Quem estuda teologia tem que necessariamente ter religião?

0
4

Quando falamos em teologia, campo do conhecimento que estuda as religiões, logo vem à mente um padre, um sacerdote, um pastor ou freira. No entanto, quem estuda teologia não precisa necessariamente ser um estudioso. Na verdade, o estudo das mais variadas religiões está aberto a qualquer pessoa interessada no assunto. Além disso, muito mais do que uma satisfação pessoal, uma grande oportunidade de carreira espera por quem estuda teologia.

A área da teologia abrange uma série de disciplinas e possibilidades de atuação profissional. Há ofertas de cursos de teologia de muita qualidade no país, como na Estácio e na FMU. Além disso, a pós-graduação em teologia também é muito difundida no Brasil. O curso abre portas, por exemplo, para uma carreira promissora como professor. É possível ainda atuar em igrejas e ministérios pastorais.

Quem estuda teologia pode querer também seguir a vocação de ser padre ou sacerdote. No entanto, essa não é um pré-requisito para fazer o curso. Pelo contrário: qualquer pessoa interessada em buscar conhecimento acerca das manifestações religiosas no Brasil e no mundo pode fazer o curso. Confira mais detalhes sobre a teologia e o mercado de trabalho na área nesse post.

Leia também:  E-book grátis ensina como fazer uma transição de carreira. Baixe agora!

As áreas em foco de quem estuda teologia

Antes de falar sobre as áreas de atuação de quem estuda teologia, é importante apresentar o conceito dessa ciência. Em resumo, a teologia é o estudo e compreensão das religiões. Esse estudo acontece com base em textos sagrados, como os da bíblia e do alcorão, por exemplo, além de rituais, dogmas, doutrinas e outras práticas religiosas. O interessante é que a teologia sempre contextualiza a religião com seus grupos sociais e épocas distintas.

A teologia é importante pois elucida os efeitos dessas atividades religiosas nas pessoas e na sociedade. Para isso, o teólogo sempre busca um elo entre a religião e outras áreas do conhecimento. Estamos falando aqui de ciências humanas como psicologia, antropologia e sociologia, além de comunicação.

Mas é preciso ser religioso para estudar teologia?

Como respondemos acima, a carreira de teologia não pressupõe que o profissional acredite em Deus ou seja seguidor de qualquer religião. Ou seja, um padre pode ser formado em teologia, mas o curso prepara os profissionais com uma formação mais abrangente. Em outras palavras, são conhecimentos que extrapolam as paredes das igrejas, templos ou capelas.

Para ser um padre, é recomendável cursar teologia. No entanto, antes disso, é preciso se converter à igreja a qual deseja seguir, além de obedecer e propagar suas orientações. Agora, para atuar como professor, pesquisador ou escritor, ter uma crença em alguma religião não é obrigatório.

Você sabia que existem até ateus que buscam a faculdade de teologia? Ateu é aquela pessoa que não acredita em Deus. Mesmo assim, há quem siga essa orientação e deseja seguir carreira em teologia.

Como é o curso de teologia

Para quem estuda teologia, é preciso saber que o curso de graduação na área é oferecido nas modalidades bacharelado e licenciatura. Além disso, há também cursos presenciais e a distância. Para você ter uma ideia, o curso de teologia é bastante teórico. Por causa disso, é uma faculdade para quem gosta muito de ler e revisar conteúdos.

O curso de teologia também pode receber o nome de Ciências Religiosas, Ciências Teológicas ou Ciências da Religião. Para seguir carreira em Teologia é possível cursar uma graduação nesta área, que recebe o nome de Ciências Religiosas, Teologia, Ciências Teológicas ou Ciências da Religião.

  • História do Cristianismo
  • Introdução Bíblica
  • Doutrinas
  • Evangelismo
  • Educação Religiosa
  • Liturgia e Espiritualidade
  • Atividade Litúrgicas Interdisciplinares
  • Metodologia Científica
  • Filosofia
  • Antigo Testamento
  • Hebraico
  • História do Cristianismo II
  • Filosofia da Religião
  • Missiologia
  • Atividade Litúrgicas Interdisciplinares
  • Leitura e Produção de Textos
  • Antigo Testamento II
  • Homilética
  • Psicologia
  • Sociologia
  • Gestão de Pessoas
  • Estágio Supervisionado
  • Ética Cristã

Leia mais: Conheça as melhores faculdades de teologia

Áreas de atuação de quem estuda teologia

O caminho mais natural de quem estuda teologia pode até ser torna-se padre, pastor ou outro líder religioso, além de celebrar missas e cultos. No entanto, além dessa carreira, quem se forma em teologia tem um campo de atuação com muitas outras possibilidades. Vamos listar algumas delas abaixo:

Pesquisa

Uma das portas que abrem para quem estuda teologia é a da pesquisa. Em outras palavras, estudar as tradições religiosas, a história de cada religião, como surgiram e foram criadas as crenças. O pesquisador em teologia tem a capacidade de interpretar textos bíblicos e acontecimentos religiosos. Além disso, associa esses fatores à sociedade.

Aconselhamento espiritual

O teólogo pode atuar em hospitais, asilos, presídios e centros de recuperação que recebem pessoas de todas as idades em situação de vulnerabilidade. Esse atendimento é refletido em um trabalho de conforto espiritual para esses indivíduos e suas famílias. Na prática, o teólogo tem a habilidade de ouvir as pessoas, os problemas, e dar orientações e conselhos. Muitas vezes, evocando ensinamentos e orações religiosas.

Professor

Uma das áreas com mais oportunidades de trabalho para o teólogo é em sala de aula. Com uma formação na modalidade licenciatura, por exemplo, o teólogo estará habilitado a dar aulas em escolas de educação básica, ensino fundamental, médio e também em faculdades. Para isso, é recomendável sempre buscar uma pós-graduação.

Gestão de instituições religiosas

Em igrejas e outras instituições religiosas, também é preciso a figura do administrador, que muitas vezes é o próprio padre ou outro líder religioso. Nesse caso, o teólogo tem plena capacidade de assumir a gestão do estabelecimento, sempre com base nas necessidades da comunidade. Isso inclui o controle das finanças, a captação de recursos por meio do dízimo, por exemplo, a manutenção predial, entre outras atividades.

Emprego público

O teólogo também pode seguir a carreira em algum órgão público. Com alguma frequência, instituições como Polícia Militar e as forças armadas abrem concursos públicos para esses profissionais. Na maioria das vezes, para atuarem como capelões. Essa figura é responsável por cuidar do campo religioso dos integrantes dessas instituições. Entre as atividades, está a de celebrar cultos ecumênicos.

ONGs

Um campo de trabalho bem promissor para quem estuda teologia são as organizações sem fins lucrativos (Ongs). Em outras palavras, realizar trabalhos sociais. Dessa maneira, o teólogo se envolve com o planejamento e execução de atividades em comunidades.

Empresas em geral

É bastante comum a contratação de teólogos para dar apoio motivacional a funcionários em empresas. A Petrobrás, por exemplo, conta com teólogos à disposição em plataformas marítimas de petróleo. Ou seja, o teólogo está sempre disposto a prestar atendimento aos funcionários.

Escritor

Por fim, outra área bastante atraente para o teólogo é no mercado editorial, publicando livros com temática religiosa. Além de livros, os textos dos teólogos podem ser publicados em revistas e coletâneas. Nesse mercado, os teólogos podem participar de qualquer etapa do processo de produção de uma obra.

Quem estuda teologia pode ter uma carreira promissora?

Com toda certeza, o campo da teologia, apesar de não ser tão procurado nos vestibulares, pode trazer bons frutos para os estudantes. Não estamos falando aqui apenas da questão financeira. Mas sim da satisfação pessoal e profissional como um todo. Como já informamos no post, não é preciso seguir uma religião, ser padre ou pastor para fazer teologia.

Basta ter afinidade por essa área e acreditar na sua vocação! Além disso, buscar instituições de ensino de qualidade que oferecem um curso de teologia bem conceituado, como a Estácio e a FMU.

Acompanhe mais informações sobre cursos, bolsas, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.