Cadastre-se
Cadastre-se e receba dicas, descontos, notícias e informações sobre o mundo da educação!

Tipos de redação: conheça os 5 principais tipos e saiba como escrevê-los

  • Enem
  • 23/dez/21
  • por Ewerton Geniseli

Um texto pode ser elaborado de diversas maneiras, sendo que a sua estrutura pode variar de acordo com os tipos de redação escolhidos. Saber identificar os tipos mais comuns usados na língua portuguesa e os mais solicitados nos vestibulares pode te fazer conquistar a sua graduação dos sonhos.

Portanto, se você ainda possui algumas incertezas em relação a cada tipo de redação e o que é necessário para realizá-las, confira abaixo a matéria que o Vai de Bolsa elaborou sobre o assunto. Boa leitura!

Saiba mais: Citações para redação: 10 opções para utilizar no Enem

Quantos tipos de redação existem e quais são os principais?

Existem diversos tipos de redação e categorias usadas na nossa gramática. Entretanto, somente cinco delas são as mais comuns no dia a dia dos brasileiros e mais cobradas nos processos seletivos de faculdades, vestibulares e no Enem. Veja quais são:

Bolsa de Estudos
👉 A 1ª mensalidade da sua graduação a partir de R$ 59? Só a Anhanguera para oferecer um Vale Educação com esse desconto.

Dissertativo 

A redação dissertativa é uma das mais comuns entre os tipos de redação do mercado e é usada para expor ideias e pontos de vista sobre um determinado tema ou assunto. 

Esse modelo de texto normalmente envolve assuntos relevantes para a sociedade e pode trazer opiniões diferenciadas de acordo com que o produz. É muito comum esse estilo nas redações do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Além disso, uma característica marcante nesse tipo de redação é a possibilidade de ser dissertativo-argumentativo, quando o escritor tenta convencer o leitor com argumentos, ou dissertativo-expositivo, que no caso só há preocupação de discorrer sobre o assunto sem intenção de convencer. 

Jornalístico

Os textos jornalísticos fazem parte do nosso dia a dia, e de modo geral possuem a intenção de informar o leitor sobre um determinado fato/assunto. Para esse estilo é necessário se ater às informações para depois conseguir transmiti-las. 

Além disso, é preciso manter o uso de palavras simples, abusar da objetividade e abranger o entendimento para todas as pessoas que lerem, da que tem menos conhecimento, até a que tem mais acesso à informação.

Leia mais: Tema de redação do Enem: o que pode cair e como se preparar?

Narrativo 

Para escrever um texto narrativo é importante se atentar, principalmente, aos detalhes. Esse tipo de texto vai contar a história de alguém, ou de alguma situação, por exemplo.

Esse é um dos tipos de redação que você deve contar começando pela introdução da história, situando o leitor. Na sequência, o desenrolar da história, com fatos e detalhes que sejam importantes para a continuidade.

Finalmente, para encerrar é necessário preparar a conclusão acrescentando o climax que é o ponto alto da história e também conflitos, se assim houver.

O tipo de redação narrativa permite liberdade para quem escrever o texto, com a possibilidade de incluir personagens e situações fictícias.

Carta 

Como nos velhos tempos, a carta é aquela conversa entre pessoas por meio do papel, sendo um dos tipos textuais menos formal.

Ao elaborar uma carta é importante não se esquecer de fazer o cabeçalho, que deve conter data e local a ser enviada.

Depois disso, você pode fazer uma saudação, usando o vocativo, chamando ou cumprimentando o leitor, por exemplo.

No corpo do texto vem todas as informações que deseja relatar na carta. É a sua conversa com outra pessoa. Agora vem a saudação final, que é o ato de encerrar a carta onde a pessoa coloca o nome de quem escreveu o texto.

Leia ainda: Gêneros textuais: o que são, os tipos e a importância nas redações

Descritivo

Assim como o nome desse tipo de redação sugere, certamente esse é um texto rico em detalhes acerca de algo ou alguém. Ou seja, esse tipo de redação propõe uma escrita muito minuciosa. 

Para enriquecer o texto de detalhes é importante pensar nos cinco sentidos corporais, como por exemplo o paladar, tato, audição, olfato e a visão.

É importante nos textos descritivos não fugir da história que quer contar, e nem inventar situações que fujam da realidade.

Qual é o tipo de redação do Enem?

O tipo de redação exigida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) costuma ser o dissertativo-argumentativo, que permite ao estudante falar sua opinião. Porém, ao mesmo tempo, explicar o motivo daquela resposta.

A cada ano, o tema da prova normalmente envolve assuntos do dia a dia do estudante, ou alguns até polêmicos. Lembrando que a nota da redação é uma das mais importantes para o estudante que deseja pontuar bem no Enem, uma vez que ela vai de 0 a 1000, com o potencial de subir sua média na prova.

Agora que você já conhece os diferentes tipos de redação e para que cada um deles pode ser usado, não deixe de acompanhar outras dicas do blog Vai de Bolsa para arrasar em qualquer redação que fizer. 

Tags:
  • Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *