A área da mineração é uma das que mais emprega no Brasil. São em média 180 mil empregos diretos, o que causa um impacto positivo na economia. Se você tem afinidade por disciplinas de Geografia ou Geologia, fazer um curso técnico em mineração pode ser uma boa opção de carreira e também de trabalhar em um mercado promissor. Além disso, o curso é de curta duração, o que possibilita uma entrada mais rápida em um emprego.

Saiba que o técnico em mineração está apto a exercer os mais variados tipos de atividades do ramo da mineração. Pode atuar até na área de pesquisas minerais. Uma área que é bem comum a atuação desse profissional é a de beneficiamento de minérios, que é fundamental para a construção civil.

Se você deseja saber mais sobre esse ramo, veja a seguir como funciona o curso técnico e mineração e descubra como é o mercado de trabalho para quem exerce essa carreira.

Leia mais: Mineração: como é feita, tipos e impactos ambientais

Como é o curso técnico em Mineração

Para quem deseja ser técnico em mineração, terá uma formação focada na parte prática da profissão. Isso quer dizer que o curso preparará o aluno para o mercado de trabalho, de modo que possa atuar plenamente nos mais variados campos dessa área.

Para garantir uma formação plena, o curso de mineração engloba um rol de disciplinas de diferentes áreas. Tais como as de formação básica, geral e específicas. Veja a seguir um pouco mais detalhado como funciona:

  • Formação básica: Nesse módulo, você encontrará as disciplinas de Física e Química, portanto, são aquelas de conhecimento básico.
  • Formação geral: você encontrará as disciplinas de Geologia e Topografia. Sendo assim, são aquelas que abordam a parte teórica do curso e que preparam o aluno para a parte prática.
  • Formação específica: São aquelas disciplinas que fazem parte exclusivamente do curso e de formação profissional. Nesse estágio, você encontrará disciplinas de Classificação de Minério e Instalação de Mina.

Portanto, conforme o aluno avança no curso, ele vai sendo introduzido nas disciplinas específicas de maneira gradativa, o que torna a formação mais tranquila. Além disso, como esse curso é de nível técnico, o tempo de duração dele é em média de dois anos.

Ao concluir essa formação, o aluno irá obter o certificado de conclusão, que capacitará ele para atuar no mercado de trabalho.

Leia mais: Qual a diferença de curso técnico e tecnólogo?

As disciplinas do curso

Confira a seguir as disciplinas que fazem parte do curso técnico em Mineração:

  • Física;
  • Química;
  • Matemática Aplicada;
  • Introdução ao Tratamento de Minérios;
  • Informática Básica;
  • Desenho Básico;
  • Geologia Geral;
  • Mineralogia Aplicada;
  • Lavra e Beneficiamento de Rochas Ornamentais;
  • Relações Humanas no Trabalho;
  • Introdução a Mecânica das Rochas;
  • Geologia de Minas;
  • Higiene e Segurança no Trabalho;
  • Tratamento de Minérios;
  • Geoprocessamento;
  • Legislação Mineral e Ambiental;
  • Operação e Manutenção de Equipamentos de Mineração;
  • Lavra de Minas a Céu Aberto;
  • Topografia;
  • Pesquisa Mineral;
  • Perfuração e Desmonte de Rochas;
  • Gestão da Produção;
  • Economia Mineral;
  • Empreendedorismo;
  • Planejamento e Gerenciamento Ambiental na Mineração;
  • Movimentação e Transporte;
  • Lavra de Minas Subterrânea.

Além de aprender essas disciplinas, é exigido que o aluno faça um estágio supervisionado e elabore um TCC (trabalho de Conclusão de Curso).

Após concluir o curso, o aluno estará plenamente capacitado para trabalhar em tudo o que envolve mineração.

Como é a área de atuação para quem é formado no curso técnico em Mineração

As possibilidades de atuação de um técnico em mineração podem ser bastante variadas dentro desse campo. Pois esse é um dos setores que mais emprega no Brasil. Tem um grande peso para a economia do país.

Portanto, ao se formar, poderá atuar nos diversos seguimentos da área, como: supervisionar ações de pesquisa mineral, lavra e tratamento de minérios e também toda a movimentação do produto final.

Onde trabalhar como técnico em mineração

Ao ir para o mercado de trabalho, esse profissional poderá trabalhar no setor público ou em empresas privadas que fazem extração, lavra e tratamento de minérios. Além disso, é possível trabalhar em escritórios laboratórios ou até em minas que fazem extração de minerais.

Uma área que é bem comum a atuação desse profissional é a de beneficiamento de minérios, que é fundamental para a construção civil. O técnico em mineração trabalha nessa área separando e classificando os elementos que são extraídos das jazidas. E que são encontrados misturados com outros elementos irrelevantes para a indústria.

Portanto, esse serviço é fundamental para transformar aquilo que é matéria bruta em um produto de consumo para os mais diversificados segmentos.

O perfil profissional de quem trabalha com mineração

Como esse profissional é um dos mais completos desse ramo. Ou seja, com a possibilidade de atuar em qualquer seguimento, tanto na indústria, quanto em pesquisas. O curso prepara não apenas para a atuação no mercado de trabalho. Mas também na consciência ética da relação da profissão com o mercado.

Não é à toa que um aluno do curso Técnico em Mineração aprende sobre leis ambientais. Sendo assim, ele serpa capacitado a trabalhar no ramo extrativista, de modo que não cause impacto ambiental.

Vale lembrar também, que se aprende no curso como trabalhar com segurança e quais as leis que protegem o profissional, sem que ele coloque em risco sua vida ou de seus colegas, ou ainda evite empresas que não fornecem os equipamentos básicos para que possa trabalhar em segurança.

Portanto, quem trabalha nessa área deve ter afinidade com os conteúdos ensinados durante a formação e busque o conhecimento aprofundado da relações dignas de trabalho e saiba preservar a ecologia, de modo que não comprometa esse sistemas com a extração mineral.

Sendo assim , é fundamental gostar de planejar, pesquisar e até mesmo operar máquinas de modo que o trabalho seja feito com responsabilidade e ética.

Tecnólogo em Mineração

Saiba que também é possível fazer um curso tecnólogo para quem deseja trabalhar com mineração. A diferença é que o tempo de estudo é um pouco maior e isso garante um aprofundamento maior nas disciplinas que são ensinadas no curso técnico.

Além disso, o peso da formação de um curso tecnólogo é o mesmo de um curso de nível superior. Portanto, garante a possibilidade de aprender outras disciplinas que tornam a formação ainda mais completa, com possibilidades de ir além nos estudos acadêmicos e ingressar em cursos de pós-graduação.

As vantagens de fazer o curso técnico

A principal vantagem de fazer um curso técnico é a aceleração de ingresso no mercado de trabalho. Portanto, se você tem o desejo de adquirir a sua autonomia e independência financeira, essa pode ser uma excelente opção de carreira.

Além de ingressar mais rápido no mercado de trabalho, o curso técnico pode preparar você para uma futura graduação. Nesse sentido, ele dá uma experiência bastante relevante na hora de dar uma próximo passo na carreira profissional, que é buscar uma qualificação mais completa.

Quanto ganha um técnico em mineração

A questão salarial pode ser bastante relativa, nesse caso, pode variar de acordo com a qualificação profissional. Mas de acordo com o site da Catho, a média inicial de salário para quem é técnico em mineração é de R$ 2.734,13 e de R$ 4.560,15 para quem é supervisor de mineração.

Portanto, esse pode ser um bom salário inicial e pode permitir que você alce outros objetivos na vida.

Conclusão

Agora que você sabe como é o curso e a profissão de quem é técnico em mineração, certamente ficou mais fácil de decidir essa opção como uma carreira em potencial. As vantagens de fazer o curso técnico dessa área é justamente o grande leque de opções dentro desse segmento e ainda outras possibilidades de qualificação.

Portanto, esse curso pode fazer de você um profissional bastante diferenciado no mercado de trabalho, nesse caso, alguém que trabalha com responsabilidade e ética, fazendo  melhor possível na área de atuação.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui