Cada pessoa aprende de uma forma, dependendo do seu contexto de vida, experiências anteriores e habilidades naturais. Algumas são mais propensas a captar informações em vídeo, áudio ou texto. Outras assimilam melhor os dados passados por meio de jogos didáticos e dinâmicas de grupo. Por isso, cabe ao professor saber quando implementar novos recursos pedagógicos em sala de aula.

Da mesma forma, a escola ou universidade deve oferecer capacitação e uma boa infraestrutura aos docentes. Afinal, profissionais bem preparados estão prontos para inovar mais pelos seus alunos. Além de oferecer opções aos alunos para que eles sejam protagonistas no próprio aprendizado. 

Esse é o caso de universidades como a FMU e Estácio que, além de boas estruturas universitárias e professores preparados, também investem para que o ensino a distância mantenha o padrão de qualidade. 

Mas voltando para os recursos pedagógicos, nesse artigo, vamos te explicar melhor o que são e como você, mesmo sozinho, pode utilizá-los a seu favor quando for encarar qualquer novo desafio acadêmico!  

Leia também: Série profissões do futuro: inovação e tecnologia

A importância dos recursos pedagógicos para a educação

Em um mundo no qual o fácil acesso à informação e tecnologia fazem parte do dia a dia do aluno, o educador precisa investir cada vez mais em materiais de apoio e recursos interessantes. Além de um bom planejamento, necessários tanto da parte do professor, quanto do aluno, o aprendizado precisa ser viável. Ou seja, ser acessível e relevante para o conteúdo ensinado. 

Por isso trazer as tecnologias para as “salas de aula” (sejam elas presenciais ou virtuais),  permite maior liberdade ao professor. 

Isso porque acarreta em uma descentralização de seu papel como único educador, possibilitando maior diálogo, discussões e aproximações entre os estudantes e qualquer assunto que seja abordado. 

Nesse ponto, é interessante pensar que qualquer material pode, e deve, ser utilizado como meio de fortalecer o aprendizado e educação. Aí vale colocar a criatividade de aluno e professor em prática e passear pelas mais variadas formas de arte, tecnologias e conceitos. 

Documentários, fotografia, música popular e, claro, todos os novos recursos que surgem diariamente na internet. Como é o caso de aplicativos, chats de bate papo, fóruns de discussão e mais uma variedade de recursos disponíveis a cada dia que passa. 

Leia também: Tecnologias de ensino: como implementá-las nas universidades

Como posso utilizar as tecnologias a meu favor na hora de aprender?

Mas e se eu não estou em sala de aula? Como utilizar recursos pedagógicos a meu favor para estudar em casa? Bom, não existe uma fórmula pronta ou melhores epiores maneiras de aplicá-los. Mas você pode pensar em diferentes recursos e encaixá-los em seus estudos de acordo com as suas principais necessidades! 

Utilize recursos de mídia

Filmes

Esses provavelmente são os recursos pedagógicos mais comuns, inclusive em salas de aula. Mas é porque de fato, eles funcionam. 

Aproveite de recursos de streaming para encontrar filmes, documentários e séries que tenham a ver com o assunto que você está estudando. Muitas vezes, uma diferente visão sobre o tema nos abre os olhos para melhores conclusões e aprofunda nosso conhecimento.

Leia mais: Filmes para estudantes: 6 longas que você deveria ver

Imagens

Para aqueles que são bastante visuais, as fotografias e pinturas podem ajudar a ter uma noção melhor de situações históricas, por exemplo. 

Busque por sites especializados em fotografias ou então bancos de imagens gratuitos por fotos que possam ilustrar o conteúdo. Inclusive, além dos sites, algumas contas no Instagram também podem ajudar. 

Elas reportam atualidades através do jornalismo fotográfico e isso pode facilitar o entendimento e aproximação com o assunto.

Música

A música sempre foi aliada na hora do estudo de diversas maneiras. Se você possui dificuldade para estudar em casa sozinho, por exemplo, pesquisas demonstram que certos há certos tipos de música que ajudam na concentração

Mas além de melhorar o foco, a música sempre foi um recursos muito utilizado pelos professores de idiomas para que os alunos tenham mais contato com a forma nativa de falar a língua e entender diferentes sotaque. Então aprovei também essa dica para estudar!

Já se você é professor, use a música em suas aulas. Independente da disciplina. Existem muitas letras e melodias que estão intimamente ligadas com contextos históricos, geográficos e sociais. Por isso, podem ser utilizadas como conteúdo nas aulas de humanas!

Monte playlists, para si mesmo, para seus alunos ou colegas. Com certeza a música tem muito a ajudar! 

Conheça o mundo dos livros digitais

Nem sempre temos tempo de buscar livros nas bibliotecas disponíveis ou até mesmo recursos financeiros para comprar a maioria dos livros que gostaríamos de ter. 

Mas hoje em dia já existem opções mais acessíveis, como os livros digitais. Eles são uma realidade cada vez mais comum e, além de muitas vezes serem mais baratos que livros físicos, são materiais de uso mais simples. Podem ser acessados pelo celular, computador e tablet, mesmo por quem não possui um dispositivo para leitura de eBooks.

Assim como conseguem ser oferecidos de forma fácil pelas instituições de ensino e compartilhados rapidamente entre os alunos. 

Por isso, você pode aproveitar as vantagens dos livros virtuais para complementar o que aprende em sala de aula ou até para estudar sozinho. E para quem é professor, essa é uma maneira fácil de disponibilizar leituras complementares aos alunos!

Aposte em cursos virtuais

Para complementar os assuntos estudados, você pode procurar cursos online gratuitos, palestras gravadas e debates ao vivo dos mais variados assuntos. 

Eles podem ser um ótimo apoio, principalmente quando se trata de assuntos mais técnicos ou uma pauta específica dentro de uma disciplina. E para além desses exemplos, o que vale é usar a criatividade para que seu aprendizado e conhecimento sejam mais prazerosos e rentáveis. 

Aprender melhor pode te posicionar no mercado de trabalho de maneira mais abrangente, além de ser um importante diferencial competitivo

Inclusive, lembre-se também do que falamos no início: esses recursos pedagógicos são essenciais, mas não substituem uma boa graduação ou pós! Por isso, procure instituições modernas e atentas às novas tecnologias.

Entre os exemplos que citamos, estão a FMU e a Estácio. Conheça os cursos das duas faculdades e faça já sua matrícula!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui