O curso de Direito é de longe o que possui o maior número de estudantes universitários no Brasil. São quase 1,2 milhões de alunos em centenas de instituições de ensino, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ou seja, é carreira mais procurada pelos brasileiros. No entanto, obter o título de bacharel em Direito é só começo. Após isso, vem o temido exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para ser aprovado, um bom caminho é um preparatório OAB.

A aprovação no exame da OAB credencia o graduado em Direito a atuar como advogado. Por essa razão, passar na prova é quase que um pré-requisito básico para seguir carreira na profissão. Inclusive, para alçar voos mais altos, como ser delegado de polícia, promotor de justiça e até juiz. Mas essa prova tira o sono de muitos bacharéis. São várias etapas que exigem uma rotina de estudos estruturada. Por essa razão, fazer um preparatório OAB é uma boa opção para ser aprovado.

Portanto, para ser um advogado de sucesso, além de fazer uma graduação de qualidade, como na Estácio ou na FMU, é preciso enfrentar o exame da OAB.

Neste post, nós vamos contar como funciona o preparatório OAB e dar dicas para você ser aprovado no exame da Ordem. Confira!

Leia também: Baixe grátis o nosso e-book Guia para conquistar o primeiro emprego

Como é a prova da OAB

O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é obrigatório para todo o bacharel em Direito que queira atuar como advogado. A prova pode ser realizada no último ano do curso, ou nos dois últimos semestres. Também há a opção de fazer o exame após o término do curso. Isso vai depender da preferência de cada estudante.

Essa escolha é importante porque o exame da Ordem exige 50% de acertos na prova objetiva e 6 pontos na prova aberta. É uma prova considerada longa, com duas etapas. A prova objetiva, por exemplo, tem 80 questões que abordam todo o conteúdo do curso de graduação em direito. São muitas disciplinas cobradas. Ou seja, é preciso estar muito preparado e seguro acerca das disciplinas cobradas.

Confira as disciplinas:

  • Ética profissional
  • Direito constitucional
  • Direito civil
  • Direito processual civil
  • Direito trabalhista
  • Processo trabalhista,
  • Direito penal
  • Processo penal
  • Filosofia do direito
  • Direitos humanos
  • Tributário
  • Administrativo
  • Ambiental
  • Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)
  • Código de Defesa do Consumidor (CDC)
  • Direito internacional
  • Direito empresarial.

Além de estudar muito, é preciso estar emocionalmente preparado para o exame. Isso porque é bastante comum uma preparação teórica intensa até a prova, porém, a ansiedade toma conta e prejudica o desempenho. É o famoso deu branco.

As duas fases da prova

Como falamos anteriormente, a primeira fase do exame da OAB é composta de questões objetivas de múltipla escolha. Porém, é a segunda fase que exige mais conhecimento e concentração do candidato. É na segunda fase que se deve optar pelo ramo jurídico e responder a questões discursivas. Além disso, é necessário escrever uma redação com base no campo jurídico escolhido.

Por essa razão, na segunda fase da prova, é indicado que o estudante escolha a matéria na qual tenha mais afinidade. Pois nessa fase não há lugar para o “chute”, diferente das questões objetivas da primeira fase. Sendo assim, você deve dominar completamente uma disciplina.

Lembrando que o índice de aprovação do exame da Ordem é próximo a 20%. Ou seja, somente 20 entre 100 candidatos são aprovados na prova.

As vantagens do preparatório OAB

Para ter sucesso no exame da OAB, um caminho interessante é estudar provas anteriores. Em outras palavras, resolver questões já elaboradas. Assim, você consegue testar sua capacidade e nível de conhecimento para a próxima prova. No entanto, um dos melhores caminhos para garantir sua aprovação no exame da Ordem é ingressar em um curso preparatório OAB.

Um curso preparatório OAB aumenta e muito suas chances de aprovação e pode ser feito até antes de obter o diploma da graduação. Afinal, esse curso é planejado totalmente com base no exame da OAB. Ou seja, é pensado para abordar conteúdos específicos que historicamente caem na prova. Além disso, o preparatório da OAB é ministrado por professores especialistas, com anos de experiência e bagagem nessa prova.

A boa notícia é que há uma ampla oferta do curso preparatório OAB no Brasil, tanto na modalidade presencial como a distância. Tanto em uma como outra, o contato com os professores será uma vantagem na hora de estudar para a prova. Pois esses profissionais costumam abordar os conteúdos de forma muito mais prática e direcionada do que na faculdade.

Leia também: Como estudar melhor: 10 dicas para te ajudar

Material próprio

É bastante comum o curso preparatório OAB oferecerem materiais especializados para facilitar o estudo. Esses materiais podem ser impressos, como apostilas e resumos, ou oferecidos em plataformas de ensino online. São diferentes de livros ou outros conteúdos estudados em cursos de graduação em Direito. Pois são voltados especificamente para o processo de aprovação no exame da OAB.

Os materiais do cursinho preparatório OAB incluem exercícios, simulados, experiências de candidatos, além de videoaulas, cronogramas de estudos, etc.

Por outro lado, tem muita gente que prefere estudar sozinho para o exame da OAB. Até por ser uma opção mais em conta financeiramente. No entanto, para tomar essa decisão você precisa estar seguro do seu planejamento e disciplina para os estudos. Quem acha que tem a rotina muito atribulada ou dificuldades para se organizar, o curso preparatório OAB é o caminho ideal para aumentar sua chance de ser aprovado.

As três vantagens básicas do cursinho preparatório OAB são:

  • Planejamento predefinido
  • Informações organizadas, filtradas e direcionadas ao Exame, oferecidas em materiais e nas aulas
  • Maior suporte ao candidato
  • Tirar dúvidas presencialmente com professores especializados

Estudar sozinho x curso preparatório OAB

Se você pensa em estudar sozinho para a prova da OAB, saiba que com certeza é a opção mais viável financeiramente. Além disso, permite maior flexibilidade metodológica e autonomia a cada candidato. Em outras palavras, você pode fazer sua própria organização e planejamento de estudos.

Por outro lado, fazer o curso preparatório OAB também exige bastante dedicação, mas traz uma tranquilidade a mais ao estudante. É claro que você precisará pagar pelo curso. Vai pesar no bolso. Porém, pode trazer um resultado mais rápido e eficaz na prova. O curso traz informações mastigadas sobre o edital do exame e prepara você especificamente para o perfil da prova.

Você está preparado para o exame da OAB?

Recomendamos a leitura do post “Dicas para mandar bem na prova da OAB“, publicado também no blog Vai de Bolsa. Além do exame preparatório, nesse post você encontra dicas preciosas para passar na prova. Como cuidar com o tempo da prova e também ter atenção na hora de preencher o cartão resposta, entre outras orientações.

Como falamos nesse post, fazer um curso preparatório OAB faz você largar na frente da concorrência para passar no exame. Outro fator que deixa você em vantagem é fazer uma graduação em Direito em uma instituição de ensino renomada, como Estácio e FMU.

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui