Bolsas de Estudo com a Nota do Enem: Perguntas Frequentes

Acesse o Vai de Bolsa e confira mais de 800 mil bolsas de estudo disponíveis, os descontos podem chegar a 100%* em cursos de graduação e pós-graduação, seja presencialmente ou na modalidade de ensino à distância – EAD. Para calcular o seu desconto, basta informar a sua nota geral e selecionar como deseja estudar.

Faça o teste e descubra em média quanto de bolsa a sua nota vale!

Não se preocupe! O Vai de Bolsa oferece outras cinco formas de ingresso que não exigem a nota do exame.

Inscreva-se gratuitamente! Em até 48 horas após a solicitação, você receberá mais informações das instituições parceiras. 

Através do nosso simulador gratuito de nota do Enem, você consegue saber quais são as suas chances em mais de 35 faculdades particulares. Faça o teste!

Plágio Acadêmico: saiba o que é e como evitar


É muito comum estudantes buscarem referência e conteúdos em livros e portais da internet para trabalhos universitários e TCC – Trabalho de Conclusão de Curso. Porém, se a citação ou o trecho utilizado não for devidamente creditado, pode-se configurar como plágio acadêmico.
Trabalhos plagiados perdem totalmente a validade, ou seja, são invalidados. Então, antes de jogar todo o esforço da pesquisa e criação do seu trabalho universitário fora, verifique se tudo está como deveria. 

Tipos de Plágio Acadêmico

Existem vários tipos de plágios. Como por exemplo a utilização de citações, frases, conceitos e ideias de outro ator, sem atribuir a citação correta. Além disso a utilização de imagens, quadros e tabelas, sem o devido crédito, também é proibida. 

Plágio Integral

Este é o pior tipo de plágio acadêmico, pois demonstra má fé e falta de ética. Ele configura na cópia integral do trabalho de outro autor, sem prestar os devidos créditos. Ou seja, neste tipo de plágio, o autor não é citado e sua obra é inteiramente copiada e creditada a uma outra pessoa. 

Plágio Parcial

O plágio acadêmico parcial acontece quando o autor do trabalho utiliza várias frases e fragmentos de diversos autores ao longo do trabalho sem atribuir os devidos créditos. Diferente do plágio integral, o parcial contém obra de diversos autores. 

Plágio Mosaico

O plágio mosaico acontece quando o estudante parafraseia ideias de algum outro autor sem identificar a sua verdadeira fonte. Ou seja, é o ato de escrever em outras palavras, a mesma ideia que o autor original passou em sua obra. 

Muitos estudantes utilizam o plágio acadêmico do tipo mosaico, alterando apenas algumas palavras do texto original. A ideia é dificultar a identificação do plágio, porém, se ficar provado o plágio, o trabalho perde a sua validade da mesma forma. 

Plágio Conceitual

Utilizar ideias e conceitos de outro autor, como se fossem suas, também se caracteriza como plágio acadêmico. Todas os conceitos utilizados, que são definidos por outros autores, devem estar devidamente creditados no texto. 

Outros tipos de Plágio

Além dos principais tipos de plágio acadêmicos, já citados acima, também é possível encontrar:

  • Dados sem fonte: é comum encontrar dados qualitativos e quantitativos em trabalhos acadêmicos. Porém, informar estes dados sem citar a fonte também pode ser caracterizado como plágio. Sendo assim, sempre que utilizar alguma informação oriunda de uma pesquisa, cite a instituição que realizou a pesquisa;
  • Fonte inexistente: citar uma fonte inexistente também pode invalidar o seu trabalho. Não caia na tentação de inventar uma citação ou então atribuir uma citação ou informação à uma fonte qualquer;
  • Autoplágio: Você sabia que é possível se autoplagiar? Isso acontece quando o estudante utiliza trabalhos já realizados por ele e não se dá o próprio crédito. Por exemplo, quando um estudante de pós-graduação utiliza trechos do seu TCC da graduação para o seu trabalho de conclusão da pós e não coloca os créditos. Fique atento!;
  • Conteúdos visuais: Como citado anteriormente, conteúdos visuais como fotos, desenhos, tabelas e gráficos também precisam ser citados corretamente, e seus autores devem ser creditados. 

Como evitar e detectar o plágio?

Primeiramente, citando todas as fontes que você utilizar em seu trabalho acadêmico. Além disso, utilizar corretamente as regras da ABNT também auxiliam muito no processo. Isso porque, as normas ABNT já estipulam diretrizes que devem ser seguidas para diversos tipos de citações e referências. Veja um passo a passo para adequar o seu trabalho às normas da ABNT neste artigo.

Ainda não existe uma regra padronizada dentro das universidades para identificar e punir alunos que cometem plágios acadêmicos. Devido a isso, na maioria dos casos, fica ao cargo do professor realizar esta análise. É fato que, no início da carreira acadêmica é comum alunos apresentarem mais trabalhos com pequenos casos de plágio, sem intenção.

Isso se dá porque o aluno ainda não está familiarizado e pode cometer alguns deslizes no momento de creditar o conteúdo explanado. Porém, é importante que os alunos se atentem para não cometer plágios ao longo da carreira, pois pode prejudicar e invalidar pesquisas e trabalhos. 

Lembre-se dos principais tipos de citação, segundo as normas ABNT:

Citação direta

Para fazer uma citação direta, ou seja, transcrever exatamente o que o autor disse, no seu trabalho, você deve se atentar ao tamanho da citação. 

Para citações de até três linhas, deve-se utilizar aspas e fazer referência ao material utilizado. 

Para citações de quatro linhas ou mais, é necessário utilizar uma formatação diferente. A fonte utilizada na citação deve ser menor do que a fonte do restante do texto, normalmente é utilizada a fonte tamanho 10. Além disso, é necessário adicionar um recuo de 4cm na margem esquerda. Por último, adicionar a referência do material utilizado ao final. 

Citação indireta

Este tipo de citação é utilizado quando o autor do trabalho parafraseia o autor original, ou seja, escreve com suas palavras a mesma ideia ou conceito que o autor utilizou. Como citado anteriormente, este tipo de citação também deve receber os devidos créditos, sendo assim, após a frase parafraseada, insira a referência do material utilizado e ano. 

Ferramentas para detectar plágio

Existem também algumas ferramentas que auxiliam na detecção de plágios em trabalhos acadêmicos. São elas:

Plagius

Este é um dos programas mais populares para detecção de plágio e possui planos pessoais e profissionais. O Plagius oferece um relatório com informações sobre as referências encontradas, qual é o número de ocorrências na internet e percentual de suspeitas. 

Este programa também permite que você verifique se o seu trabalho possui trechos copiados da internet ou de arquivos do seu computador. 

Google

Sim, o maior buscador do mundo pode ser utilizado para o rastreio de plágios simples, principalmente se for do tipo integral ou parcial. Para isso, cole no buscador o trecho que você desconfia ser plagiado e verifique na busca se aparecem textos semelhantes, ou até mesmo o conteúdo original. 

Farejador de Plágio

Este programa online oferece preços mais acessíveis e possui uma forma simples e rápida de analisar trechos de trabalhos acadêmicos, buscando então se existe algum tipo de plágio.

CopySpider

Esta é uma ferramenta gratuita e bem simples de usar. O CopySpider verifica se existem documentos na internet que se assemelham ao conteúdo analisado, buscando assim, um possível plágio. 

Plagium

Com uma grande variedade de planos e preços, o Plagium se prontifica a analisar os textos e suas fontes, apresentadas por ordem de relevância. Apresenta também os links e datas de publicações do conteúdo. 

Implicações do Plágio Acadêmico

O plágio é considerado crime na legislação brasileira, pois ao plagiar, o autor está infringindo a lei 9.610/88 dos Direitos Autorais. Logo, deverá responder judicialmente pelo crime. Além disso, quem cometer plágio pode ter o seu diploma cassado, invalidando todo a sua carreira acadêmica. 

Estudantes e profissionais que são pegos plagiando conteúdo alheio, também não são bem vistos em congressos, simpósios e em outros eventos acadêmicos. Sendo assim, fica claro, que o plágio não compensa, pois coloca em xeque toda a credibilidade do profissional ou estudante. 

Gostou das dicas? Então continue acompanhando o Blog Vai de Bolsa e saiba todas as novidades do mundo universitário.

Faça seu pedido de bolsa!
Em quantas faculdades quiser, de uma só vez.

Negocie o seu desconto diretamente com as faculdades!

Confira os posts mais acessados do nosso Blog

Se você está procurando por conteúdo valioso e altamente acessado, não deixe de conferir esta seção.