Quem busca por qualificação do seu plano de carreira em alguma instituição de ensino pode notar que são ofertadas muitas modalidades de cursos. Há os de graduação (bacharelado ou licenciatura), além dos tecnólogos e cursos livres. Isso sem falar nas opções de pós-graduação (especialização, mestrado ou doutorado). No entanto, saiba que uma das alternativas mais rápidas e eficazes de incrementar seu plano de carreira são os cursos técnicos.

Neste post, nós vamos detalhar como essa modalidade de ensino pode ser valiosa para quem busca evolução no seu plano de carreira. Isso porque o ensino técnico, geralmente, é concluído de forma mais rápida em relação às demais opções. Além disso, é voltado mais para a parte prática de cada função. Ou seja, também influencia na sua empregabilidade.

Vamos aproveitar também o assunto para falar um pouco mais sobre plano de carreira. Assim como elaborar um de forma eficiente e inteligente.

Fique com a gente e acompanhe o post até o final!

Leia também:  E-book grátis ensina como fazer uma transição de carreira. Baixe agora!

Mas, o que é plano de carreira?

Antes de falar sobre o ensino técnico, vamos detalhar melhor o que é plano de carreira e por que você precisa de um. Na verdade, existem dois tipos de plano de carreira. O primeiro é aquele criado dentro da estrutura e hierarquia de uma empresa, que possibilita o crescimento profissional dos funcionários nesse sistema. Já o segundo é aquele estabelecido por você mesmo, pensando para o seu futuro profissional daqui 10, 20 ou 30 anos, por exemplo.

Ou seja, o plano de carreiras extrapolou os limites das empresas e ganhou caráter individual. Nesse caso, o próprio profissional traça as metas e objetivos para sua carreira. Para você ter uma ideia, uma pesquisa da Catho Online levantou que as pessoas devem ficar 2,9 anos em média em uma empresa, segundo os recrutadores. Isso significa que você deverá passar por várias empresas ou organizações diferentes na sua carreira profissional.

Nesse sentido, nada mais pertinente do que elaborar um plano de carreira individual. Em outras palavras, saber onde você quer chegar profissionalmente. E o que você precisará para isso.

Tenha em mente que o plano de carreiras pode ter propósitos distintos. Tais como promoção de cargos dentro de uma empresa, aumento de salário, ir para outra empresa, adquirir novos conhecimentos, ter uma experiência no exterior, entre outras.

Todo mundo pode ter um plano de carreiras?

A resposta é sim. Se você acabou de passar por uma entrevista de emprego e foi admitido, é interessante você ter um plano de carreira traçado. Isso de forma independente do plano de carreiras da sua empresa. Ou seja, é algo seu. Nesse caso, ao iniciar o trabalho, faça perguntas como:

  • Qual cargo eu quero ocupar na empresa daqui a 2 ou 5 anos?
  • Qual o salário eu pretendo receber?
  • Após esse período, posso ocupar um cargo de gerência? Quais os conhecimentos ou cursos que posso fazer para assumir essa responsabilidade?
  • E o cargo de direção? Em quanto tempo posso ocupá-lo? O que eu preciso aprender para isso?

Outra situação é você analisar sua carreira como um todo, não especificamente em uma empresa. Onde você quer chegar daqui a 10 ou 20 anos? Por essa razão, trace um plano de carreiras para você. Lembre-se que não estamos falando de sonhos. “Ah, eu sonho em ser gerente”. Não é isso. Você “quer” ser gerente em 5 anos, por exemplo. Sendo assim, o que você precisa fazer para isso?

É justamente nesse contexto que os cursos técnicos podem contribuir em muito na sua trajetória.

Leia mais: Cursos técnicos: vale a pena seguir essa formação?

O que o curso técnico pode fazer pelo seu plano de carreira

Como você pode notar acima, em qualquer fase do seu plano de carreiras, você vai precisar de formação para atingir seus objetivos. Em outras palavras, sem novos conhecimentos, você terá dificuldades de ascender em uma empresa ou de passar pelas etapas do seu plano de carreira. Dessa forma, caso tenha pouco tempo e procure algo mais prático para evoluir, os cursos técnicos são boas opções.

A verdade é que no mercado de trabalho atual, em algumas áreas, há saturação de profissionais com diploma de cursos superiores. Ou seja, há poucas vagas para muitos graduados. Por outro lado, faltam profissionais com perfil mais técnico nessa mesma área. Empresas e recrutadores já perceberam que profissionais com cursos técnicos tem mão de obra qualificada e podem solucionar problemas também de forma ágil.

O que diferencia um curso técnico dos demais?

Como dito anteriormente, os cursos técnicos são bem diferentes das faculdades. O objetivo principal é formar profissionais para o mercado de trabalho de uma forma mais rápida. Por essa razão, os cursos são muito mais práticos. Alguns deles, por exemplo, costumam ser totalmente práticos. Realmente, aqui a teoria fica em segundo plano.

Há uma “pegadinha” aí, na verdade, uma semelhança de termos que pode confundir. A diferença entre curso técnico e tecnólogo. Na verdade, esse último é um curso de graduação, com uma duração um pouco maior, mais focado na parte técnica, porém, também com disciplinas teóricas.

Você percebeu como um curso técnico pode ser importante em qualquer etapa do seu plano de carreira? Isso porque com o curso técnico você pode adquirir um conhecimento de forma muito rápida tendo vista um objetivo do seu plano. Vamos dar um exemplo. Para você ser gerente administrativo, precisa fazer um curso técnico específico da área de administração.

Ou seja, não tem “enrolação”. É um curso voltado para um objetivo específico do seu plano de carreira. Por isso, é perfeito para essa situação.

Leia mais: Qual a diferença entre curso técnico e tecnólogo?

Principais áreas de cursos técnicos

Os cursos técnicos são instituídos pelo Ministério da Educação (MEC) e hoje já são mais de 130, divididos em 13 áreas. Confira quais são:

  • Ambiente e Saúde
  • Controle e Processos Industriais
  • Desenvolvimento Educacional e Social
  • Gestão e Negócios
  • Informação e Comunicação
  • Infraestrutura
  • Militar
  • Produção Alimentícia; Cultural e Design; Industrial
  • Recursos Naturais
  • Segurança
  • Turismo, Hospitalidade e Lazer

Outras 7 vantagens do curso técnico

O curso técnico também tem outros benefícios para impulsionar seu plano de carreira. Vamos listar aqui sete deles. Confira.

  • Preparação rápida para ingressar no mercado de trabalho
  • Custo é baixo em relação às demais modalidades de ensino
  • Curso com base em disciplinas práticas, com atividades práticas e direcionadas
  • Não há exigência de estágio obrigatório para formação, diferente de uma graduação
  • Oportunidade de trabalhar em órgãos públicos por meio de concursos
  • Habilitação para especialização profissional em pós-graduações
  • Ótima aceitação no mercado de trabalho e muitas oportunidades de emprego

Decidiu qual o melhor caminho para o seu plano de carreira?

Agora você conheceu o que é um plano de carreira, como fazer um e também como um curso técnico pode ser uma ótima alternativa para atingir seus objetivos.

Muitas pessoas entendem que um curso técnico é mais voltado para estudantes recém-formados no ensino médio ou quem ainda é inexperiente. Nesse sentido, pode haver um certo preconceito. Mas pode ter certeza que a realidade é outra. Um curso técnico pode ser a solução para qualquer etapa da sua vida profissional e do seu plano de carreira.

Acompanhe mais informações sobre cursos, capacitações, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui