem a estimular essa habilidade, existem muitos disponíveis, você não terá dificuldades em encontrar algum para auxiliar você.

Leia também: Vestibular 2020: o que revisar nas semanas que antecedem a prova

Conclusão

E aí? Qual é o seu perfil de aluno? É importante lembrar que isso não deve ser um peso para você, pois o perfil psicológico de cada pessoa é extremamente complexo. O que é fundamental para cada um é buscar a evolução constante através do estudo e fazer cada atividade da melhor maneira que se pode. Somente isso pode fazer alguém melhorar os pontos fracos e aprimorar os pontos fortes.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui