profissional liberal

O que o mercado espera de um profissional liberal?

Em algum momento da sua carreira, você vai flertar ou simplesmente encarnar a pele de um profissional liberal. Apesar da flexibilização das leis trabalhistas, ainda está muito caro para as empresas manter empregados com carteira assinada dentro das empresas. Com isso, a quantidade de empregos com esse perfil diminuem. Nesse contexto, tornar-se um profissional liberal é uma opção bastante atrativa. Para isso, o mercado espera características como pró-atividade e agilidade.

O profissional liberal, em um termo mais atual, também pode ter o perfil de freelancer, mas com a diferença que também pode ter vínculo empregatício. Ou seja, é aquele profissional que atua sob demanda. Além disso, pode trabalhar de qualquer lugar, em qualquer hora, sendo responsável pela sua própria organização. Muitos optam por abrir uma MEI, por exemplo. Ou ainda ter um escritório ou consultório.

São muitas as possibilidades. Esse assunto tem tudo a ver com você? Confira nesse post o que o mercado espera de um profissional liberal.

Leia mais: Entenda o que é autoemprego e crie sua própria oportunidade

O conceito de profissional liberal

A primeira grande característica deste tipo de profissional é ser habilitado por meio de uma formação superior ou técnica em determinada área. Desse modo, a atuação é feita por contra própria em atendimento a empresas, órgãos governamentais e outras organizações.

O profissional liberal pode ser um médico, um dentista, um arquiteto, advogado, jornalista, entre outros profissionais. Além disso, pode optar por abrir um escritório ou consultório, a fim de atender melhor seus clientes e prestar um serviço mais qualificado.

Importante destacar também que é uma profissão regulamentada, de acordo com cada campo de atuação. Inclusive, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) faz menção ao profissional liberal, como “categoria profissional diferenciada”. Portanto, assim como nas demais carreiras, o profissional liberal também deve fazer o recolhimento de impostos por conta da sua atuação remunerada na área.

As atividades do profissional liberal são regulamentadas e fiscalizadas pelos conselhos de classe, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). E, também, o Conselho Regional de Contabilidade, de Medicina, etc. Por isso, é importante ter sempre o registro profissional nesses organismos.

Quem pode atuar nessa categoria?

Confira abaixo uma pequena lista de profissões que podem se enquadrar nessa categoria. Deixando claro que qualquer pessoa pode ser um profissional liberal, desde que tenha formação na área desejada. Além de ser empregado por uma empresa, órgão do governo, ou atuar sozinho:

  • Administradores
  • Advogados
  • Arquitetos
  • Biólogos
  • Contabilistas
  • Dentistas
  • Economistas
  • Enfermeiros
  • Engenheiros
  • Escritores
  • Fisioterapeutas
  • Fonoaudiólogos
  • Fotógrafos
  • Jornalistas
  • Médicos
  • Nutricionistas
  • Professores
  • Psicólogos
  • Publicitários
  • Químicos
  • Sociólogos
  • Tecnólogos
  • Veterinários

Vantagens e desvantagens de ser profissional liberal

Vamos pontuar agora algumas vantagens e desvantagens de quem opta por seguir o caminho do profissional liberal:

Vantagens

  • Não ter hierarquia ou chefia imediata
  • Flexibilidade de horário. Com isso, pode dividir seu tempo de maneira mais organizada com atividades pessoais, como exercícios físicos
  • Por trabalhar por conta própria, independe de oportunidades ou vagas no mercado de trabalho.
  • A possibilidade de ganhos financeiros é maior em relação à quem atua trabalhando como CLT dentro de uma só empresa

Desvantagens

  • Não ter uma renda fixa ou garantida todo o mês, como um empregado em regime CLT
  • Como trabalha por produção, a renda financeira também depende da quantidade de seu trabalho
  • É preciso dar atenção à divulgação dos seus serviços
  • Além de trabalhar com a sua especialidade, é preciso ter o controle administrativo da sua atividade
  • É preciso estar em constante atualização da legislação da sua área

É importante mencionar que o profissional liberal precisa emitir Nota Fiscal ou recibo a cada serviço prestado. Desse modo, estará pagando os impostos necessários, como o Imposto de Renda (IR), INSS, PIS e ISS.

As diferenças do profissional liberal e do autônomo

Nesse universo, é comum fazer confusão entre os conceitos de profissional liberal e um autônomo. A principal diferença entre as duas modalidades é que o autônomo não necessita de uma formação específica (graduação, tecnólogo ou técnico) para trabalhar. Em outras palavras, o autônomo pode trabalhar pela internet em projetos que envolvem várias áreas de atuação – arquitetos, designers, consultores, tradutores, jornalistas.

O autônomo também se encaixa no perfil de freelancer. Inclusive, há sites específicos com oportunidades para quem deseja atuar como autônomo, como o Workana. Nesse caso, a exigência é apenas experiência, saber realizar bem a tarefa proposta.

Por outro lado, o profissional liberal desempenha a profissão na qual tem formação de maneira liberal, por contra própria ou não. Ele presta serviços de forma frequente e pode possuir vínculo empregatício, por exemplo, ao contrário do autônomo. No último caso, a frequência de trabalhos é mais irregular.

Podemos concluir, nessa comparação, que o profissional liberal tem maior estabilidade no trabalho em relação ao autônomo. Em primeiro lugar, porque tem direitos trabalhistas. Em segundo lugar, por terem também que cumprir horários, mesmo que de maneira mais flexível em relação a empregados convencionais.

Decidiu ser profissional liberal? Saiba o que o mercado espera

Agora que você já sabe o que é um profissional liberal e o que é preciso para atuar nessa categoria, vamos falar sobre o que o mercado espera desse profissional. Afinal, a concorrência é grande no mercado em todas as áreas. Isso porque a opção por ser profissional liberal pode estar atrelada à falta de vagas de trabalho no mercado. Ou, por outro lado, também pode ser uma opção.

Em ambos os casos, há alguns cuidados e atitudes a serem tomados se você busca se diferenciar nessa categoria. Confira os mais importantes:

Capacitação constante

Um profissional liberal deve estar sempre buscando mais qualificação e aprofundamento na sua área de atuação. Um cliente procura sempre um profissional bem preparado e altamente qualificado. Ou seja, um especialista da sua área, que consiga tirar todas as dúvidas necessárias. Nesse caso, buscar uma pós-graduação pode ser um caminho interessante. Não pare no tempo!

Leia mais: Desenvolvimento profissional: 10 dicas para ter o seu

Seja um gestor e um líder

Como profissional liberal, você é a sua empresa. Isso não quer dizer que não tenha um líder ou gestor. Pelo contrário, você precisa ter consciência de que precisa desses conhecimentos para fazer seu negócio crescer e se destacar entre a concorrência. O objetivo é sempre aumentar a cartela de clientes. Para isso, procurar por cursos da área de gestão pode ser uma boa alternativa.

Leia mais: Cursos de gestão: conheça os cursos da área

Tenha uma visão diferenciada da sua atividade

Ser profissional liberal proporciona mais liberdade para propor e oferecer soluções além do que o mercado dispõe. Por isso, esteja sempre à frente, tente antecipar o futuro, por meio de ideias inovadoras. Com isso, surpreenda seus clientes. Pense nos problemas de seus clientes e crie soluções para eles. É quase como ser um visionário. Não é fácil, exige experiência e muito brainstorm, mas é possível.

Networking faz diferença

Para um profissional liberal, que trabalha sozinho, ter um bom networking para conseguir novos clientes faz toda a diferença. Isso significa construir uma boa rede de relacionamentos com clientes, colegas da mesma área de atuação ou até de outras. Torne-se conhecido nessa rede e crie uma marca própria, seja referência na sua área.

No entanto, pense sempre que você também deve retribuir as indicações. Ou seja, a rede também depende de você na hora de beneficiar outro colega ou cliente.

Tem afinidade em ser um profissional liberal?

Gostou da categoria de profissional liberal? Esse pode ser o seu futuro!

Confira mais informações sobre cursos, capacitações, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *