Chegou a hora de se preparar para o vestibular? Antes de qualquer coisa, tenha em mente que para se dar bem é preciso se planejar. Para prestar vestibular ou até mesmo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) você vai precisar se preparar e se dedicar bastante aos estudos.

O vestibular nada mais é que um processo de seleção que testa os conhecimentos dos estudantes antes de entrarem em uma universidade brasileira. Contudo, o objetivo do vestibular é permitir o acesso ao ensino superior testando conhecimentos do ensino fundamental e médio através de provas.

Vem conferir a diferença entre vestibular e Enem, como o vestibular funciona nas instituições públicas e privadas e como se organizar para estudar de forma otimizada.

6 dicas de como se organizar para estudar

Em primeiro lugar já sabemos que vestibular e Enem têm diferença (abaixo explicamos quais) e a principal dela são os conteúdos das provas. Você sabe como se preparar para o vestibular e o Enem ao mesmo tempo?

Confira 6 dicas infalíveis que vão ajudar a organizar sua rotina de estudo e a ter disciplina para arrasar no dia da prova:

1- Conheça o conteúdo programático das provas

Encontre e conheça o edital de programação do conteúdo a serem cobrados nas provas. As instituições precisam divulgar meses antes da prova os documentos como as diretrizes de seleção. Então, com o conhecimento sobre o que será abordado em ambas as provas fica mais fácil se organizar. Você vai saber os conteúdos por disciplina, a lista de obras literárias e, além do cronograma de atividades previstas.

2- Planejamento e disciplina

Depois de conhecer o que vai cair nas provas você vai saber por onde começar e poderá montar um cronograma de estudo. Defina quanto tempo por dia terá disponível para se dedicar aos estudos e leitura e estabeleça seus horários. A dica é: divida os conteúdos por dia revezando humanas com exatas para não se desgastar muito. Além disso, distribua as matérias nos dias da semana e siga o calendário com disciplina.

3- Priorize conteúdos que têm dificuldade

Reserve mais tempo no calendário para as disciplinas ou conteúdos que sente mais dificuldades. Então, faça uma lista dos conteúdos que precisa estudar por mais tempo e procure mais materiais de apoio que podem acelerar o seu aprendizado.

4- Persistência e dedicação

Seja rigoroso com seus horários e evite furar a agenda. Se estiver matriculado em um curso preparatório, evite faltar aulas e aproveite os professores para levar dúvidas e resolvê-las rapidamente. Nos estudos na biblioteca ou em casa, concentre-se e evite distrações como celular e televisão. Adicione momentos de lazer por tempo determinado na sua rotina para se distrair por uns minutos, mas não exagere para não se perder no relógio.

5- Mantenha-se atualizado

No Enem é normal as questões abordarem temas e acontecimentos atuais. Portanto, esteja antenado nas notícias e nos jornais para saber o que acontece pelo mundo e pesquise mais sobre o assunto. Reserve pelo menos uma hora por dia para acompanhar notícias na internet, contudo selecione fontes confiáveis para se aprofundar.

6- Faça simulados e escreva redações

Para aprender, nada melhor que a prática. Aprender errando pode ser bastante eficaz. Então, procure provas dos últimos vestibulares e refaça para testar os seus conhecimentos. Identifique padrões de dificuldades, além de analisar quanto tempo você gasta em cada questão. Redações podem ser o fator decisivo de aprovação em algumas provas e até no Enem. Procure temas de redação anteriores e identifique temas possíveis. Escreva bastante, revise e corrija. Essa prática ajuda com vocabulário e gramática. Veja neste artigo dicas de temas que podem cair na redação e como fazer um texto nota mil.

Vestibular x Enem

Se você ainda não sabe ao certo a diferença entre vestibular e Enem e o conteúdo que cai em cada prova, terá mais dificuldade de organizar esta rotina de estudos. Por isso, vamos esclarecer isso para ajudar na sua organização.

O vestibular é um meio de seleção de estudantes para acesso a faculdades públicas ou privadas. As provas das instituições públicas são mais concorridas porque não têm custo para o estudante. Qualquer pessoa que tenha concluído o ensino médio pode fazer o vestibular e então entrar em uma universidade.

Se preparar para a faculdade pode ser um momento de bastante ansiedade e estresse. Porém, existem estratégias que quando bem programadas podem facilitar essa caminhada. Como por exemplo, ter disciplina e organização.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é vinculado ao MEC e é responsável pela aplicação do Enem. Criado em 1998, o Enem é uma prova que avalia qualidade de ensino médio no Brasil. Sendo assim, o resultado desta prova é uma forma dos estudantes ingressarem nas universidades públicas brasileiras e em algumas universidades no exterior, como a Universidade de Coimbra em Portugal.

Conteúdos diferentes

Para que a nota do Enem sirva para ingresso em instituições de ensino superior o estudante precisa se inscrever pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Instaurado em 2010, o Sisu é uma plataforma digital do Ministério da Educação, que contempla as universidades que são adeptas total ou parcialmente do Enem. Para substituir o vestibular, estas instituições possuem uma porcentagem de suas vagas destinadas a quem atinge boas notas do Enem. Saiba mais detalhes sobre o Sisu neste outro artigo do Vai de Bolsa.

Uma das diferenças do vestibular para o Enem é o conteúdo abordado. Enquanto no vestibular o estudante é testado em disciplinas vistas durante o ensino médio, o Enem tem como característica a transdisciplinaridade. Em outras palavras, o objetivo é avaliar competências e capacidade de raciocínio, totalmente diferente do vestibular que testa informações, fórmulas e datas.

 

Vestibular próprio nas instituições públicas

No Brasil as instituições públicas são as que têm os vestibulares mais concorridos. Isso porque, a chance de estudar sem custos gera muita concorrência entre os estudantes.

A medida da disputa é representada pela quantidade de candidato por vaga. Por isso, as provas do vestibular exigem preparação intensa bastante tempo antes. Além disso, o conteúdo contemplado no teste é intenso e variado.

Você sabia que não precisa depender do Enem para ingressar em uma universidade pública? Os vestibulares ainda podem ser encontrados em 11 universidades federais e 29 universidades estaduais, com prova de redação.

Conheça as universidades públicas espalhadas pelo país que você ainda pode fazer vestibular:

Federais

  • UFGD-MS – Universidade Federal da Grande Dourados
  • UFPE – Universidade Federal de Pernambuco
  • UFPR – Universidade Federal do Paraná
  • UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • UFRR – Universidade Federal de Roraima
  • UFS – Universidade Federal de Sergipe
  • UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina
  • UFTM-MG – Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • UFU-MG – Universidade Federal de Uberlândia
  • UnB-DF – Universidade de Brasília
  • Unifesp – Universidade Federal de São Paulo

Estaduais

  • Udesc – Universidade do Estado de Santa Catarina
  • UEA – Universidade do Estado do Amazonas
  • Uece – Universidade Estadual do Ceará
  • Uefs – Universidade Estadual de Feira de Santana
  • UEG – Universidade Estadual de Goiás
  • UEL – Universidade Estadual de Londrina
  • UEM – Universidade Estadual de Maringá
  • Uema – Universidade Estadual do Maranhão
  • Uemg – Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Uenp – Universidade Estadual do Norte do Paraná
  • UEPG – Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Uerj – Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • UERR – Universidade Estadual de Roraima
  • Uesb – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Uncisal – Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas
  • Uneb-BA – Universidade do Estado da Bahia
  • Unemat – Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Unesp – Universidade Estadual Paulista
  • Unespar – Universidade Estadual do Paraná
  • Unicamp – Universidade Estadual de Campinas
  • Unicentro-PR – Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Unimontes MG – Universidade Estadual de Montes Claros
  • Unioeste – Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Unitins – Fundação Universidade do Tocantins
  • Univesp – Universidade Virtual do Estado de São Paulo
  • UPE – Universidade de Pernambuco
  • Urca-CE – Universidade Regional do Cariri
  • USP – Universidade de São Paulo
  • UVA-CE

Vestibular próprio nas instituições privadas

As instituições de ensino superior privadas têm a concorrência menor se comparadas às universidades federais. No entanto, elas vem apresentando evolução no nível das provas nos últimos anos. Uma das principais características das instituições privadas é a reputação e a qualidade de ensino. Isso acontece porque como elas cobram mensalidade, o investimento é feito internamente de forma rápida e a cobrança pela qualidade é mais alta.

Confira algumas universidades privadas com vestibular próprio:

  • Estácio – Universidade Estácio de Sá
  • ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing;
  • FCL – Faculdade Cásper Líbero;
  • PUC-SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo;
  • PUC-CAMP – Pontifícia Universidade Católica de Campinas;
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie (Alphaville-Higienópolis e Campinas);
  • PUC-RJ – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro;
  • Faculdade Ibmec-RJ;
  • ESPM-RJ – Escola Superior de Propaganda e Marketing do Rio de Janeiro;
  • PUC-MG – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais;
  • PUC-RS – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul;
  • Unisinos – Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
  • Universidade Feevale;

Os dias que antecedem as provas do vestibular e do Enem podem ser estressantes, por isso lembre-se de cuidar da sua saúde para manter o ritmo de estudos. Portanto, não exagere, faça pausas, se alimente corretamente e faça atividades físicas. Além disso, mantenha-se atualizado com as notícias do vestibular e do Enem com o Blog Vai de Bolsa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui