Saiba como o seu hobby pode definir sua carreira profissional

0
3

Existe um ditado que é mais ou menos assim: “faça o que gosta e não terá que trabalhar um só dia”. Mas será mesmo que Confúcio, o autor da frase, tinha razão? Se você sonha em tornar seu hobby em uma opção de carreira, quem sabe isso não seja possível? Neste post, nós vamos mostrar como isso pode se tornar uma feliz realidade para você.

Afinal de contas, nem sempre é fácil decidir por uma carreira ou desenvolvimento profissional. Isso se deve por uma série de motivos, seja por não saber qual caminho seguir ou por não se identificar com nenhuma área. Em outras palavras, é tão complicado quanto escolher uma faculdade. Se a coisa está difícil para o seu lado, talvez seja uma boa saída transformar o seu hobby em uma profissão apaixonante.

Veja a seguir como seu hobby pode definir sua carreira e uma forma de negócio. Quem sabe, além de dar prazer, pode também ser uma forma de lucrar e garantir o pão de cada dia.

Leia também:  E-book grátis ensina como fazer uma transição de carreira. Baixe agora!

Como fazer do seu hobby uma carreira

Os passatempos são atividades essenciais na vida humana. São elas que tornam mais prazerosa a vida e garantem, além de horas de lazer, uma excelente maneira de descansar e colocar em ordem a saúde física e mental. Se você já pensou, de alguma maneira, fazer do seu hobby uma profissão saiba que é possível.

Mas também é preciso tomar alguns cuidados para que você não cometa alguns erros e deixe de gostar dessas atividades, passando a se preocupar além da conta com a profissão e esquecer de separar algum momento do dia para se dedicar ao lazer e as atividades de prazer.

Para fazer do seu hobby um trabalho, certamente uma pergunta vai ecoar na sua cabeça: será que realmente vale a pena? Para respondê-la, é importante que você tenha em mente que, como qualquer outra atividade de trabalho, você estará imerso na maior parte do dia executando a mesma tarefa. E, obviamente, você terá horas de lazer e como qualquer outra profissão, as horas de incomodação também vão existir.

Portanto, para responder a pergunta se vale a pena ou não, você deve perceber e refletir se a incomodação que virá ao transformar o seu precioso passatempo em trabalho pode ser recompensada e aceitável.

Vale lembrar também que muitas pessoas decidem fazer do seu lazer uma atividade profissional como maneira de se reinventar profissionalmente. Veja a seguir como é possível transformar o seu hobby em trabalho, cuidando para que não seja estressante:

1- Elabore um plano de negócios

Geralmente, não é muito comum as pessoas calcularem o quanto ganham ao longo do ano em um emprego convencional. No entanto, ao tornar o seu hobby uma profissão, você deve estar preparado para se tornar um profissional liberal e autônomo na maioria das vezes ou até mesmo ser um empreendedor.

Nesses casos, como você não terá o dia de amanhã garantido e a renda pode ser variável, é fundamental que você tenha um bom projeto de negócio e assim evite passar algum trabalho eventualmente.

Portanto, você precisa contabilizar quanto você tem de despesas e quanto ganha e fazer um balanço entre essas duas contas para descobrir o quanto irá lucrar. Com esse lucro, é importante fazer um fundo de reserva para garantir a cobertura daquilo que não está no projeto.

Você deverá considerar que não terá os mesmo benefícios de um contrato de trabalho convencional. Ou seja, aquele que é regido pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). Sendo assim, você não terá direito a 13.º salário, férias e outros.

Para um bom projeto de negócio, você precisa fazer uma projeção e saber se o seu futuro empreendimento dará mais lucro do que você obtém no momento. Em caso negativo, você precisa colocar na balança se uma renda menor, faz de você alguém mais feliz, mesmo trabalhando naquilo que era até então um hobby.

Desse modo, você precisa entender se a renda menor compensa ao fazer da sua atividade de lazer uma profissão. Se a resposta for sim, vá em frente que você terá realização.

Leia mais: Dicas para empreender: de onde vêm as ideias e como tirá-las do papel

2- Entenda que o seu hobby deixará de ser sua atividade de lazer

Nesse quesito, você deve entender que a sua válvula de escape se tornou o seu trabalho. Portanto, você deve tomar muito cuidado para não trabalhar além da conta, pois trabalhar naquilo que gosta, pode acarretar em fadiga. Provavelmente, na maioria das vezes, você não irá notar o tempo passar e isso pode esgotar alguém a ponto de deixar de dar atenção para a vida social, por exemplo.

Essa incidência do trabalho e do hobby na vida de uma pessoa pode ser negativa e trazer alguns prejuízos em sua vida pessoal, como se excluir das rodas de amigos e até mesmo ser excluído, pois “quem não é visto, não é lembrado”.

Portanto, é preciso tomar um pouco de cuidado quanto a isso, justamente para que você não trabalhe de forma muito estafante, de maneira que prejudique sua vida pessoal. Além disso, elabore um segundo plano para continuar com atividades de lazer e que tragam prazer a você.

Sem esse tipo de hábito, a sobrecarga que o trabalho faz em alguém pode ser muito grande e o lazer ajuda a dissipar todo o estresse físico e mental causado por jornadas muito exaustivas.

3- Comece aos poucos

Uma boa dica de como transformar seu hobby em trabalho pode ser a de começar devagar. Portanto, nada de fazer essa mudança repentinamente. Se você tem a sorte de trabalhar em algo que é possível conciliar com uma segunda atividade de trabalho, isso pode ser algo fácil de fazer.

Ao começar devagar, nesse caso, como uma atividade paralela, essa pode ser uma maneira de enxergar o seu hobby como uma profissão e perceber se isso será um benefício para você. Sendo assim, essa pode ser uma maneira de você não se comprometer totalmente, o que pode acarretar em prejuízo e consequentemente em frustração.

Isso pode evitar que você largue tudo de uma vez e perceba se essa nova atividade vai ser suportável como um trabalho principal e como parte de sua rotina diária.

Alguns exemplos de áreas que agregam hobby e profissão

Certamente, você já viu alguém falar que fez do seu hobby o seu trabalho. Isso é comum aparecer nos programas de televisão e até mesmo em nossa volta. Algumas áreas podem ser bastante interessante para agregar lazer com trabalho.

Veja a seguir algumas delas:

As áreas podem ser bastante variadas, o que você deve saber se o seu hobby pode se tornar uma futura carreira ou não é também perceber se é competente em sua atividade de lazer. Ou seja, isso implica em ser crítico o suficiente para ter a mentalidade de que você se supera naquilo que lhe dá prazer.

O quê muda ao transformar uma atividade de lazer em trabalho

Resumidamente, o hobby é aquilo que você faz porque gosta e isso ocupa uma pequena fração do seu dia. Ao contrário do trabalho, que embora possa ser também muito prazeroso e interessante, geralmente é feito por obrigação.

O que acontece quando você inverte a lógica é justamente deixar de ter a atividade de lazer e fazer dela o seu ganha pão. Ou seja, aquilo que descansaria você, agora será configurada de outra maneira. Muitas pessoas têm sucesso ao fazer isso, pois sabem lidar muito bem com esse novo modo de vida.

Portanto, é preciso que você também saiba separar as coisas. Se você for maduro o suficiente para encarar isso, certamente terá realização profissional e lazer no trabalho.

Conclusão

Agora que você sabe mais sobre os cuidados que deve ter ao definir o seu hobby como uma profissão, certamente poderá avaliar as decisões certas e obter sucesso no novo caminho profissional que virá pela frente. É possível sim transformar lazer em trabalho e isso pode refletir no seu modo de vida e influenciar positivamente as pessoas que cruzarem o seu caminho.

Como qualquer outra escolha na vida, é preciso ter cautela e maturidade para saber quando é hora de fazer essa escolha e não comprometer as suas atividades sociais, nem ser prejudicado por uma decisão apressada. Portanto, avalie, converse, pense muito a respeito se isso é interessante para você, pois somente assim a sua decisão não será um peso.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.