Quando você abre a torneira de casa, provavelmente nem imagina o número de profissionais envolvidos com os cuidados e recursos hídricos para que a água chegue limpa até a sua casa. Eles são os principais responsáveis por garantir o abastecimento em todas as residências ligadas na rede. Afinal de contas, a água é um recurso natural limitado e é fundamental ter profissionais que saibam trabalhar com ela, evitando ao máximo o desperdício. Mas, você sabe quais são os profissionais que atuam na área? Vamos listar!

Em resumo, os recursos hídricos são as parcelas de água superficiais e subterrâneas que estão disponíveis para o uso. Vale ressaltar também a Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997, conhecida como Lei das Águas, que garante a salvaguarda desses recursos.

Portanto, a água é um patrimônio tão importante e fundamental para existência de qualquer vida no planeta, que existe uma política pública para cuidar dela.

São várias as profissões que estão ligadas a essa atividade, como a de engenheiro hídrico e até o técnico de irrigação e drenagem. Inclusive, há muitas instituições de ensino de qualidade, como Estácio, FMU e IBRM, que oferecem cursos na área.

Se você tem interesse em trabalhar nessa área, confira em detalhes quais os cursos pode fazer para inciar a sua trajetória.

Leia também: Baixe grátis o nosso e-book Guia para conquistar o primeiro emprego

Quais cursos deve se fazer para trabalhar com recursos hídricos

O profissional que trabalha com recursos hídricos presta um serviço muito nobre à sociedade. E, se você deseja trabalhar com essa importante fonte de vida no planeta, saiba que é possível encontrar um curso de graduação que permita você seguir nesse caminho profissional.

Veja a seguir algumas graduações para trabalhar nessa área.

Engenharia Hídrica

Esse curso também é conhecido como Engenharia de Recursos Hídricos. O objetivo dele é formar profissionais que possam trabalhar na gestão dos recursos hídricos. Quem é formado nesse curso é responsável por elaborar, executar, supervisionar ou até mesmo operar obras de tudo aquilo que envolve os processos hidráulicos que são relevantes para os aspectos ambientais e sociais.

A estrutura desse curso é fundamentada pelas ciências exatas e é oferecido na modalidade bacharel de diplomação. Portanto, é uma área generalista e focada para quem deseja atuar no mercado de trabalho convencional.

Mas não pense que esse curso é completamente calcado nas ciências exatas. Ele também tem como fundamento os princípios das ciências sociais. Pois a ação de um procissional desse campo, reflete diretamente na vida das pessoas e a água pode ser geradora de conflitos, dependendo da região ou sociedade.

Não tem apenas cálculo

Portanto, o aluno que se graduar nessa área tem que entender não apenas de cálculo, mas também de tudo aquilo que é importante para o convívio social.

Após obter o diploma, o profissional formado em Engenharia Hídrica deve avaliar a distribuição das águas, sendo de origem subterrâneas ou superficiais. Portanto, o profissional dessa área deve fazer uma boa gestão dos recursos hídricos, avaliando a sua qualidade e quantidade para dar um destino adequado e assim evitar o desperdício e manter a preservação de um bem tão precioso como é a água.

Um trabalho eficiente deve contar com um bom projeto de estruturas hidráulicas e executar as obras para que os recursos obtidos sejam também sustentáveis.

As disciplinas do curso

Para obter o diploma no curso de Engenharia Hídrica, o aluno estudará uma vasta gama de disciplinas. Lembrando que elas oscilam entre a área das exatas e das ciências sociais. Veja a seguir algumas disciplinas que fazem parte do curso:

  • Cálculo;
  • Química Geral;
  • Geologia geral Aplicada a Engenharia Hídrica;
  • Fundamentos de Biologia;
  • Álgebra Linear e Geometria Analítica;
  • Ecologia e Impacto Ambiental;
  • Ciência, Tecnologia e Sociedade;
  • Ciência do Solo;
  • Climatologia;
  • Estatística Básica;
  • Cidadania, Ética e Responsabilidade Social;
  • Hidrologia;
  • Hidroquímica;
  • Geotecnologia Aplicada aos Recursos Hídricos;
  • Oceanografia Física, Costeira e Estuarina;
  • Drenagem Urbana;
  • Economia dos Recursos Hídricos e Tomada de Decisão.

Como é possível notar, essa é uma formação com uma grande variedade de disciplinas de várias áreas do conhecimento. Portanto, acaba sendo uma graduação bastante abrangente, permitindo que o aluno se torne um profissional completo e competitivo para o mercado de trabalho.

Além disso, por ser uma formação com a modalidade de bacharelado, saiba que é necessário fazer o famoso Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Esse trabalho vai permitir que você saiba trabalhar com textos acadêmico e vai garantir a você mais familiaridade com a pesquisa científica.

Engenharia Ambiental e Sanitária

Se você tem interesse em trabalhar com recursos hídricos, um curso de Engenharia Sanitária e Ambiental também pode ser um tiro certo. Essa graduação está voltada à manutenção do meio ambiente. É através dessa formação que se estuda como se administra o tratamento de esgotos, distribuição de água e a eliminação do lixo.

Portanto, um curso fundamental para fornecer melhores condições de vida para as pessoas e estudar projetos que viabilizem o saneamento em todos os locais onde existe o convívio humano.

Além disso, o trabalho de um profissional graduado nesse curso consiste em garantir mais sustentabilidade para os recursos utilizados por todos. Portanto, um engenheiro ambiental deve buscar maneiras de reduzir o impacto ambiental e a poluição no tratamento e na captação dos recursos hídricos.

Outra função relevante desse profissional é levantar diagnósticos das ações que o homem toma e que causam impacto no meio ambiente, podendo recuperar áreas degradadas pela erosão ou pelo destino errado dos dejetos.

Para estudar nessa graduação, é importante gostar das ciências exatas, naturais e sociais. Pois o trabalho desse profissional impacta diretamente na vida das pessoas. E é preciso entender de química e cálculo para gostar de trabalhar com essa carreira profissional.

Disciplinas

Veja a seguir algumas disciplinas que fazem parte do curso:

  • Estatística Aplicada;
  • Física Aplicada;
  • Geometria Analítica;
  • Geotécnica Ambiental;
  • Saúde e Higiene Ambiental;
  • Planejamento e Gestão Ambiental.

Vale lembrar também, que essa graduação é oferecida na modalidade de bacharelado. Portanto, você vai precisar elaborar o TCC.

Irrigação e Drenagem

O curso de irrigação e drenagem é oferecido na modalidade de superior de tecnologia. Sendo assim, é um curso com um tempo de duração. A carga horária tem uma média de 3 anos para se formar, o que pode acelerar um pouco o ingresso do estudante no mercado de trabalho.

O objetivo desse curso é formar profissionais que possam lidar com elaboração de projetos e execução de obras de irrigação. Portanto, o foco dessa profissão é atuar em áreas de plantação, melhorando os recursos hídricos, minimizando a ação do homem no meio ambiente.

Além disso, esse curso é fundamental para auxiliar em locais que sofrem com estiagem ou têm um clima muito seco, que prejudica consideravelmente as lavouras. Desse modo, o profissional formado nesse curso, trabalha em parceria com o engenheiro agrícola.

As disciplinas do curso

Quem se forma nesse curso, estuda disciplinas da área das ciências exatas e naturais. Veja a seguir algumas delas:

  • Fitotecnia;
  • Drenagem Agrícola;
  • Climatologia;
  • Topografia;
  • Conservação do Solo.

Quem se formar nesse curso, poderá obter o certificado e assim ingressar no mercado de trabalho, podendo atuar em plantações e lavouras.

Onde estudar

Se você mora da região de São Paulo e tem interesse em fazer um curso presencial, uma boa opção é o Centro Universitário FMU. Por outro lado, se você for do Rio de Janeiro, saiba que é possível fazer um curso presencial na instituição IBMR.

Mas se você mora em qualquer outra região do país e tem interesse em fazer um curso na modalidade a distância, a instituição Estácio oferece diversas opções de cursos de graduação e pós-graduação.

Vale ressaltar que para cada uma dessas instituições você pode utilizar a nota do Enem para concorrer a uma vaga. Além disso, dependendo da pontuação no exame, é possível concorrer a uma bolsa de estudos de até 100%.

Conclusão

E aí? Se interessou em trabalhar com recursos hídricos? Saiba que essa área é fundamental para a preservação e sustentabilidade. Ele desempenha um papel fundamental na gestão das águas e no combate a poluição.

Portanto, o profissional dessa área atua diretamente com a qualidade de vida das pessoas. Faz com que a manutenção do meio ambiente seja feita através da elaboração e execução de projetos para o melhor destino dos esgotos e das águas.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui